Notícias

Mulher que protestava contra rodeio é laçada e arrastada pela arena

Por Raquel Soldera (da Redação)

No último final de semana, uma mulher que protestava contra os maus-tratos de animais durante rodeio realizado no Estádio Nacional, em Santiago, no Chile, foi laçada pelos participantes no centro da arena e arrastada para fora do recinto.

Mulher é laceada na arena durante protesto (Foto: AnimaNaturalis)

Segundo informações divulgadas pelos jornais chilenos Emol e El Observa Todo, no último domingo, 19, um grupo de jovens ativistas pelos direitos animais protestou pelos maus-tratos nas competições de rodeio, interrompendo as atividades e invadindo o centro da arena.

Constanza, de 17 anos, fazia parte do grupo. Os peões então laçaram a jovem, como fazem com os bois, e a arrastaram pela arena.

As imagens foram gravadas por Paulina Alarcón, que assistia ao rodeio, e divulgadas nesta quarta-feira, 22, pela emissora de televisão chilena Chilevisión.

Constanza disse em entrevista que a experiência foi uma das mais traumáticas de sua vida, já que foi “brutalmente agredida” em um protesto pacífico.

“Fiquei bastante machucada, me doem as costas e os pés, tive uma torsão no tornozelo e o braço que foi amarrado ficou muito inchado”, relatou.

Constanza é laceada e arrastada por peões (Foto: PrensAnimalista)

Afonso Rivas, diretor da entidade responsável pela organização do evento, a Federação de Rodeio Chileno, lamenta o que aconteceu, mas justifica a ação dos participantes. “Encontro alguma razão para a reação. É lamentável, para ambas as partes”, manifestou o dirigente.

Mais uma vez, ativistas são agredidos ao protestar contra atos de exploração, maus-tratos e torturas com animais. Evidenciam-se cada vez mais a violência e a brutalidade dessas pessoas, não só contra animais, mas também contra aqueles que os defendem. As autoridades precisam proibir tais práticas. A legalização de atos cruéis com animais legitima a violência e a conivência com a brutalidade.

​Read More