Destaques, Notícias

Parlamento Canadense servirá carne de foca aos políticos para apoiar o massacre anual dos animais

Por Marcela Couto (da Redação)

O restaurante que fica na sede do Parlamento Canadense servirá carne de foca nas refeições desta semana, representando assim o apoio aos caçadores na luta pelo direito de comercializar pedaços dos animais na Europa.



Foto: Associated Press


Celine Hervieux-Payette, senadora, declarou que o almoço com restos de foca permitirá aos políticos que demonstrem sua aprovação ao massacre anual.

“Todos os partidos políticos terão a oportunidade de demonstrar a solidariedade do Parlamento Canadense com aqueles que ganham a vida na caça de focas”, disse ela.

A União Europeia baniu recentemente a importação de pedaços de foca por acreditar que a caça é uma prática desumana.

O massacre da Costa Leste do Canadá, o maior do mundo, mata cerca de 275 mil focas de novembro até maio. Os animais levam tiros ou pauladas violentas na cabeça com um instrumento cheio de pontas.

Continua a batalha entre os ativistas dos direitos animais, que acreditam que o massacre é extremante cruel, e os caçadores ao lado do governo canadense, que acreditam nos benefícios gerados às populações humanas em nome do assassinato.

E mais uma vez o governo canadense comete um ato de extrema crueldade para apoiar a matança covarde de animais inocentes, além de incentivar a venda dos restos de seus corpos.

Com informações de Los Angeles Times

​Read More
Notícias

Pamela Anderson escreve carta pedindo o fim do massacre anual de focas no Canadá

Por Marcela Couto (da Redação)

Pamela Anderson enviou uma carta para o primeiro ministro do Canadá no sábado (27), clamando pelo fim do massacre anual contra as focas no país.



Foto: Los Angeles Times



A atriz e porta-voz do PETA deixou a carta na caixa de correio que fica em frente ao escritório do Departamento de Pesca e Oceano do Canadá.

Ela qualificou a caça como “uma vergonha para o Canadá” durante uma conferência, e explicou que está agindo neste momento contra o ato porque o mundo todo está de olho no Canadá” devido às Olimpíadas de Inverno.

A caçada anual contra as focas do Canadá acontece entre o meio de Novembro e a metade de Maio. É o maior massacre do tipo do mundo, assassinando em média 275.000 focas inocentes.

A caça sempre foi alvo de controvérsias. Os grupos de defesa dos direitos animais afirmam que é cruel, mal-fiscalizado e com baixos retornos econômicos. Os caçadores e as autoridades canadenses alegam que é sustentável, “humano” e que promove a economia de comunidades isoladas.

Anderson disse em sua carta que há uma pequena área de gelo no Golfo de St. Lawrence para a temporada de reprodução das focas.

“A ausência desse habitat onde os filhotes nascem terá graves consequências para a população de focas. Sem o gelo, as mães terão que abortar seus filhotes na água,” disse Anderson na carta, que inclui assinaturas de mais de 50.000 pessoas que querem o fim definitivo do massacre.

A União Europeia já baniu as importações de todos os “produtos” obtidos com a exploração cruel de focas, incluindo suas peles, carne, óleo é órgãos.

O apelo de Anderson infelizmente poderá entrar por um ouvido e sair pelo outro, já que o departamento em questão promoveu até um jantar com carne de foca no ano passado para apoiar a indústria sanguinária.

Com informações de Los Angeles Times

​Read More