Notícias

Aposentado salva uma colônia de gatos selvagens nos EUA

Ao saber que os gatos poderiam ter um triste destino sendo capturados pela prefeitura, o homem se empenhou em levar todos os animais para um abrigo

Joe Fonseca com os gatos que resgatou. Foto Tom Stockwell/OneGreenPlanet

Essa é uma história que muitos protetores no Brasil também vivem: cuidar de colônias de gatos com os próprios recursos e ainda sob constante ameaça daqueles que não suportam os felinos. Durante 20 anos Joe Fonseca alimentou uma colônia, que tinha em torno de 20 gatos, no estacionamento da empresa onde trabalhava, na Califórnia (EUA).

Quando se aposentou ficou aflito com a possibilidade dos gatos serem capturados pela prefeitura e induzidos à morte. Uma potencial ameaça veio, inclusive, do proprietário de um complexo de prédios perto da colônia.

Então Joe investiu todo seu tempo na busca de um abrigo que não matasse animais em situação de rua – o que é comum acontecer em vários abrigos particulares dos EUA quando a lotação esgota. Nesses locais, os animais mais antigos são mortos para dar lugar aos que vão chegando. Depois de incansável busca Joe descobriu o abrigo “We Care” que além de não matar os animais, também mantinha um santuário onde gatos selvagens podiam viver em semiliberdade, numa área maior e sem confinamento.

Ele contou ao site One Green Planet que, em função do tempo que já conhecia os gatos, vários deles permitiam sua aproximação e então, lentamente, foi conseguindo capturar um por um.

Além de salvar todos os 20 felinos de um triste destino, Joe fez muito mais por eles e por outros animais do “We Care”. Ele arregaçou as mangas e se pôs a fazer várias melhorias na sede da entidade e até reconstruiu uma área dentro da instalação para gatos doentes, permitindo que pudessem ter acesso ao complexo externo e aproveitar o ar fresco.

Cheio de ideias e entusiasmo, Joe ainda passou a fabricar móveis para gatos utilizando gavetas antigas, caixas de vinho e malas. Junto com a esposa também criou pedras de jardim em cerâmica com imagens humorísticas de gatos. Os itens serviram para a captação de recursos da “We Care”.

Joe continua convivendo com os gatos resgatados dentro do abrigo e conta que ajudar a ONG foi uma forma de retribuir todo o apoio que recebeu para salvar seus amados e velhos amigos “de quatro patas”.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

​Read More