Notícias

Ator Jerome Flynn se fecha em gaiola como forma de protesto contra a indústria de carne

Ator Jerome Flynn em protesto contra a criação de animais para consumo | Foto: WickedLeeks
Ator Jerome Flynn em protesto contra a criação de animais para consumo | Foto: WickedLeeks

Jerome Flynn, estrela da premiada série, “Game of Thrones”, participou recentemente de uma manifestação contra a crueldade animal na rua principal de Oxford Circus, em Londres, na Inglaterra.

O ator vegano entrou em uma pequena gaiola de metal – muito parecida com as usadas com os porcos de fazendas de criação – para destacar as condições “horríveis” em que esses animais vivem. A manifestação faz parte da campanha “Pigs in Chains” (Porcos em Correntes, na tradução livre).

Flynn – que interpretou Bronn na produção da rede de televisão inglesa HBO, “Game of Thrones”, – é um defensor público e ativista pelos direitos animais.

O ator incentivou as pessoas a assinar uma carta que pressiona os supermercados e varejistas de alimentos a vender apenas carne de porco de fazendas que praticam o bem-estar animal. Os supermercados listados incluem Tesco, Morrisons, Sainsbury’s, Greggs e Domino’s Pizza.

“A criação de animais em escala industrial é um dos exemplos mais terríveis de como nos tornamos insensíveis”, afirmou Flynn em comunicado. “Tudo pela busca implacável do lucro”.

“Já que não é possível eliminar a criação de animais para consumo definitivamente, convocamos todos os nossos principais varejistas a fazer a coisa certa”, acrescentou. “E liderar pelo exemplo, deixando de comercializar qualquer carne que não seja comprometida com altos padrões de bem-estar animal”.

Porcos acorrentados

A ONG de proteção animal, Farms Not Factories (Fazendas, não Fábricas), organizou a manifestação e redigiu a carta. A campanha “Porcos acorrentados” do grupo, também tem como alvo a criação de animais intensiva permitida pelo esquema de rotulagem do selo Red Tractor.

Red Tractor é um programa de certificação de produtos realizado pela Assured Food Standards (Associação de Padrões Alimentícios). O esquema de certificação recebeu atenção negativa no início deste ano, após a ONG Viva! descobrir sérios atos de crueldade animal nas fazendas Hogwood Farm – um produtor certificado pela Red Tractor.

Flynn estrelou um documentário de 2019 sobre a campanha chamada “Hogwood: uma história de horror moderna”. Segundo a Viva!, cerca de 4,9 milhões de porcos vivem em fazendas na Grã-Bretanha no momento. Cerca de 98% desses porcos são engordados dentro de galpões, enquanto 63% das porcas mãe são mantidas em ambientes fechados.

“Depois de ver as condições horrendas e o abuso de animais que estão acontecendo atrás dos muros de Hogwood, eu tive que fazer algo”, disse Flynn. “Os porcos de Hogwood não são apenas produtos à base de carne, são seres sensíveis e emocionalmente conscientes como nós, e eles merecem mais do que isso”.

Flynn não é a única estrela vegana de “Game of Thrones” a defender os animais. Atores como Peter Dinklage, Nathalie Emmanuel, Lena Heady e Maisie Williams também são veganos dedicados. As informações são do Livekindly.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Jornalismo cultural, Notícias

Jerome Flynn, de Game of Thrones, conta como abdicou dos alimentos de origem animal

Por David Arioch

Ator abdicou completamente do consumo de alimentos e produtos de origem animal há três anos | Foto: Divulgação

Em entrevista publicada na semana passada pelo jornal britânico Daily Mail, o ator Jerome Flynn, mais conhecido pelo personagem Bronn, da série Game of Thrones, da HBO, disse que, a princípio, decidiu parar de se alimentar de animais porque estava gostando de uma colega vegana na escola de artes dramáticas:

“Ela costumava rosnar para mim se eu me sentasse ao seu lado para comer uma linguiça na hora do almoço. Eu era um pouco ingênuo sobre o processo de produção de carne e ela me trazia folhetos educativos da PETA e Viva!.”

Flynn disse que achou difícil ser vegano à época, principalmente porque ele não sabia como obter proteínas a partir de fontes vegetais.

“Continuei com o queijo de cabra achando que havia menos crueldade envolvida. Mas então minha amiga Juliet Gellatley [fundadora e diretora da organização vegana Viva!] compartilhou informações sobre uma campanha que estava realizando sobre a indústria de caprinos”, lembra.

Foi então que há três anos o ator abdicou completamente do consumo de alimentos e outros produtos de origem animal: “Ficou explícito o tipo de crueldade que está acontecendo [nessa indústria].”

Jerome Flynn enfatizou também que é muito mais fácil ser vegano agora do que há 40 anos quando ele decidiu parar de comer carne.

“Há maravilhosas alternativas para a proteína da carne, como os queijos fermentados de castanha-de-caju que são incríveis. Você pode até obter substitutos de ovos”, citou e acrescentou ainda que parar de se alimentar de animais o ensinou a cuidar mais de si mesmo e a amar cozinhar: “É um presente.”

Segundo o ator, se quisermos evitar mergulhar o planeta em uma profunda catástrofe, teremos que mudar nossos hábitos alimentares e consumir muito mais proteínas à base de vegetais. Do contrário, continuaremos castigando também os animais e os ecossistemas.

Ele revelou também que a abstenção do consumo de alimentos de origem animal começou a ganhar popularidade nos bastidores de Game of Thrones. Quando a filmagem da série começou há 10 anos, os atores tinham de levar o seu próprio leite vegetal para o set de filmagem. Com o tempo, passaram a ter três opções oferecidas pela produção.

A principal dica de Jerome Flynn para quem pensa em abdicar completamente dos produtos de origem animal é se educar sobre o assunto. “Para que você tenha energia, paixão e estímulo.”

​Read More
Jornalismo cultural, Notícias

Ator de Game of Thrones se junta à empresa que criou a criptomoeda vegana

Por David Arioch

“[A plataforma] Vegan Nation é a base de uma economia vegana internacional que torna a vida vegana mais simples, mais econômica e melhor para a terra e para a alma de um cada um de nós” (Foto: Getty)
O ator britânico Jerome Flynn, mais conhecido como Bronn da série Game of Thrones, da HBO, e que não consome alimentos nem outros produtos de origem animal, agora é um dos membros do conselho consultivo da empresa vegana VeganNation, que surgiu no ano passado com o objetivo de criar uma criptomoeda rastreável que pode ser utilizada para produtos e serviços com certificação vegana disponíveis na plataforma.

“Vegan Nation é a base de uma economia vegana internacional que torna a vida vegana mais simples, mais econômica e melhor para a terra e para a alma de um cada um de nós. A VeganCoin permitirá que mais pessoas se tornem veganas e assim contribuam para reduzir a nossa pegada ecológica”, defende Flynn, que tem participado de diversas campanhas em defesa dos animais, em comunicado da empresa.

A criptomoeda vegana começou a ser comercializada no final do mês passado. Segundo a empresa, a intenção maior é apoiar empresas veganas e criar uma economia livre de crueldade.

O CEO Isaac Thomas afirma que é importante tornar o estilo de vida vegano mais acessível, criando uma comunidade global descentralizada e rica em recursos que podem ajudar as pessoas nos mais diversos aspectos de uma vida livre de ingredientes e produtos de origem animal.

Embora tenha sido idealizado para unir e facilitar a vida dos veganos, o aplicativo da VeganNation é destinado a qualquer pessoa de qualquer lugar que queira se abster do consumo de animais.

Uma pessoa do Brasil, por exemplo, pode comprar facilmente um produto vegano disponibilizado na plataforma por uma pessoa ou empresa da Islândia. Não há restrições de origem e destino. O aplicativo permite não apenas compras, mas também permutas.

A plataforma se volta ainda para o ativismo em prol do veganismo, já que oferece recursos para o compartilhamento de conteúdo entre usuários de qualquer país.

​Read More
Notícias

Ator da série Game of Thrones, Jerome Flynn, pede aos fãs que não comprem huskies siberianos

Foto: PETA
Foto: PETA

O ator vegano Jerome Flynn, que interpreta o papel de “Bronn” da série de TV de fantasia medieval “Game of Thrones”, pede aos fãs em um vídeo que pensem duas vezes antes de comprar huskies siberianos.

A série Game of Thrones mostra lobos enormes como animais de estimação, leais e poderosos, o que desencadeou uma “tendência alarmante” com um número crescente de huskies siberianos sendo criados em larga escala devido à alta demanda de fãs que querem comprar filhotes dessa raça por parecem lobos.

Em um vídeo realizado pela PETA, Flynn pede aos fãs de Game of Thrones que pensem duas vezes antes de tentar obter sua própria versão de um lobo gigante. Alertando que animais requerem responsabilidade, tempo e dinheiro e não são brinquedos.

“Enquanto as pessoas podem ter boas intenções, a procura de cães por um capricho tem conseqüências terríveis”, disse Flynn no vídeo da campanha.

“Abrigos de animais em todo o mundo têm relatando um aumento no número de huskies abandonados porque o comprador casual, atraído pela aparência do cão, não levou em consideração a quantidade de tempo, paciência e dinheiro necessários para cuidar adequadamente desses animais”, fala o ator.

“Se você considerou cuidadosamente trazer um companheiro de quatro patas para sua família, pode salvar uma vida adotando um cão – ou, de preferência, dois para que eles possam fazer companhia um ao outro – de um abrigo de animais mais próximo de sua casa”.

Flynn não é a única estrela de Game of Thrones que veio a público falar sobre a enorme demanda por huskies desde que a série de TV foi ao ar.

O ator vegano Peter Dinklage também pediu aos fãs da série que adotassem em vez de comprar cães, e deixou uma mensagem importante: “ter um animal de companhia – não importa a raça – é um compromisso em tempo integral”.

“Por favor, eu peço a vocês, se pretendem trazer um cachorro para viver com a sua família, certifiquem-se de estarem preparados para assumir uma responsabilidade tremenda e lembrem-se de sempre adotar, SEMPRE de um abrigo”, disse Dinklage em um comunicado.

​Read More