Notícias

Mulher é repreendida por motoristas ao tentar abandonar cão

Por Sophia Portes / Redação ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais)

Foto: Youtube/ Davisito De Zabedrosky

Um grupo de pessoas repreendeu uma mulher que tentava abandonar seu cão em uma rua da cidade de La Plata, na Argentina. De acordo com o jornal El País, o animal estava correndo desesperado, na tentativa de alcançar o carro de sua tutora em meio aos outros veículos que seguiam na estrada.

Foto: Youtube/ Davisito De Zabedrosky

Ao perceberem o desespero do animal de voltar para sua guardiã, os outros condutores pararam os veículos e começaram uma discussão com a mulher. Por fim, eles conseguiram convencê-la a colocar novamente o cão dentro do veículo e não abandoná-lo.

Assista o vídeo da abordagem aqui.

​Read More
Notícias

Hospital de animais de alta tecnologia é inaugurado em La Plata

Por Simone Gil Mondavi (da Redação – Argentina)

Foi formalmente inaugurado nesta sexta-feira (25) o novo Hospital na Escola da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Nacional de La Plata na Argentina.

O hospital foi reconhecido pela modernidade, equipado com tecnologia avançada, que muda substancialmente a forma de ensino e que vai permitir que os animais, tutores, alunos e professores não terem mais a necessidade de frequentarem o mesmo espaço. A inauguração de um hospital permitirá adaptar as normas de biossegurança para as atuais disposições internacionais, impedindo que os membros da comunidade acadêmica fiquem expostos aos riscos de áreas de trânsito e de resíduos patogênicos e biológicos. As informações são de El día.

Foto: El Día
Foto: El Día

Cães e Gatos

Serão dois hospitais. O hospital de pequeno porte tem aproximadamente 1.072 metros quadrados. Foi construído sobre a base de um edifício, respeitando a arquitetura original por dentro e por fora e atenderá basicamente cães e gatos.

O hospital terá 10 ambulatórios que irá trabalhar das 8h até as 15h, além das especialidades, que atenderam de 13h até as 15h. O prédio também terá farmácia, laboratório, enfermarias para pacientes com doenças não infecciosas, e para pacientes com doenças infecciosas, duas salas de cirurgia, sala de esterilização e quartos para os tutores que vão cuidar de animais hospitalizados “24 horas por dua, 365 dias por ano”.

O edifício para animais de grande porte tem 1.108 metros quadrados, e foi construído em um terreno a partir do zero. Nas suas imediações existe um silo para armazenar alimentos, locais para circulação, currais, e o ferreiro para traumatologia e ortopedia equina.

Também possui uma área de cuidados de saúde primários, caixas de internação, controle de cirurgia, caixas com pré e pós-operatório  – protegida de qualquer impacto -, um setor de isolamento para animais com doenças infecciosas, laboratório, setor de imagens e uma área esterilização.

​Read More
Notícias

Ativistas pedem criação de hospitais veterinários públicos

Por Danielle Bohnen (da Redação – Argentina)

Associações defensoras de animais e protetores independentes manifestaram-se recentemente em prol da castração e a criação de um hospital veterinário público em La Plata, Buenos Aires, Argentina.

A manifestação foi contra a “matança massiva”, principalmente de cães, que “é constante” e por isso pretendem manter-se em estado de “alerta e mobilização”.

Os manifestantes defendem as campanhas para evitar o sacrifício de animais e promover a castração de machos e fêmeas, pois “esse é o único meio de acabar com a superpopulação de cães e acabar com animais abandonados nas ruas”.

“Queremos que não haja mais maus-tratos de animais. Por isso, para nós a única maneira de controlar a natalidade de cães e que deixe de haver tantos animais vagando pelas ruas é a castração, mas praticada com uma política de Estado e com responsabilidade”, explica Claudia Mora, integrante da Associação Protetora de Animais, APA.

De acordo com o jornal El Dia, alguns protetores independentes, como é o caso de Walter Montobán, vão mais além e promovem a criação de um hospital veterinário público. “É um projeto, que, além de proteger a cães, gatos, cavalos e animais em geral, responderia também à demanda social. Há muitas pessoas sem recursos, que não podem levar seus animais a um veterinário particular, porque a consulta custa no mínimo 40 pesos e essa seria uma solução”, sugere.

Ativistas se reunem para pedir medidas de proteção aos animais

Entre as sugestões de Mora, está a estruturação de um posto móvel de castração, que, conforme denuncia, “já foi aprovado no ano passado, mas não temos notícias se vão levar a cabo”.

Além de exigir às autoridades municipais e províncias campanhas sérias de conscientização em relação ao cuidado com os animais, esses grupos resgatam cães e gatos abandonados que aguardam tutores que cuidem bem de seus animais.

​Read More