Jornalismo cultural, Notícias

Ex-estrela da NBA, John Salley defende que um atleta se tornar vegano é uma escolha inteligente

Por David Arioch

“Eu defendo o direito dos animais de viver, defendo a cannabis, defendo a vida” (Foto: Elysabeth Alfano Podcast/Vlog)

Quatro vezes campeão da NBA, o ex-jogador de basquete John Salley defendeu ontem em entrevista ao Yahoo Finance que um atleta se tornar vegano é uma escolha inteligente.

Depois de destacar que uma boa dieta à base de vegetais é muito benéfica para qualquer atleta, ele disse ainda que sua recusa em se alimentar de animais não é simplesmente pela sua saúde, embora isso o tenha motivado a adotar uma dieta vegetariana estrita em 2017. “Eu defendo o direito dos animais de viver, defendo a cannabis, defendo a vida”, acrescentou.

Durante a entrevista, que tinha como foco principal o seu investimento na marca de alternativas à carne Beyond Meat, Salley frisou ser um defensor do veganismo, o que significa que o seu interesse nesse mercado também tem um viés ético, não simplesmente econômico.

“Bom produto, bom sabor e nenhum animal precisa morrer”, declarou em referência à Beyond Meat. Em seu site, John Salley também faz questão de estimular as pessoas a abandonarem o consumo de alimentos de origem animal, relatando suas experiências pessoais como motivação.

No caso da ex-estrela da NBA, uma dieta livre de ingredientes de origem animal transformou sua vida e o livrou de vários problemas de saúde. “Uma dieta à base de plantas te mantém vivo”, defende.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA


 

​Read More
Home [Destaque N2], Notícias

Ex-jogador de basquete quatro vezes campeão da NBA defende o veganismo

Por Claudia Doppler (da Redação)

 John Salley, veterano de 11 anos na NBA, é um dos maiores defensores do veganismo da liga. (Foto: Kevin Winter/Getty Images)

John Salley, veterano de 11 anos na NBA, é um dos maiores defensores do veganismo da liga. (Foto: Kevin Winter/Getty Images)

O antigo grande homem do Detroit Pistons, John Salley, tem passado grande parte de sua aposentadoria defendendo o veganismo. Ele faz isto quando este estilo de vida ganhou defesas poderosas de pessoas como Bill Clinton e Serena Williams.

O veganismo da tenista Williams, em particular, intriga devido à conexão com esportes. Se ela continuar a ter sucesso bem divulgado,  é possível que atletas em outros esportes a seguirão.

A entrevista abaixo foi originalmente publicada em inglês no site ‘espn.go.com’. Confira a tradução:

Você estava mais ciente de sua mortalidade porque muitos camaradas mais altos têm problemas de saúde? Alguma coisa sobre a qual ficou ciente o levou a estas decisões?

John Salley – Sim. Quando Wilt Chamberlain morreu. Qualquer tipo de obstrução é doença do coração; quando você tem um coágulo sanguíneo em qualquer lugar, isto é doença do coração. Quando Wilt Chamberlain morreu, o homem mais forte que já encontrei na minha vida, comecei a prestar atenção.

Uma das razões por ter procurado você é que estou lendo sobre todos estes camaradas proeminentes se tornando veganos. O Diretor Executivo da Whole Foods (John Mackey) diz que perdeu todo aquele peso e ganhou toda esta energia. Bill Clinton se tornou vegano e diz que perdeu mais de 13 quilos e ganhou toda esta energia. Você acha que poderia ter sido até melhor como jogador se tivesse estado nesta dieta vegana?

John Salley – Oh, meu Deus, se eu fosse um vegano quando eu deveria ter feito isso, parceiro? Me lembro quando me tornei um vegetariano e meu jogo mudou. Não posso imaginar se eu fosse vegano quando estava jogando. A coisa sobre a NBA, qualquer esporte profissional, é que os caras não sabem como tomar conta de seus corpos.

É engraçado. Eles têm treinadores ao redor para ajudá-los a levantar pesos, arremessar todo este peso para cima, treinamento com paraquedas. Todas essas outras coisas malucas. Mas eles não têm alguém para dizer: “Ei, assim é como você cuida do seu corpo.” 1990, era o verão logo depois de ganharmos meu segundo campeonato. O [médico do time] dizia ‘Ei, homem, seu colesterol é o maior do time’. Estava maior do que Tree Rollins e James Edward, os dois camaradas mais velhos quando eu estava jogando.

Falo para os caras o tempo todo, como DeAndre Jordan e Chris Paul. Chris Paul está na melhor forma em que já esteve. Mas há enzimas que [Paul precisa] tomar. Não tome vitaminas, aqueles tipos de vitaminas que você vê os caras se introduzindo. Explico para os caras o que estimulação de seu corpo significa.

Uma vez fui vegetariano por um ano e me lembro de meus amigos fazendo piada comigo. Com homens, [comer carne] é muito masculino. Você acha que isto é um obstáculo para homens se tornarem veganos ou vegetarianos na NBA?

John Salley – Sabe o que é engraçado sobre os caras que fazem piada de você por você não estar comendo o que eles comem? Se qualquer um deles tivesse um encontro com Megan Fox, eles não poderiam levá-la a uma churrascaria.  E o que, eles vão rir de você?

Se pessoas rindo de você mudam a maneira de você fazer as coisas, então elas não precisam ser artistas. Porque haverá pessoas vaiando, rindo e atirando coisas. São chamadas de membros da audiência. Se você é um atleta profissional e depois do jogo está comendo no mesmo lugar em que alguém da audiência, você está cometendo um erro.

Especialmente porque os lugares abertos tarde assim geralmente não estão servindo boa comida.

John Salley – Bem, geralmente nada depois das 10 horas é bom assim para você. Explico a atletas, você deveria ser uma máquina bem lubrificada. Você deveria estar em melhor forma do que as pessoas que assistem você. Você deveria ser um espécime humano inacreditável. Você tem que tratar seu corpo diferente enquanto é atleta.

Pense sobre como Serena [Williams] acabou tendo um problema do coração dois anos atrás? Certo? Desde então, ela contratou meu amigo, ela e sua irmã Vênus. Vênus tinha [Síndrome de Sjögren]. Elas contrataram meu amigo Lauren Vanderpool para ser chefe delas, porque Lauren era um dos maiores chefes que eu já conheci. Ele sabe muito, é realmente bom ao preparar comida, veganismo cru. E Serena é número um de novo. E Vênus está jogando com força de novo. E isso tem que ser a comida, o que estas duas irmãs espertas decidiram é que elas iriam alimentar seu corpo com ela.

Sei que Glen “Big Baby” disse que iria se tornar vegano.

John Salley – Tive uma conversa com Big Baby no ano depois em que ele ganhou o campeonato. (Imita a voz ):”Cara, pare, você deve estar brincando! Blá blá blá.” Então, ele percebeu o que era.

Você conhece outros jogadores da NBA que se tornaram veganos, outros exceto  Big Baby Davis?

John Salley – James Jones é vegano.

Não sabia disso. Sei que ele é um cara realmente esperto.

John Salley – Ele é um cara realmente esperto porque ele usa meu antigo número, 22.

Não sei se isto é científico, John.

John Salley – É científico, parceiro! Se você usa o 22, então você é um cara esperto.

​Read More