Notícias

Cachorro Bruce, que teve pata decepada, aguarda adoção em Joinville (SC)

O cachorro Bruce, que teve uma das patas decepada por um golpe de facão no início de outubro, no bairro Jardim Paraíso, ainda aguarda adoção. Ele está abrigado no Centro de Bem-estar Animal de Joinville, onde passou por tratamento, foi castrado e recebeu microchipagem. Bruce demonstra estar mais alegre e saudável, após um processo de recuperação bem-sucedido. O único inconveniente é que ele precisa usar um colar de proteção no pescoço. Sem o equipamento, Bruce arranca os curativos da pata, conforme informou Camila Britto, veterinária da Fundema (Fundação Municipal do Meio Ambiente).

De acordo com Camila, há cerca de duas semanas uma pessoa chegou a levar o animal para casa, mas o tutor resolveu devolvê-lo porque Bruce não se adaptou com os outros cães. “Ele se dá bem com as pessoas, mas se mostrou agressivo com os outros cachorros do morador e teve que retornar”, esclareceu. A tentativa de adoção durou apenas uma semana. “Pelo jeito, ele quer exclusividade. O ideal é que a adoção seja feita por uma pessoa que ainda não tenha cachorro”, completou.

A veterinária destacou que Bruce teve uma ótima recuperação, não está mais sob medicação e já consegue se apoiar com a pata machucada. O curativo, feito duas vezes por dia, é preciso para evitar infecções e garantir a cicatrização. Bruce teve a pata decepada no dia 4 de outubro, em frente à Escola Municipal José do Patrocínio, na Estrada Timbé. O homem que deu o golpe de facão explicou que o cão tinha latido contra o cavalo que puxava a carroça dele. O agressor assinou um termo circunstanciado e responderá por maus-tratos a animais na Justiça.

As crianças da escola que viram e ficaram chocadas com a agressão receberam a visita do cachorro no dia 18 de outubro, duas semanas após o episódio. A iniciativa teve a proposta de mostrar para os alunos o processo de recuperação do cachorro e orientar sobre os cuidados necessários aos animais.

(Foto: Luciano Moraes/ND)
(Foto: Luciano Moraes/ND)

Microchipagem

O serviço de microchipagem de cães e gatos continua sendo oferecido pela Fundema no Centro de Bem-estar Animal. O processo de identificação começou em setembro. Nas semanas iniciais, houve bastante atendimentos mas a Fundema informa que atualmente a procura está baixa. São, em média, seis pessoas que buscam pelo serviço por semana.

Os interessados em fazer a microchipagem nos bichinhos doméstico devem ir até a sede da Fundema para retirada da guia de recolhimento da taxa, de R$ 25. Tutores com cães e gatos castrados e famílias carentes, conforme cadastro na Assistência Social, e ainda aqueles que comprovarem ter adotado o animal de entidades de proteção ficam isentos da taxa. O contrato da Fundema é de 10 mil microchips e o prazo para aplicação é indeterminado.

Fonte: Notícias do Dia

​Read More