Notícias

Filhotes de macaco mantidos em gaiola são resgatados em Londrina (PR)

Três filhotes de macaco-prego e uma jiboia foram resgatados em uma casa em Londrina, no Paraná. Os macacos eram mantidos em uma única gaiola e a cobra estava dentro de uma caixa de sapato. A crueldade foi descoberta após uma denúncia.

(Foto: Polícia Ambiental/Divulgação)

Três pessoas foram presas pela Polícia Ambiental. Elas serão indiciadas pelo crime de maus-tratos a animais e por manter animais silvestres em cativeiro. As informações são do portal G1.

De acordo com os policiais, um dos presos capturava filhotes de macaco-prego na Universidade Estadual de Londrina (UEL) e no Parque Artur Thomas para depois vendê-los. A suspeita é de que os animais fossem vendidos para compradores de Londrina e cidades da região. A comercialização era feita com notas falsas.

(Foto: Polícia Ambiental/Divulgação)

Um dos homens já tinha sido preso por crime ambiental em novembro de 2017. “Na época, ele foi beneficiado por um acordo para pagar cestas básicas e cumprir trabalho voluntário. Como foi flagrado novamente, perdeu esse direito”, explicou o subtenente Reinaldo Vasconcelos dos Anjos.

Durante a ação policial, o homem apresentou uma nota fiscal de criador da jiboia. O documento, entretanto, era falso.

Os macacos e a jiboia ficarão sob a responsabilidade do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e serão avaliados por uma bióloga.

​Read More
Notícias

Casa noturna é multada em R$ 200 mil por levar animais silvestres à festa

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA) de Curitiba, no Paraná, multou em R$ 200 mil a casa noturna “Hot Bar”, que levou um tigre e uma jiboia para uma festa no mês passado. A penalidade teve como base uma lei municipal de 2011 que estabelece penas para crimes de maus-tratos contra animais. O estabelecimento recorreu à Procuradoria-Geral do Município.

(Foto: Reprodução / Facebook)

Fiscais da Rede de Proteção Animal estiveram na casa noturna dias depois da festa para realizar investigações. O fato é apurado também pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR). De acordo com a SMMA, a multa foi aplicada na semana seguinte ao evento.

A casa noturna foi multada também pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), em atendimento a lei 9.605 de 1998 e ao decreto 6.514 de 2008, que estabelecem penalidades para violações ambientais. O valor, entretanto, não foi informado.

O Ibama afirmou que os donos da boate foram notificados a passar os contatos dos responsáveis pelos animais silvestres levados ao local. As informações são do portal Gazeta do Povo.

Entenda o caso

Um tigre e uma jiboia foram explorados para entretenimento humano em uma festa na casa noturna “Hot Bar”. Nas redes sociais, imagens dos animais foram publicadas por frequentadores da boate. Em uma das publicações, foi repassada a informação de que o tigre estava dopado no início da festa e que quando o efeito do sedativo começou a passar, o animal passou a rugir frequentemente e, em seguida, foi retirado do estabelecimento.

“A cobra estava na recepção. Era uma daquelas cobras que o pessoal usa em festas de dança do ventre”, conta um frequentador da festa que preferiu não se identificar. O homem afirma ter visto o tigre apenas por fotos. “Quando cheguei, me falaram que ele estava no lounge, mas não cheguei a ir lá ver”, completa.

Curitiba proibiu a exibição de animais em apresentações, como eventos realizados em circos e casas noturnas, por meio de uma lei em 2007. O descumprimento da norma pode gerar o cancelamento da licença de funcionamento e o pagamento de multa no valor de R$ 3 mil.

Se comprovada a presença dos animais na casa noturna, o estabelecimento poderá responder por crime ambiental, explica o Ministério Público.

​Read More
O animal estava aparentemente sedado e engaiolado dentro da casa noturna em Curitiba.
Notícias

Ministério Público investiga exploração animal em casa noturna de Curitiba (PR)

O Ministério Público do Paraná irá investigar uma casa noturna chamada “Hot Bar”, localizada no centro de Curitiba, que teria mantido um tigre e uma jiboia em cativeiro para entretenimento durante uma festa no último fim de semana. As fotos dos animais mantidos em cativeiro postadas na internet mostram pessoas interagindo com um dos animais.

A denúncia foi feita pelo ativista de direitos animais, Paulo Colnaghi, a partir das publicações de clientes que estiveram no estabelecimento na madrugada de domingo (11).

O animal estava aparentemente sedado e engaiolado dentro da casa noturna em Curitiba.
O tigre estava supostamente sedado em uma gaiola dentro da casa noturna. (Foto: Reprodução/Facebook)

“A casa noturna realizou uma festa no sábado, uma ‘festa na selva’. Entre as atrações tinham alguns animais que estavam lá, para as pessoas tirarem fotos. Uma jiboia e um tigre. Nós estamos buscando informações das pessoas que estavam lá, nós já temos várias testemunhas. Até agora tem várias fotos com as jiboias, o que seria um problema em si. É proibido o uso de animais para obtenção de lucros”, explicou o ativista.

Animais explorados em casa noturna revoltou internautas.
O cativeiro de animais para entretenimento humano gerou revolta nas redes sociais (Foto: Instagram)

O caso pode ser classificado como maus-tratos contra animais, considerando o local inadequado a que os animais foram forçados a ficar para entretenimento humano. A pena prevista em uma lei federal pode variar de três meses a um ano de detenção. Conforme uma lei municipal, também é proibida a exploração de animais em “circos, espetáculos e assemelhados” no território de Curitiba. O ativista Colnaghi está reunindo informações e depoimentos que possam ajudar nas investigações.

“A casa noturna não permite que se use celular e tire fotos no local. Temos recebido bastante fotos e vídeos da cobra e tem vídeos da própria casa noturna falando que existe um mistério para o público descobrir na festa. O foco desse vídeo promocional é um tigre. Estamos aguardando algumas pessoas que nos disseram ter mais informações e tudo está sendo encaminhado ao Ministério Público”, afirmou.

O caso de exploração animal foi descoberto após imagens de pessoas com os animais serem publicadas na internet.
O caso foi descoberto após fotos com os animais serem publicadas na internet. (Foto: Reprodução/Instagram)

“Tenho certeza que o tigre é de verdade. Algumas pessoas chegaram perto da jaula para tirar fotos. Eu e meu esposo não estávamos com celular. Eu fiz a reclamação a um funcionário, afirmando que era um absurdo o animal estar ali dentro, preso. Ele aparentemente estava sedado, já que por mais que mexia a cabeça, não se movimentava dentro da jaula. A funcionária simplesmente saiu de perto de mim”, declarou uma mulher que esteve no local na noite da festa e que prefere não se identificar.

Assista o vídeo abaixo:

De acordo com a assessoria de imprensa do Ministério Público do Paraná, a denúncia foi recebida e encaminhada ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) e a Polícia Ambiental do Paraná, que estão analisando o caso. Se condenados, os responsáveis responderão judicialmente por crime ambiental, mas até o momento a casa noturna não se pronunciou sobre o caso.

​Read More
Notícias

Animais silvestres são devolvidos à natureza após resgate

Animais silvestres resgatados em áreas urbanas estão sendo soltos em mata preservada próximo ao campus da Universidade Federal do Tocantins.

Bicho-preguiça foi encontrado atravessando uma rua (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Os últimos a serem devolvidos à natureza foram um bicho-preguiça e uma jiboia, ambos encontrados em Araguaína, no norte do estado. Eles foram avaliados por médicos veterinários antes de serem soltos.

A aparição de preguiças, como essa que foi encontrada atravessando uma rua, é rara. As cobras, no entanto, tem aparecido com frequência em áreas urbanas, isso porque o período de chuvas faz com que elas busquem locais mais quentes para que se sintam protegidas.

Ao encontrar animais silvestres, a pessoa deve acionar a Polícia Militar Ambiental ou a Guarda Metropolitana e jamais tentar realizar o resgate por conta própria.

​Read More
Notícias

Jiboia é resgatada na Zona Oeste de Manaus (AM)

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Uma jiboia foi resgatada nas proximidades da Ponte Rio Negro, na Zona Oeste de Manaus, na tarde deste sábado (3). As informações são do Comando de Policiamento Ambiental da Polícia Militar do Amazonas.

Não foi informado o tamanho do animal. A cobra foi resgatada sem ferimentos, de acordo com o Batalhão Ambiental, e solta em seguida.

Crimes ambientais podem ser denunciados por meio do 190 ou da linha direta do Batalhão, no número 98842-1547.

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Jiboia é encontrada em sala administrativa do Parque Lagoas do Norte

01
Divulgação

Uma jiboia de cerca de dois metros foi encontrada nesta segunda-feira (3) debaixo de uma mesa na sala da administração do Parque Lagoas do Norte, na Zona Norte de Teresina (PI). A cobra foi achada por um funcionário que chegava para trabalhar e foi resgatada pela bióloga Jaqueline Lustosa, do Instituto Socioambiental de Cágados de Barbichas, Cabar.

A bióloga explicou que a localização do Parque é um dos fatores para o aparecimento de animais silvestres. “O Parque fica próximo ao rio que é um habitat desse tipo de animal e, apesar das intervenções urbanas, o parque ainda mantém algumas características naturais como as lagoas, áreas verdes e ela acaba se deslocando e indo para os ambientes. Quando o funcionário chegou, ele notou que tinha alguma coisa estranha debaixo da mesa e, ao se aproximar, viu que se tratava de uma jiboia”, disse.

Jaqueline explicou ainda que a jiboia resgatada é um animal adulto, fêmea e está saudável. “Ela assusta pelo tamanho e por se tratar de uma serpente, mas ela não é peçonhenta. A jiboia mata as suas presas por constrição, ou seja, se enrola na vítima e aperta matando por sufocamento. É uma cobra pacífica e bastante lenta”, disse.

Após o resgate, a cobra foi levada para ser examinada e será liberada nessa terça-feira (4) no Jardim Botânico de Teresina. O Instituto Cabar trabalha na preservação dos animais silvestres, principalmente dos cágados de barbichas resgata animais, e na conscientização da população.

Fonte: Jornal de Luzilândia

​Read More
Notícias

Mecânicos acham jiboia em motor de carro no DF

Reprodução
Reprodução

Uma jiboia com 1,5 metro de comprimento foi encontrada no painel do carro de um morador de Sobradinho, região administrativa no Distrito Federal. O animal foi descoberto por mecânicos, durante manutenção no ar-condicionado do veículo. O veículo foi levado para a oficina porque o sistema havia parado de funcionar.

O dono do automóvel disse que esteve em Nova Xavantina (MT) há 15 dias e viu a cobra no chão, próxima ao veículo. O homem disse que não sabia, no entanto, que ela havia entrado no carro e que estava lá havia todos esses dias.

Os mecânicos tiveram que desmontar todo o painel para conseguir retirar o animal. O resgate demorou cerca de duas horas. O Batalhão de Polícia Militar Ambiental foi chamado e recolheu a serpente. Ela foi encaminhada ao Centro de Triagem de Animais Silvestres.

Jiboias

A jiboia é um animal não peçonhento que, assim como a sucuri, mata as presas por constrição – ela envolve pequenos mamíferos, inclusive pequenos filhotes de cães, aves e roedores, para sufocá-los e depois comê-los. A espécie vive em média 20 anos, pode atingir três metros de comprimento e chega a pesar 15 quilos. O animal costuma viver em árvores de matas fechadas e úmidas.

De acordo com o sargento Elivaldo Menezes, as jiboias são as cobras mais capturadas no DF – cerca de duas por semana. “Quem os acha nunca deve tentar capturá-los. A Polícia Ambiental sabe como fazer isso com segurança, tanto para o animal quanto para o homem”, disse.

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Jiboia de 1,2 metro é resgatada de casa na região metropolitana de Maceió (AL)

Cortesia / EstelaNascimento
Cortesia / EstelaNascimento

Militares do Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) encontraram uma jiboia de 1,2 metro dentro de uma casa na Barra da Santo Antônio, região Metropolitana de Maceió.

De acordo com informações do sargento Ademário de Lima, do BPA, o animal não é venenoso, mas pode atacar. Nos últimos 15 dias, os militares resgataram duas cobras da mesma espécie em Alagoas. “A cobra não é venenosa, mas a picada dói e pode causar infecção”, explica.

A jiboia foi solta na Área de Proteção Ambiental do Catolé. Ainda durante a operação do BPA, os militares resgataram aves que estavam sendo comercializadas na Feira do Passarinho, na Levada, foram resgatadas. As aves das espécies sanhaço azul, cibite e papa capim foram devolvidas à natureza.

O militares do BPA alertam que manter animais silvestres em cativeiro é crime ambiental.

O contato para a realização de denúncias anônimas é o (82) 3315-4325. Quem souber de alguma informação sobre crimes ambientais e desejar realizar a denúncia, o atendimento funciona 24 horas por dia.

Fonte: Gazeta Web

​Read More
Notícias

Jiboia é resgatada em terreno próximo a escola em Campos (RJ)

Animal foi encaminhado para a Uenf (Foto: Divulgação/ Prefeitura de Campos dos Goytacazes)
Animal foi encaminhado para a Uenf (Foto:
Divulgação/ Prefeitura de Campos dos Goytacazes)

Uma jiboia de aproximadamente 1,60m de comprimento e com 3 quilos foi resgatada em um terreno nos fundos de uma escola, no Largo da Garcia, distrito de Saturnino Braga, em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense. De acordo com Grupamento Ambiental (GAM) da Guarda Civil Municipal, a retirada do animal foi feita após solicitação da direção da unidade de ensino.

A cobra foi encaminhada para o Núcleo de Estudos e Pesquisa em Animais Selvagem (Nepas), da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf). Após avaliação, o animal será devolvido ao seu habitat.

Segundo o GAM, neste primeiro semestre de 2016, 195 animais já foram resgatados. Além disso, o 285 animais de diversas espécies foram devolvidos ao meio ambiente. Solicitações e denúncias podem ser feitas pelo número 153.

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Policia Militar Ambiental solta tamanduá e jiboia em reservas de Uberlândia (MG)

34
Divulgação

A Polícia Militar de Meio Ambiente registrou duas ocorrências envolvendo animais silvestres, na manhã desta quinta-feira (21), em Uberlândia. Na primeira, uma jiboia adulta foi encontrada na área do bairro Mansões Aeroporto, na zona leste, e solta em uma reserva. Os militares também realizaram a soltura de um tamanduá-bandeira adulto, resgatado no fim do mês passado, na zona rural da cidade.

Os policiais foram informados sobre a jiboia, de aproximadamente 2 metros, por moradores da redondeza. Após a análise dos militares, foi constatado que a cobra apresentava-se em perfeitas condições de saúde. O réptil foi levado para uma reserva florestal do Município, próximo à Unidade de Conservação Ambiental Parque Pau Furado, onde foi recolocado no seu habitat.

Fonte: Correio de Uberlândia

​Read More
Notícias

Jiboia é resgatada no bairro Morada da Colina em Uberlândia (MG)

Divulgação
Divulgação

A Polícia Militar de Meio Ambientes divulgou neste domingo (17) que foi acionada para resgatar uma jiboia que estava em via pública no Bairro Morada da Colina, em Uberlândia. A cobra mede cerca de um metro e 70 centímetros.

Em seguida ela foi solta em uma reserva florestal, onde terá alimento, água e abrigo. Segundo os militares, a migração de animais silvestres para centros urbanos e o avanço das lavouras reduz o habitat natural dos animais que acabam indo para os centros urbanos.

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Jiboia aparece em rua e chama atenção de moradores de Campo Grande (MS)

01
Divulgação

Uma cobra de aproximadamente 1,5 metro, da espécie jiboia, que apareceu na Rua Catiguá, no Jardim Canguru, chamou a atenção de moradores e curiosos que passavam no local na tarde deste sábado (2), em Campo Grande.

Enquanto atravessa a rua, tomada pela água da chuva que caiu na região, a cobra quase foi atropelada e depois alguns curiosos tentaram resgatá-la, mas sem sucesso. Porém, o animal conseguiu chegar em segurança até o terreno da casa do aposentado Pedro Roberto dos Santos, 67 anos. “Eu moro aqui há 16 anos e nunca tinha visto uma cobra deste tamanho. As pessoas começaram a parar ao lado da minha casa para ver. É que não estão acostumadas, chama a atenção mesmo. Aí que fui perceber o tamanho dela, era enorme”.

A presença da cobra fez com que vários motoristas que passavam pelo local parassem o carro os vizinhos começaram a chegar para ver, fotografar e filmar a serpente.

Elaine Batista, 27 anos, mora ao lado da casa onde o animal se abrigou e foi avisada pelo filho, Yuri Gabriel, 10 anos, do que estava acontecendo. “Ele estava brincando e apareceu correndo para me contar que tinha uma cobra na casa do vizinho. Filmei tudo, porque moro aqui há oito anos e nunca tinha visto”, afirmou ela com o celular na mão já tentando enviar o vídeo para amigos. “Eu vi quando já estava no quintal. Era muito grande, mas não fiquei com medo”, disse o Yuri.

A rua é cortada pelo córrego Lageado e por isso outras cobras, ás vezes, aparecem no local, mas sempre de pequeno porte e na maioria das vezes venenosas. “A gente sempre vê e mata cobra aqui, mas sempre são das pequenas, deste tamanho é a primeira vez. E pelo que ouvi veio lá do meu terreno”.

A movomentação só acabou quando o proprietário da casa recolheu o animal em uma caixa, para aguardar a chegada da PMA (Polícia Militar Ambiental). “Eu nunca tinha capturado, mas morei no mato muito tempo, então foi fácil. Fiz mais para proteger ela”, disse Santos.

Fonte: Campo Grande News

​Read More