Notícias

Cães são espancados com cabo de vassoura e arremessados contra muro

Reprodução/TV Globo

A Polícia Civil de Olinda, Pernambuco, recebeu uma denúncia anônima em formato de vídeo em que quatro animais são vítimas de maus-tratos. De acordo com a testemunha, trata-se de quatro cães, um deles agredido com uma toalha e um cabo de vassoura, conforme imagens enviadas.

O casal responsável pelas agressões, segundo o denunciante, girou um dos animais, jogando-o contra o muro e essa não é a primeira vez, a situação acontece com frequência.

A vice-presidente da Comissão de Defesa e Proteção dos Animais da Seccional Pernambuco da Ordem dos Advogados do Brasil (AOB), Laura Ferraz, lembra que já existem penas para crimes de maus-tratos.

“Hoje é possível que essas pessoas passem a responder com penas mais graves. Podem ficar presos de dois a cinco anos, pagar multa e perder a guarda dos animais, além da proibição de adotar outros animais”, comenta.

A representante da OAB resgata também que o abandono também se enquadra no crime de maus-tratos e o tutor responde, não apenas por atos praticados contra o animal como também por abandoná-lo.

Laura explica que é preciso ter cautela e comprometimento ao adotar um animal, principalmente com a proximidade do Dia das Crianças na segunda-feira (12), quando muitos animais são dados como presentes.

“Animal não é brinquedo. É um ser que sente dor, tristeza, medo, frio. Tem que ser tratado como um ser vivo”, concluí ela.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Notícias

Animais em estado avançado de inanição são resgatados no RJ

Os animais viviam em ambiente insalubre e defecavam sangue. Foram resgatados seis cachorros e seis gatos


Cachorros e gatos em estado avançado de inanição foram resgatados na manhã desta quarta-feira (4) de uma casa em Piedade, no Rio de Janeiro, após serem submetidos a maus-tratos.

Foto: Reprodução

Eram 12 animais no total, sendo seis gatos e seis cães. Eles viviam em ambiente insalubre e defecavam sangue. Um dos cães apresentava uma infecção grave em um dos olhos, que terá que ser removido por meio de procedimento cirúrgico.

De acordo com a polícia, o caso foi descoberto após vizinhos efetuarem uma denúncia. Os tutores dos animais irão responder criminalmente por maus-tratos. As informações são do portal G1.

A operação de resgate foi realizada por representantes da Comissão de Defesa dos Animais da Câmara de Vereadores do Rio, policiais e integrantes da Subsecretaria Municipal de Bem-Estar Animal.

“Os vizinhos contaram que vários animais já morreram dentro dessa casa dos horrores. Sabe-se lá o que foi feito dos cadáveres dos animais”, disse o vereador Luiz Carlos Ramos Filho (Podemos).

No local, eram produzidos alimentos para restaurantes, o que levantou à suspeita, segundo o parlamentar, de que corpos de animais possam ter sido usados na preparação das refeições.

Com a chegada das equipes, a proprietária da casa tentou impedir a entrada dos agentes na residência.

O subsecretário da Subsecretaria Municipal de Bem-Estar Animal (Subem), Roberto de Paula, afirmou que o estado de saúde dos animais é “bastante preocupante”. Eles foram resgatados pelos policiais e ficaram sob a responsabilidade da prefeitura.

“Eles estão desidratados, debilitados… Todos serão levados ao nosso Centro de Proteção Animal Fazenda Modelo, para que possam receber os cuidados necessários”, afirmou o subsecretário.

A Subsecretaria de Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses afirmou que enviaria uma equipe ao local, assim como uma equipe da Coordenação de Alimentos para “conferir as condições higiênico-sanitárias e inspecionar os processos da possível produção de alimentos feita no endereço”.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Homem tenta agredir cães e arremessa um dos animais por cima de muro

Os cachorros foram resgatados pela polícia e receberão os cuidados necessários para, depois, serem disponibilizados para adoção


Um homem tentou agredir dois cachorros e, em seguida, arremessou um deles por cima de um muro no bairro Escola Agrícola, em Blumenau (SC). O caso aconteceu na segunda-feira (10) e foi denunciado à polícia.

Pixabay

Os cães, segundo uma vizinha, eram tutelados pelo agressor. “Eu estava na minha cozinha quando escutei os gritos. Vi ele tentando acertar o cachorro com algo parecido com um pedaço de pau. Os cães fugiram para outra casa. Ele pega um deles pelas patas e depois joga por cima de um muro que deve ter mais de dois metros”, contou ao portal O Município Blumenau.

Na segunda-feira (11), policiais estiveram no local do crime e constataram que os cães eram mantidos em ambiente insalubre, sem água e comida. Os animais foram resgatados e levados para o Centro de Prevenção e Recuperação de Animais Domésticos (Cepread). Um deles estava tão traumatizado que urinou e defecou de medo dos policiais.

“O tutor vai responder processo e pagar multa pelo crime de maus-tratos. Enquanto isso, os animais vão ser medicados e tratados. Após a análise da justiça, eles podem ser colocados para adoção”, declarou a polícia.

Os policiais foram recebidos na residência pela esposa do agressor, que não estava no local no momento. Ao ser questionada, a mulher alegou que os animais não sofreram maus-tratos e que eles não tinham água e comida à disposição porque “não precisam comer a toda hora”.

A policial civil Anne Mesquita reforçou a importância das denúncias. “Só chegou ao nosso conhecimento graças ao Boletim de Ocorrência feito pela vizinha. Os animais não têm como pedir ajuda. Por isso, precisamos denunciar!”, disse.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Feridos e debilitados, cães são encontrados sem comida e água no Paraná

Três cachorros, sendo um macho e duas fêmeas da raça pit bull, foram resgatados pela Polícia Civil do Paraná (PCPR) após serem encontrados em situação de maus-tratos no bairro Boqueirão, em Curitiba. Um homem de 48 anos foi detido.

Foto: Reprodução/XV Curitiba

Na casa, as fêmeas eram mantidas presas em um canil insalubre, sem água e comida. O macho estava amarrado a uma corrente, também faminto e com sede, e com ferimentos abertos pelo corpo.

Todos os animais estavam visivelmente debilitados e não recebiam os cuidados necessários. As informações são do portal XV Curitiba.

Levado à delegacia, o tutor dos animais assinou um temo circunstanciado de ocorrência. Ele responderá pelo crime de maus-tratos a animais e, se for condenado, poderá ser punido com até um ano de detenção, além de multa.

A condenação, no entanto, tende a ser revertida em prestação de serviços comunitários por se tratar de um crime considerado pelo ordenamento jurídico como de menor potencial ofensivo.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Polícia salva 20 cães que viviam presos em caixas e multa mulher em R$ 60 mil

A Polícia Militar Ambiental aplicou uma multa de R$ 60 mil a uma mulher de 52 anos que manteve 20 cachorros em situação de maus-tratos em uma chácara em Álvares Machado, no interior de São Paulo. Os cães eram mantidos presos dentro de caixas pequenas feitas de madeira.

Foto: Polícia Ambiental/Cedida

O caso foi registrado na sexta-feira (19) quando os policiais foram averiguar uma denúncia de maus-tratos. Além da multa, os agentes lavraram um auto de infração ambiental. As informações são do G1.

ONGs de proteção animal de Presidente Prudente, cidade próxima à localidade onde o crime foi registrado, também participaram da ação de resgate.

Foto: Polícia Ambiental/Cedida

Os policiais autuaram a mulher segundo o artigo 29 da Resolução SMA – 48/2014, que determina que “praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos”. A multa é de R$ 3 mil por animal maltratado.

Após serem resgatados, os cachorros foram levados para uma ONG de Martinópolis para receberem os cuidados necessários.

Foto: Polícia Ambiental/Cedida

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Destaques

Touros são perseguidos e torturados pelas ruas de cidade espanhola

Foto: Getty/EPA
Foto: Getty/EPA

Uma pessoa foi perfurada pelo chifre de um touro e duas tiveram ferimentos na cabeça no primeiro dia do cruel festival de corrida de touros de Pamplona, na Espanha.

A primeira corrida de touros ocorreu domingo (7), após a explosão de um rojão, conhecido como “Chupinazo”, que abre o festival tradicionalmente.

Um homem foi colocado em uma maca e levado de ambulância logo em seguida à soltura e corrida dos touros pelas ruas estreitas do centro da cidade medieval até a praça de touros, o que durou dois minutos e 41 segundos, segundo informações do jornal Metro.

Foto: Getty/EPA
Foto: Getty/EPA

Cerca de um milhão de pessoas lotaram as ruas da cidade para as festividades bárbaras e cruéis, que duram nove dias.

Quando Jesus Garisoain, que é membro da banda de jazz da cidade, soltou o rojão de abertura das festividades, da varanda da prefeitura, ele se dirigiu a uma vasta multidão, declarando “Longa vida a San Fermin” – o santo homenageado pelo festival.

Os foliões imediatamente começaram a borrifar vinho uns nos outros, manchando as tradicionais roupas brancas usadas com um lenço vermelho, símbolo do festival.

Foto: Getty/EPA
Foto: Getty/EPA

Durante a primeira rodada de corridas, os seis touros, acompanhados de touros mais jovens, correram em bando durante a maior parte do percurso de 850 metros até a praça de touros da cidade.

Um dos animais, acuado e provocado pela multidão, tropeçou perto do final do caminho, causando pânico e pelo menos um ferimento por chifre quando assediado por alguns “corredores”.

A festa de San Fermin, dura nove dias, os touros são obrigados a correr pelas ruas da cidade todas as manhãs e mortos nas touradas à tarde, o festival sangrento atrai cerca de um milhão de visitantes anualmente.

Foto: Getty/EPA
Foto: Getty/EPA

O autor americano Ernest Hemingway imortalizou a festa em seu romance The Sun Also Rises.

Nos últimos anos, grupos de direitos animais tem protestado em defesa dos touros abusados e explorados.

Na véspera do festival, dezenas de ativistas semi-nus fizeram uma performance simulando touros mortos nas ruas de Pamplona para chamar a atenção para a crueldade animal realizada com o fútil objetivo do entretenimento humano.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Destaques

Touros são arrastados, maltratados e banhados em cerveja

Foto: Animal Defender Internacional
Foto: Animal Defender Internacional

As imagens mostram o momento em que um touro é espancado e arrastado pelas ruas de uma cidade no Peru durante um festival bárbaro e cruel que foi banido oficialmente há cinco anos.

O vídeo filmado por ativistas da ONG Animal Defenders International (ADI) revela que, apesar da proibição, o cruel festival “Jalatoro” ainda está acontecendo em Ayacucho, no Peru.

Nas imagens, o animal aterrorizado é arrastado pelas ruas da cidade em frente a centenas de pessoas.

O touro tenta resistir enquanto é arrastado de um caminhão, preso por cordas ao redor de seus chifres, no meio da multidão em sua maioria composta de pessoas embriagadas.

A cerveja é então despejada sobre o touro e água é borrifada em seu rosto para tentar fazer o touro se mover.

Puxado por um homem montado sobre um cavalo, o animal atormentado corre para as árvores e outros obstáculos enquanto tenta escapar do seu martírio.

Foto: Animal Defender Internacional
Foto: Animal Defender Internacional

Vários touros supostamente sofreram um destino semelhante e cavalos também foram vistos escorregando e caindo nas ruas de paralelepípedos da cidade.

Jan Creamer, Presidente da ADI: “É revoltante e envergonha a raça humana ver essa violência e abuso bárbaros infligidos a um animal aterrorizado e inocente”.

“A ADI pede às autoridades peruanas que ajam agora e acabem com esse evento cruel e vergonhoso de uma vez por todas.”

Foto: Animal Defender Internacional
Foto: Animal Defender Internacional

Em 2014, as autoridades na província de Huamanga, em Ayacucho, proibiram esses cruéis festivais chamados de “Jalatoro”, realizados durante a Páscoa.

Mas eles simplesmente continuaram sob o nome “Pascua Toro”.

Historicamente associado a um “presente simbólico” para os pobres, este festival nos dias atuais tornou-se palco de um nível de brutalidade que não tem lugar na sociedade civilizada.

Foto: Animal Defender Internacional
Foto: Animal Defender Internacional

Em 2017, o “Pascua Toro” foi cancelado após um touro “enlouquecer”, ferindo várias pessoas, incluindo um policial.

No ano passado, foi suspenso pelo Ministério Público após o abuso de quatro animais e ferimentos em oito pessoas.

Antes do evento de 2018, a ADI e os ativistas locais receberam ameaças de morte e a polícia avisou que eles não deveriam comparecer; no entanto, eles documentaram o sofrimento inaceitável e vergonhoso desses animais, voltando a fazê-lo novamente este ano.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Você é o Repórter

Trinta animais maltratados em chácara em Embu-Guaçu (SP) procuram novas famílias

Abigail Andrade
abigail.andrade@hotmail.com

Cerca de 30 animais maltratados em uma chácara em Embu-Guaçu (SP) precisam encontrar novos lares urgentemente. Segundo uma protetora, já foram registrados vários casos de crueldade da proprietária do local e algumas vezes os animais tiveram sua morte induzida.

A protetora já cuida de um abrigo com mais de 300 animais entre cães e gatos e não tem condições de acolhê-los. Quem puder oferecer um lar amoroso para eles, entre em contato com a Maria Luisa por telefone.

Contato: Maria Luisa
(11) 98550-7685

​Read More
Você é o Repórter

Cães idosos e doentes precisam de ração em SP

Roseli
roagu@bol.com.br

Divulgação
Divulgação

Uma senhora que abriga mais de 70 animais, todos resgatados do abandono e vítimas de maus-tratos, realiza um apelo por doações de ração. São animais idosos, doentes e deficiente. provavelmente nunca serão serão adotados e precisarão de suporte até o fim da vida. Quem puder ajudar com doações entre em contato com a Maria de Lourdes através do tel: 11 – 98405-9132.

​Read More
Você é o Repórter

Cães gravemente abusados e feridos precisam de ajuda para receber tratamento em São Paulo (SP)

Maria Ines Martos
mimmartos2014@gmail.com

Divulgação
Divulgação

Os cãezinhos da imagem foram encontrados abandonados e seriamente maltratados na zona sul de São Paulo. Eles estavam no trevo que liga à Balsa, Grajáu e Cocaia, onde vários animais são severamente abusados e negligenciados.

A cadela Julie, de seis anos, estava mancando e com o ouvido inflamado porque havia sido bastante espancada e seu companheiro Juca, de nove anos, foi atropelado.

Ele estava bem machucado e dobrava a pata traseira para conseguir caminhar. Os dois são animais muito dóceis e não avançam em ninguém.

Os animais foram resgatados no dia 1º de julho. O laudo médico constatou que Julie tem otite fúngica bilateral, luxação patelar membrana posterior esquerdo, infestação pulgas e carrapatos, erliquiose.

Já Juca, doença periodontal grau três, infestação pulgas e carrapatos, dor coluna lombar, membro posteriores deformados por lesões articulares antigas, erliquiose.

Por isso, protetoras precisam de ajuda para pagar os custos do tratamento em uma clínica veterinária e para comprar ração.
Os cães são muito dóceis e estão internados na Clinica Veterinária “Animal é Vida”, no Tucuruvi, zona norte de São Paulo. Quem puder doar qualquer valor para as protetoras, entre em contato com a Cintia pelo Facebook.

Contato: Cintia Guatelli Bersani

​Read More
Notícias

Animais continuam sendo mortos e maltratados em Umuarama (PR)

09
Divulgação

As mortes de animais em Umuarama (PR) parece não ter fim. Há cerca de um mês uma verdadeira matança aconteceu no condomínio fechado Cidade Jardim. Há poucos dias, dezenas de animais foram mortos no Jardim Global. O alvo agora são os animais do Jardim Panorama. A Polícia Civil está investigando os casos.

A gata Keity do bombeiro Marcelo Revesso foi a última vítima. Ela foi encontrada morta com sinais de envenenamento na rua Nereu Ramos no Jardim Panorama, na manhã deste sábado (11).

A maioria dos animais assassinados tinham tutor e eram bem cuidados. Alguns boletins de ocorrência foram registrados na Delegacia de Umuarama, contudo não houve flagrante. Suspeitos estão sendo investigados. O crime de maus-tratos a animais está previsto na Lei Federal 9.605/98 e a pena pode chegar a um ano de prisão e multa.

Alzira Nicolau, que teve quatro gatos e um cachorro da família envenenados, foi uma das vítimas que registrou queixa na delegacia.
“O superintendente Borges nos atendeu e disse que está cuidando do caso pessoalmente. Segundo ele, a Polícia Civil não medirá esforços para pegar o autor dessas barbaridades. Nós vamos acompanhar de perto as investigações”, disse Alzira.

Os gatos que eram da filha de Alzira de morreram. O cachorro Koda, um sem raça definira de porte grande, ficou uma semana internado, mas conseguiu sobreviver.

“Levamos ele para casa ontem, ainda fraco e inspirando muitos cuidados, mas já sem risco de morte. Estamos muito felizes por ele ter sobrevivido. Tenho certeza que com o carinho e a atenção da família, logo o Koda estará plenamente recuperado. Ele sempre foi a alegria da casa”, destacou.

Os animais de Alzira foram envenenados dentro do seu quintal, na madrugada do dia 4 de junho. Nos dias seguintes, vários gatos e cachorros no bairro também apareceram mortos. Os crimes chocaram a população de Umuarama.

O cachorro Koda que foi envenenado no dia 4 de junho está fora de perigo e se recupera com a atenção e os cuidados da família da estudante Paola Nicolau. A jovem ficou deprimida depois que assassinaram seus quatro gatos e Koda quase foi morto.
Foto: O cachorro Koda que foi envenenado no dia 4 de junho está fora de perigo e se recupera com a atenção e os cuidados da família da estudante Paola Nicolau. A jovem ficou deprimida depois que assassinaram seus quatro gatos e Koda quase foi morto.

Fonte: O Bem Dito

​Read More