Notícias

Veterinário do RJ acusado de maus-tratos a animais é proibido de exercer profissão

O médico veterinário Leandro Valverde, acusado de praticar maus-tratos a animais, foi proibido pela justiça, em audiência realizada nesta quarta-feira (20), de exercer a profissão e abrir novas clínicas veterinárias, além de estar impedido de comercializar, criar ou colocar animais para procriar. Valverde está em liberdade provisória.

Responsável pelo local foi preso em flagrante | Foto: Reprodução/ TV Globo

A decisão judicial foi tomada após uma operação realizada pela Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente da Polícia Civil flagrar 43 animais sendo mantidos em condições precárias em três locais, de propriedade de Valverde, na Zona Oeste do município do Rio de Janeiro. O veterinário foi preso em flagrante.

Foram encontrados 25 cães e 18 tartarugas. Os cachorros estavam famintos, debilitados e com doenças de pele. Os animais não era alimentados adequadamente e mal recebiam água. Em um dos locais foi encontrada comida estragada, além de cadáveres de cães em um freezer.

Animais eram alimentados com comida estragada | Foto: Reprodução/ TV Globo

Também foram encontrados produtos e medicamentos de uso veterinário vencidos. Os cães foram resgatados e serão acolhidos temporariamente pela ONG Paraíso dos Focinhos. As tartarugas foram encaminhadas para uma sede do IBAMA.

Leandro Valverde responderá por crime de maus-tratos, guarda de animais silvestres sem autorização e armazenamento de medicação imprópria para uso.

​Read More