Pássaro morto sufocado com pedaços de plástico derivados de balões, em praia da Inglaterra (Foto: The Daily Mail)
De olho no planeta

Balões causam a morte de pássaros e animais marinhos no Reino Unido

O lançamento de balões no litoral europeu está gerando consequências drásticas à vida dos animais. Consequências como a poluição plástica, os lixos nos mares e os detritos tóxicos nos oceanos são fatores que têm causado a morte de muitos pássaros e também animais marinhos.

Balões vazios lançados no Reino Unido e no Mar do Norte estão afetando a biodiversidade local, de acordo com ativistas. O efeito devastador  das tampas de plástico e cordões são outro exemplo do descuido humano na contribuição para os detritos tóxicos nos oceanos.

Lixo derivado de balões lançados no Reino Unido acaba matando milhares de animais marinhos e pássaros nos mares da Europa (Foto: Pixabay)
Lixo derivado de balões lançados no Reino Unido acaba matando milhares de animais marinhos e pássaros nos mares da Europa (Foto: Pixabay)

No litoral holandês, ativistas alegam que cerca de 13 mil balões são encontrados no mar a cada semana, e muitos deles podem ter viajado através das águas do Mar do Norte, na Grã-Bretanha. Logotipos nos lixos plásticos identificam um passeio de bicicleta de caridade em Birmingham, um hospício em Londres e uma concessionária de carros em Southport, na Inglaterra.

Há um fluxo constante de fragmentos de balão que vão de águas do Reino Unido para a Holanda, com ajuda dos ventos. Em apenas um trecho de três quilômetros de praia ao lado de um parque nacional, são encontrados cerca de 100 partes de balão por semana.

Os balões são geralmente feitos de látex, material naturalmente biodegradável, e acabam se decompondo em aterros sanitários. Mas no oceano, eles podem levar mais de um ano para se decompor. Ainda, peixes e animais marinhos comumente os confundem com comida, e os materiais do balão que acabam sendo igneridos bloqueiam os trato digestivo dos aniamis, que acabam morrendo de fome.

Julian Kirby, defensor dos plásticos do Friends of the Earth, contou em entrevista ao The Daily Mail que as pessoas, muitas vezes, não sabem quão prejudiciais os balões podem ser. “Assim que estes balões flutuam, tornam-se poluição, que pode causar ferimentos significativos à vida selvagem”.

Pássaro morto sufocado com pedaços de plástico derivados de balões, em praia da Inglaterra (Foto: The Daily Mail)
Pássaro morto sufocado com pedaços de plástico derivados de balões, em praia da Inglaterra (Foto: The Daily Mail)

Muitas pessoas, ativistas e organizações contra a poluição plástica se unem na luta contra a degradação do lixo nos oceanos, e multirões vão às praias para limpar os balões que estão aos seus alcances. O engenheiro Jason Alexander comentou ao The Daily Mail que faz até três viagens por semana para recolher lixo das praias de Suffolk, na Inglaterra. Ele disse: “Os balões são um grande problema, e vemos uma grande quantidade de promoções: balões do McDonald’s, de outros restaurantes fast-food, agentes imobiliários, concessionárias de veículos, coisas assim”.

Tony Juniper, diretor executivo de campanhas da WWF, disse ao The Daily Mail: “Vai ser preciso um grande esforço de muitas pessoas para reverter todos os estragos. Em 2050, a menos que ajamos agora, pode haver mais plástico no mar do que peixes”.

​Read More