Notícias

França proíbe atração com urso doente após denúncias

Autoridades francesas proibiram os tutores de um urso de explorarem o animal em atrações depois de uma inspeção que constatou graves problemas de saúde e maus-tratos.

O urso com uma focinheira de metal e olhar triste, sendo segurado por um homem com uma corrente
Foto: Associated Press Photo

Mischa, o urso macho e adulto que é exibido em feiras que imitam a era medieval e em shows particulares da França, foi defendido por ativistas em defesa dos direitos animais, que pressionaram o Ministério do Meio Ambiente para que tomasse providências.

Exames foram realizados e constataram que Mischa estava muito doente. Seus tutores receberam ordens do ministério para tratar adequadamente o urso. Uma nova inspeção será realizada em poucos dias para constatar se a ordem está sendo respeitada. Caso contrário, os tutores perderão a guarda de Mischa.

O urso caído no chão com a focinheira de metal
Foto: Associated Press Photo

Arnauld Lhomme, responsável pela investigação dos maus-tratos, disse para a Associated Press que os grupos franceses de proteção animal conhecem Mischa há anos. Seus tutores possuem outros dois ursos, mas apenas Mischa é considerado calmo para fazer parte das atrações.

O urso dentro de uma jaula enferrujada e apertada
Foto: Associated Press Photo

Lhomme disse não acreditar que as autoridades querem realmente proteger o urso e criticou o fato de terem dado um prazo para que os tutores possam tentar se redimir dos péssimos tratamentos destinados a Misha até agora.

One Voice, um grupo em defesa dos direitos animais, pediu para que os três ursos fossem libertados e criou uma petição que foi assinada por 36 mil pessoas.

“Até agora, o ministério não seguiu o que pedimos há anos: a proibição das atrações com os animais”, concluiu Lhomme.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More