Destaques, Notícias

Cavalos são forçados a saltar sobre fogueira em chamas

Culturas e tradições milenares abusam e exploram animais em suas festividades e cultos, apoiando-se na “liberdade de crença”.  Rituais ferem e torturam inocentes criaturas que, acuadas, são obrigadas a passar pelas piores provações. Os animais são condenados ao sofrimento pela ignorância humana.

Um dos casos, é o festival Las Luminarias, na cidade espanhola de San Bartolome de Pinares, onde dezenas de moradores a cavalo cavalgavam através de fogos ardentes. Os homens, claro, ficam mais altos que as chamas e são os cavalos que suportam o calor escaldante das cinzas e do fogo.

A terrível tradição, de supostamente de 500 anos, acontece no mês de janeiro, busca a purificação e proteção do animal durante o novo ano.

 

Supostamente, o festival é uma homenagem ao santo padroeiro dos animais, Santo Antônio de Pádua, e acontece todos os anos na véspera de sua festa – 16 de janeiro.  Acredita-se que o fogo e a fumaça ajudam a purificar os cavalos e protegê-los de doenças.

Imagens aterrorizantes mostram homens mascarados abrindo caminho entre de fogueiras nas ruas estreitas da cidade. Os cavalos são levados até as chamas como parte da tradição que dura até a meia-noite, mas a bebida e a comemoração continuam até o dia seguinte.

Os aldeões afirmam que os cavalos são encharcados com água antes de entrarem nas chamas para evitar que seus casacos sejam queimados e garantem que os animais estão acostumados com isso e não sofrem. Com as imagens, essa teoria é claramente desmentida – os animais estão apavorados com fogo.

Grupos de defesa dos direitos animais criticam severamente o evento, que eles dizem ser “claro abuso de animais”.

No ano passado, o prefeito da cidade reagiu dizendo que há dois veterinários no local e que, a cada ano, é produzido um relatório independente sobre o festival. Infelizmente, ele sempre foi favorável e não aponta qualquer indício para que a prática seja banida.

Os animais e as cruéis tradições

Karnataka, no sul da Índia, é um triste exemplo de como a “cultura” escraviza e maltrata pobres animais.

O festival de Makar Sankranti é realizado com para de trazer boa sorte ao novo ano, além de marcar o advento da primavera.

Durante a cruel “festividade”, as vacas são pintadas, vestidas com guirlandas e outras decorações antes de serem forçadas a pular em uma linha de fogo com seus donos. Os hindus veem as vacas como sagradas e acreditam que o festival as protege de qualquer dano ou prejuízo.

 

 

​Read More