Notícias

Área equivalente a oito Maracanãs é encontrada desmatada no RJ

Uma área de vegetação de Mata Atlântica de tamanho equivalente a oito estádios de futebol do Maracanã foi encontrada desmatada em Baia Formosa, em Armação dos Búzios, no Rio de Janeiro. Oitenta mil metros quadrados foram destruídos. Uma equipe do Inea fez uma operação no local na segunda-feira (24) para retirar mourões que demarcavam lotes para venda no local.

Foto: Marcelo Morel/Parque Estadual da Costa do Sol

A identificação da área desmatada é de responsabilidade do projeto Olho Verde, que monitora a vegetação via satélite. Investigações estão sendo feitas para tentar identificar os criminosos responsáveis pelo desmatamento. No entanto, até o momento, ninguém foi preso.

O chefe do Parque Costa do Sol, Marcelo Morel, explicou ao G1 que a investigação será enviada para a delegacia do município de Búzios.

Foto: Marcelo Morel/Parque Estadual da Costa do Sol

Segundo ele, a área não faz parte do parque, mas mutias espécies de animais viviam no local e o grupo que desmatou a região não tinha autorização para isso.

Como a área desmatada não pode ser vista da rua, a identificação do desmatamento só foi possível graças ao trabalho do projeto Olho Verde, que é comandado no Rio de Janeiro e detecta a destruição ambiental através da mudança de cor das áreas monitoradas.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Delegacia de Crimes Ambientais apreende 10 aves silvestres em cativeiro

Em uma operação realizada ontem, uma equipe da Delegacia de Crimes Ambientais de Bauru (SP) encontrou 10 aves silvestres em posse de dois irmãos. Olivaldo, 60 anos, e Valdeci Alves, 53, moradores da quadra 11 da rua Arlindo Fidelis, no Jardim Ouro Verde, possuíam três canários-da-terra, dois sangrinhos, três coleirinhas e dois maracanãs. Olivaldo disse que capturou os animais, tendo sido encontrado um “alçapão” na residência em questão.

Após realizar uma investigação, uma equipe do 1º Distrito Policial de Bauru, onde funciona a Delegacia de Crimes Ambientais, chegou à quadra 11 da rua Arlindo Fidelis. Em posse de um mandado de busca e apreensão, os policiais entraram nas residências dos irmãos e vizinhos Olivaldo e Valdeci Alves e encontraram 10 aves silvestres e uma armadilha do tipo “alçapão”.

As aves foram encaminhados para o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para serem devolvidas à natureza. A pena para este tipo de crime ambiental é de detenção de 6 meses a um ano. 

Fonte: JCNET

​Read More