Notícias

Defensores dos animais pedem que macaco-prego seja libertado de zoo em PE

A veterinária da Prefeitura do Recife Rosana Espíndola está de plantão na Rua do Sossego, centro do Recife, PE, para acompanhar as reações do macaco prego Chico ao tranquilizante ingerido por ele por volta das 15h de hoje (14). A administração do medicamento faz parte da estratégia para a captura do animal, que fugiu na segunda-feira passada da triste condição de confinamento em que vivia na sua jaula no Parque Treze de Maio, na Boa Vista, e desde então é avistado em árvores nos arredores da Rua do Sossego. O remédio foi colocado dentro de uma banana.

O procedimento  tem o objetivo de dopar o animal e, assim, permitir seu resgate, a cargo do Corpo de Bombeiros. Enquanto isso, nas redes sociais, internautas começaram a manifestar sua opinião a favor da libertação do animal, utilizando a hashtag #freechico.

A opinião é compartilhada por militantes dos direitos animais, como o Movimento de Defesa Animal de Pernambuco (MDA/PE), contrário à exposição dos bichos às condições estressantes do centro da cidade, onde fica o Parque Treze de Maio. Após uma visita ao local realizada no dia 29 de julho, o MDA/PE solicitou à Prefeitura do Recife a retirada dos bichos – alguns estão no espaço há mais de 25 anos. Segundo a entidade, eles sofrem com o descaso, apesar de as jaulas serem limpas e de haver comida e água repostas constantemente.

A ONG considera o local “totalmente inapropriado para abrigar animais de qualquer espécie, principalmente os silvestres”, por causa, dentre outros motivos, da poluição sonora e do ar, e da iluminação noturna, consideradas prejudiciais ao bem estar dos bichos. Segundo a solicitação, os animais também estariam “à mercê de vândalos e usuários de drogas que utilizam o parque para cometerem seus delitos”.

Até segunda ordem, porém, Chico será realojado em sua jaula após a captura.

Fonte: Pernambuco.com

​Read More