Notícias

Multiartista vegana Eline Bélier lança música no estilo jazz

Divulgação

Vegana e ativista em defesa dos direitos animais há mais de 12 anos, Eline Bélier (lê-se “bêliê”) é sempre destaque na ANDA com suas sensíveis e impactantes canções com temática animalista e abolicionista.

Canções como Não Matarás! e Sorriso do Vento são transcendentalistas e uma importante ferramenta de reflexão sobre a inconsciência que envolve a exploração animal.

A talentosa musicista e compositora nos brinda agora com uma nova e sublime música: My Lady (escute a canção clicando aqui). Apesar de não ter enfoque nos direitos animais, é uma oportunidade imperdível de conhecer a diversidade artística de Bélier, que inclui em seu processo criativo gêneros como samba, bossa-nova, rock, pop, hip-hop, erudita, MPB, salsa, baião e blues.

Escrita em inglês, My Lady recria um ambiente de jazz clássico, com a participação impecável do vegano abolicionista Rick Udler (guitarra), de Daniel Amorin (contrabaixo acústico) e Humberto Ziggler (bateria), músicos de renome internacional, que junto a Eline formam um delicioso quarteto de jazz.

Divulgação

Em uma entrevista exclusiva à ANDA em 2016, a musicista falou um pouco sobre seu despertar para o veganismo, os direitos animais e como funciona seu processo de criação artística. Relembre e conheça um pouco mais a cantora clicando aqui.

Sobre os músicos

Eline Bélier é instrumentista, cantora, compositora e arranjadora. Sua obra autoral é caracterizada pela diversidade de temas e de estilos musicais, passeando ela com desenvoltura pelo samba, bossa-nova, rock, pop, hip-hop, erudita, MPB, salsa, baião, blues e jazz. Já se apresentou ao lado de Rick Udler, Lizoel Costa, Caio Ignácio, Maria Cláudia & Marcos Mendes, Roberto Maranhão, Roberto Espíndola, Lidiane Duailibi, Tatiana Gurgel, Marcelo Moraes, Crys Vitta, Kallyta, Maga Lee, Laércio Honorato, Johne Astro, Flávio Carppes, dentre outros. Eline já tocou em vários países na Europa, como França, Inglaterra, Espanha, Itália e Dinamarca. Confira outras canções de Eline clicando aqui.

Rick Udler é guitarrista, compositor e arranjador, nasceu no Chile e passou a infância nos EUA. Morou no Brasil na sua adolescência e retornou aos EUA para estudar música, tendo se formado no Musicians Institute, em Los Angeles. Morou também em New Orleans, berço do jazz, antes de voltar para o Brasil. Rick lançou dois CDs, que receberam elogios da crítica brasileira e internacional (Rhythm and Romance, com a intérprete Maria Alvim, e Papaya, seu primeiro trabalho inteiramente instrumental). Ele já se apresentou e ministrou workshops no CAAS, em Nashville (Tennessee), um dos mais importantes eventos de violão/guitarra dos EUA. Em 2010 lançou o DVD de aula de violão The Brazilian Sound for Fingerstyle Guitar, produzido pela Guitar Workshop Videos. Entre 2013 e 2016, Rick fez turnês pelos Estados Unidos e Canadá e ministrou workshops na Georgia State University (Atlanta), na Bellarmine University (Louisville) e no Smith-McNally College of Music (Minneapolis).

Daniel Amorin é contrabaixista e arranjador que vem se destacando trabalhando com diversos artista da cena independente de São Paulo. Tem se apresentado ao lado de nomes como: Laércio de Freitas, Caito Marcondes, Marina de La Riva, Filipe Catto, Ilana Volcov, entre outros, e já trabalhou em shows e gravações com Zé Renato, Giana Viscardi, Teresa Cristina, Célso Viáfora, Fabiana Coza, Roberta Sá, Edu Krieger, Vicente Barreto, Micaela Marcondes, Mariana Aydar, Tatiana Parra, Vinicius Calderoni, Debora Gurgel e Dani Gurgel. Integra o grupo Gafieira São Paulo, vencedor do prêmio da Música Brasileira de 2011 na categoria de melhor grupo de samba. Como sideman, gravou com Dani Gurgel, Grupo Armazém Abaporu e Marcelo Monteiro quinteto, o que lhe rendeu apresentações em importantes festivais no Brasil e na Europa.

Humberto Zigler é um dos bateristas mais requisitados de São Paulo. Com 25 anos de carreira, desenvolveu seu trabalho especialmente na música brasileira, no jazz e no blues. Sua atuação, caracterizada pelo diálogo entre os instrumentos de percussão e a bateria, acabou por trazer para sua música uma sonoridade bastante intensa, com uma identidade que viaja entre as formas rítmicas originais e sem deixar de ser moderna e global. Ele já tocou em vários países: Croácia, Eslovênia, Romênia, Hungria, Áustria, Portugal e Itália, e tem se apresentado ao lado de grandes músicos e intérpretes como: Alaíde Costa, Carlos Navas, Claudete Soares, Fafá de Belém, Olivia Hime (tributo à Maysa), Patricia Marx, Renata Pizi, Sérgio Duarte, Steve Guyger, Sax Gordon, Curtis Salgado, Kenny Brown, Gary Brown, Deacon Jones, J.J. Jackson, Mafalda Minnozzi (cujo DVD gravou na Itália) e Cauby Peixoto, gravando seu último disco. Com Corina Magalhães, gravou o álbum “Tem Mineira no Samba”, indicado para o Latin Grammy 2016 na categoria “Melhor Álbum de Samba/Pagode”.

​Read More