Notícias

Documentário mostra resgate de leões de circos itinerantes da América do Sul

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: Fansided

O documentário “Lion Ark”, realizado pela organização de direitos animais ADI, apresenta a operação internacional cujo objetivo era salvar leões abusados de circos itinerantes na América do Sul.

O filme premiado faz as pessoas testemunharem a logística desta operação épica. Os leões são um dos animais mais majestosos na Terra, tanto na beleza como na força. Esses nobres animais podem ser os reis da floresta. No entanto, sua realeza é ameaçada pela crueldade de circos.

“Lion Ark” abre os olhos para a realidade do que pode acontecer quando você resgata um animal de uma situação ruim. Inspiração não é mesmo uma palavra grande o suficiente para este filme. O filme não é um documentário típico sobre animais. A gama de situações intensas e o movimento rápido e a jornada da equipe de resgate fará as pessoas pararem para refletir sobre a realidade dos felinos. No final, há uma mensagem calorosa de esperança.

Quando a ADI coloca todos os leões nos aviões e decola da América do Sul, mesmo como um espectador casual, você sabe que assistiu a algo incrível.

Ativistas pelos direitos animais, como Bob Barker e Jorja Fox, ajudam a ADI quando chegam aos EUA. O verdadeiro “Lion Ark” está localizado no Colorado e prova ser um grande santuário para os leões. Os comentários mostram o quanto este projeto significa para as centenas de pessoas envolvidas, mas são os leões que roubam o espetáculo em seu novo lar.

Após a exibição do filme nos EUA, Jan Creamer, presidente e co-fundador da ADI, e Tim Phillips, vice-presidente da ADI e diretor de campanhas da NAVS, realizaram um debate. O evento contou também com imagens do resgate recente de mais de 100 animais no Peru e na Colômbia. Todo o dinheiro arrecadado será revertido para um enorme programa de construção de habitat de leões para mais de 30 leões resgatados pela ADI de circos e levados para a África do Sul.

Tim Phillips, diretor do documentário, fala sobre os diferentes abusos que esses animais têm experimentado.

“Não é só a violência. É a falta de interações sociais e ambientes que esses animais teriam em seu habitat natural. Você prefere ser vítima de violência periódica ou isolado socialmente e alojado em um espaço extremamente pequeno por anos com pouco ou nenhum contato? O ponto é que o abuso físico se cruza com o abuso social e psicológico”, enfatiza, segundo o Fansided.

​Read More
Notícias

Documentário apresenta pesquisa sobre circos na Bolívia

Por Simone Gil Mondavi (da Redação – Argentina)

Foto: ADI
Foto: ADI

A organização “Animal Defenders International” conseguiu que a Bolívia tornar-se primeiro país latino-americano a proibir o uso de animais selvagens e domésticos em espetáculos públicos. Segundo a nova lei, os circos tiveram um ano para adaptar-se à nova lei, ainda assim muitos continuaram mantendo os animais engaiolados, incluindo leões, em condições muito deploráveis. As informações são de Econoticias.

lion-cub-450x254
Foto: Econotícias

No ano 2010 com ajuda de funcionários da vida silvestre da Bolívia, a organização de Animal Defenders realizou uma pesquisa encoberta que terminou com a apresentação do documental “Lion Ark” (Arca do leão). A material audiovisual testemunha o rastreia de oito circos ilegais.

Em alguns meses foram resgatados 25 leões, seis macacos, um quati-de-bando, um cavalo e um veado. Todos foram trasladados a santuários de Bolívia ou retornados a seu habitat natural.

O nome do documentário foi em alusão ao avião que usaram os defensores para trasladar aos felinos.

“Lion Ark” foi promovido no circuito de festivais de cinema internacional neste mês.

 

​Read More
Home [Destaque N2], Notícias

Resgate de leões em circos bolivianos vira documentário

Por Patricia Tai (da Redação)

 Bam Bam, líder do primeiro grupo que foi solto; 25 leões foram resgatados e transportados de avião para santuário. (Foto: Joe Amon/The Denver Post via Getty Images)

Bam Bam, líder do primeiro grupo que foi solto; 25 leões foram resgatados e transportados de avião para santuário. (Foto: Joe Amon/The Denver Post via Getty Images)

Uma investigação secreta pela Animal Defenders International (ADI) levou, em 2009, à proibição de animais em circos na Bolívia. Foi dado o prazo de um ano para que os circos cumprissem a lei, mas muitos mantiveram os animais, incluindo leões, enjaulados em condições deploráveis.

Em 2010, com a ajuda de autoridades da Vida Selvagem da Bolívia, a ADI fez uma intervenção. Foi uma operação “épica”, e a notícia foi publicada na Anda.

Agora, o documentário “Lion Ark” pretende reviver o trabalho feito pela ADI no resgate dos animais. Esse belo filme mostra o percurso do time da ADI enquanto eles rastreavam oito circos ilegais, enfrentando os proprietários dos mesmos e correndo contra o tempo para transportar 25 leões via aérea para um santuário de animais em Colorado. As informações são do Huffington Post.

O filme começa com a cena de confronto entre resgatadores e um proprietário de circo, que está armado, e através de uma série de entrevistas e flashbacks, os espectadores podem entender como a ADI localizou o circo ilegal em uma remota cidade boliviana.

Muitas cenas mostram o resgate de leões famintos e sujos – oito deles vivendo presos em uma única jaula – e o transporte deles por 8 mil quilômetros rumo à liberdade.

Embora o filme conte com a participação de Bob Barker e Jorja Fox, atriz do “CSI”, os leões são as verdadeiras estrelas do documentário – especialmente Colo Colo, um leão de 12 anos de idade e comportamento agressivo, que havia passado sua vida inteira até então na mesma jaula minúscula.

Foto: Reprodução/ Lion Ark
Foto: Reprodução/ Lion Ark

Ele mostra as garras e ruge para os resgatadores. Quando finalmente é solto em uma jaula de espaço muito maior, em um gesto de desespero, Colo Colo se lança na direção de Jan Creamer, presidente da ADI, que o acalma oferecendo-lhe uma vasilha de água para beber. Quando todos os leões são soltos e andam na grama pela primeira vez, o espectador é brindado com um dos momentos mais comoventes do filme.

Hoje, os 25 leões – muitos dos quais passaram anos confinados em jaulas – vivem livres e em bando na área de mais de 1,2 km² do The Wild Animal Sanctuary que fica próximo a Denver, um dos mais amplos recintos de leões cativos do mundo.

“Lion Ark”, cujo título pode ser traduzido como “Arca dos Leões”, estará no circuito internacional de cinema a partir de Junho. Mas, além de leões, foram resgatados também outros animais. Veja o trailer!

​Read More