Você é o Repórter

Cães de porte pequeno e médio estão para adoção em Campinas (SP)

Berenice (Reprodução/Facebook)

Berenice, Sonic e Draco estão disponíveis para adoção responsável em Campinas, no interior de São Paulo. Resgatados pela ONG OperaCÃO Resgate, eles buscam famílias amorosas que estejam dispostas a cuidar deles para sempre.

Berenice é a cadela da foto com roupa de oncinha. Ela é super carinhosa, carente, ama pessoas! Preferência para ser adotada por quem não tem outros animais, ou se tiver que já esteja ciente em contratar adestrador pra socialização. Ela tem aproximadamente 4 anos, pesa uns 14 kg, não gosta de gatos/aves/roedores. Ela é um amor pra ser companheira de alguém!! Se for morar em apartamento precisará passear e brincar pra gastar a energia. Ideal pra quem trabalha em casa e/ou para residências que sempre tem gente. Já está vacinada, vermifugada e castrada.

Sonic é esse baixinho que parece um basset, pretinho com marrom. Ele é super amoroso, brincalhão e dengoso. É super dócil, aceita outros animais desde que haja adaptação. Ele tem aproximadamente 7 anos, pesa uns 9 kg. Está vacinado, vermifugado e castrado.

Sonic (Reprodução/Facebook)

Por último, Draco! Ele está atualmente em lar temporário, fica bem porém quando fica sozinho gosta de fazer arte, por isso, se você quiser adotá-lo para levá-lo para um apartamento, precisará passear e brincar muito pra gastar a energia dele! Ele é muito bonzinho e obediente, é só ter paciência e ensinar! Tem aproximadamente 3 anos, pesa cerca de 9 kg. Está vacinado, vermifugado e castrado. Está sozinho agora mas a ONG acredita que ele se dê bem com outros animais, já que vivia com mais 4 antes de ser resgatado.

Interessados em mudar a vida de um desses animais deve preencher o formulário disponibilizado pela ONG clicando aqui. A OperaCÃO Resgate lembra que “só serão avaliados e respondidos os questionários que tiverem todas as questões respondidas! Além de ter que ser previamente aprovado para continuidade do processo de adoção”. A equipe da entidade entra em contato com os candidatos pré-aprovados em um período de um a cinco dias após recebimento do questionário.

Draco (Reprodução/Facebook)

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Prefeitura resgata 182 animais de grande e médio porte em João Pessoa (PB)

A Prefeitura de João Pessoa, na Paraíba, resgatou 182 animais de grande e médio porte no primeiro semestre de 2018. Os animais foram resgatados pela Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) e levados para o Centro de Apreensão. O serviço faz o resgate de animais como cavalos, mulas, bois, porcos, cabras, bodes, asnos e ovelhas que estejam soltos ou abandonados em via pública.

(Foto: Ascom)

O local para onde são levados os animais possui área de pasto, água, abrigo e alimentação específica para cada espécie. Os tutores interessados em buscar os animais devem pagar uma taxa, apresentar documento pessoal de identificação com foto e comprovante de residência. As informações são do portal OP9.

Para a retirada de mulas, o valor da taxa é de R$ 30, no caso de animais como porcos, cabras, bodes, ovelhas e asnos o custo é de R$ 50, e o valor cobrado para retirar do local cavalos e bois é de R$ 100. É cobrado, também, R$ 3 por diária. No caso de filhotes, os valores têm desconto de 50%. O local onde são mantidos os animais está localizado na BR-101, na altura do Km 116.

Denúncias

Ao encontrar animais de grande e médio porte, como cavalos e porcos, soltos ou abandonados em João Pessoa, a orientação dada à população é de acionar a Emlur através do telefone (83) 98805-2940. O horário de atendimento é de segunda a sábado, das 7h às 12h, das 13h às 18h e 22h às 6h. O recolhimento de corpos de animais mortos deve ser solicitado pelos telefones 0800 083 2425, (83) 3214-6728/7644, de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h.

A denúncia colabora com a segurança dos animais e também da população, já que evita acidentes de trânsito, sujeira e proliferação de doenças.

​Read More
Notícias

Formiga (MG) passa a resgatar animais de médio e grande porte

O município de Formiga, em Minas Gerais, começou a realizar o serviço de resgate de animais de médio e grande porte, como cavalos, porcos e bois, que estejam abandonados.

(Foto: Reprodução/TV Mirante)

O serviço será realizado por uma empresa contratada e os tutores só poderão buscar os animais mediante pagamento de multa e custos com estadia. De acordo com a Prefeitura, a decisão de resgatar os animais surgiu devido ao grande número de animais de grande porte soltos na cidade.

Após o resgate, os animais serão levados para a Fazenda Laboratório do Centro Universitário de Formiga (Unifor-MG), onde permanecerão por no máximo 10 dias. Ao final do prazo, eles serão doados ou leiloados. As informações são do portal G1.

“Quando o animal é apreendido, o tutor deve pagar uma multa de aproximadamente R$ 239 para resgatá-lo. Além disso, ele pode ter que arcar com despesas de transporte, que variam entre 22% e 44%, de acordo com a espécie do animal, de alimentação, de 12%, e de assistência veterinária, que soma mais 13%”, explicou a veterinária Fernanda Pinheiro.

Sempre que um animal for resgatado, segundo a Prefeitura, um boletim de ocorrência de perturbação da ordem e abandono de animal em via pública será registrado na delegacia.

O serviço de resgate pode ser solicitado pelo telefone (37) 99839-8650.

Nota da Redação: a ANDA repudia veementemente o leilão de animais e reforça que é inadmissível que um animal, independentemente de espécie, seja tratado como um objeto a ser leiloado. É importante salientar que apenas bens de consumo devem fazer parte de leilões e, em hipótese alguma, animais, que devem ser respeitados enquanto seres vivos e não podem ser comercializados de nenhuma forma.

​Read More
Você é o Repórter

Cachorro amputado está desabrigado e precisa de um novo lar em SP

Patricia Guedes Pietri
patricia_pietri@yahoo.com.br

Estou procurando ajuda para um cachorro de médio porte que está morando nas ruas próximas à minha casa.

Ele foi atropelado há alguns meses e socorrido pelo pessoal de um pet shop pequeno (aqui nas proximidades do Tucuruvi). Acabou tendo que amputar uma das patinhas e agora vive dos alimentos que nós e outros vizinhos lhe damos.

Na parte da noite meu pai abre a garagem no terreno em frente à nossa casa para que ele se abrigue do frio, mas infelizmente é só o que podemos fazer. Na garagem na verdade mal cabe o carro e não oferece o menor conforto a ele. Não temos quintal, nossa casa é pequena e temos duas gatinhas, uma de oito meses e a outra de dois, por isso não podemos adotá-lo.

Por favor, me ajudem a ajudá-lo! Achei que o pessoal do pet conseguiria uma adoção para esse menino, mas meses se passaram e ele continua nas ruas correndo riscos.

O que sei sobre ele é basicamente o que mencionei. Não sei dizer se é castrado e nem a idade aproximada, mas parece adulto. Atende por Totó (nome que deram no pet) e é extremamente dócil e carente. Pede carinho de uma forma que balança até os corações mais duros. Irá se adaptar com toda certeza muito bem a um protetor(a) carinhoso(a).

Preciso de sugestões, preciso fazer algo pelo Totó.

Contato:
Rebecca S. Souza
(11) 9862-8793

Localização:
Av. Mazzei, altura do nº 1.100 – Tucuruvi.

​Read More
Notícias

Cuidados para evitar ou tratar calosidade em cães

Calos ou escaras de decúbito são lesões de pele que aparecem com frequência em animais de médio e grande porte e que nada mais são que calos de apoio causados pelo contato da pele com superfícies duras, mas comumente em cotovelos e calcanhares. Dois são os principais fatores que levam ao seu aparecimento: o piso e o peso do animal. Quanto mais rugoso o piso, maior a fricção deste com a pele ao levantar-se ou deitar-se, que leva à perda de pelo ou até destruição dos folículos pilosos nas regiões já citadas, pois para compensar o impacto e a falta de gordura, a pele começa a se espessar nas regiões de contato.

Se não houver ferida no local, a pele do calo deve ser hidratada diariamente com substâncias emolientes, oleosas ou cremosas específicas para calos. Existem produtos veterinários específicos para este tratamento à base de lanolina, ureia, silicone, óleo mineral, cera de abelha, vaselina entre outros componentes. Estes compostos tratam os calos prevenindo complicações como a piodermite (inflamação do calo), a fibrose (degeneração e aumento do calo), bicheiras e bernes. Após a aplicação do produto nas calosidades, distraia seu animal, brincando ou passeando com ele e evitando que o produto seja removido por suas lambidas.

Orientação médica

Caso haja ferida, com rachaduras, sangue ou pus, pois em alguns casos a pele pode ressecar a tal ponto que rache e inflame bastante, o animal deve ser encaminhado ao médico veterinário para correta aplicação de anti-inflamatórios e/ou antibióticos. Outro ponto importante é o peso do animal. Calos ocorrem naturalmente em raças gigantes, como o Fila Brasileiro, Mastin Napolitano e Mastif, de médio porte como o Boxer, o Pointer e o Bull Terrier e até nos de pequeno porte como o Pinscher e o Terrier Brasileiro (Fox Paulistinha). Vale a pena ressaltar que em cadelas gestantes e lactantes a incidência de calos ou escaras aumenta, pois estas passam muito tempo em decúbito.

Quando o animal se deita, seu peso faz com que as pontas dos ossos se atritem com o solo. O piso do canil para cães adultos deve ser macio, de preferência de cimento queimado ou piso antiderrapante (cerâmica ou borracha). Para filhotes, o cimento queimado é desaconselhado por questões de aprumo. A área na qual este animal dorme pode ser forrada com colchonete, estrado de madeira, grande quantidade de jornal ou papelão, tomando-se cuidado com a destruição e ingestão destes objetos.

Fonte: Diário do Nordeste

​Read More