Notícias

Tartaruga com 187 anos é o animal mais velho do mundo

Com 187 anos, uma tartaruga é considerada o animal mais velho do mundo. Morador da remota ilha de Santa Helena no Atlântico Sul, onde vive desde 1882, a principal cuidadora dele é Teeny Lucy, presidente da SPCA, uma ONG internacional pró-animais com filial na ilha.

Da espécie tartaruga-das-seychelles, Jonathan nasceu em 1832. Em território britânico, Jonathan, como é chamado, vive nos jardins exuberantes da mansão do governador de Santa Helena e recebe visitas não só de Lucy, mas de outras pessoas que vão até o local para lhe oferecer vegetais frescos. As informações são do Portal do Animal.

Foto: Reprodução / Portal do Animal

“Jonathan é um ícone aqui”, diz Lucy. “Ele é um grandioso ser vivo que já viu de tudo. Desembarcou em Santa Helena em 1882 já como um adulto e ainda assim viu gerações inteiras de pessoas indo e vindo”, completa.

No jardim da mansão, Jonathan tem a companhia de outas três tartarugas gigantes, sendo ele o mais velho entre elas. Logo depois dele vem David, de 80 anos.

Devido à idade, Jonathan está quase completamente cego. Isso, no entanto, não é um problema para ele. Como vive no local há mais de um século, ele já conhece perfeitamente o caminho que deve fazer. Com uma vida pacata, ele costuma passar os dias descansando, tomando sol, comendo grama e relaxando ao lado dos companheiros de espécie.

O animal é famoso a ponto de ter seu retrato gravado nas moedas de cinco centavos da ilha. “Sendo o mais antigo animal terrestre do mundo, ele tem status quase real aqui”, conta Lucy. “Ele é incrível e interage de maneira amigável com todas as pessoas que o visitam regularmente.Todos gostamos muito dele”, acrescenta.

Apesar da idade avançada, Jonathan está saudável. Há alguns anos, ele apresentou problemas de saúde, mas se recuperou após ter a dieta modificada.

“Nós começamos a alimentar Jonathan semanalmente há alguns anos para suplementar sua dieta de grama e aumentar sua nutrição. Isso aconteceu porque o veterinário da ilha percebeu que seu bico (com o qual ele cortava grama) estava macio e quebradiço devido à idade, e que ele estava sentindo frio e havia perdido peso. Tudo isso se inverteu agora e ele está saudável novamente”, explica Lucy.

Jonathan teve dezenas de cuidadores nos últimos 130 anos, mas gostou de todos eles, sem distinção. “Ele conhece minha voz e conhece a voz do veterinário e reage andando em nossa direção”, conta Lucy. “É tudo sobre comida!”, brinca.

​Read More