Notícias

Ator James Cromwell é preso durante protesto contra testes em cachorros

O James Cromwell, de 79 anos, foi preso pela polícia ao protestar contra um laboratório universitário que explora cães em experimentos científicos.

Foto: PETA

No protesto, realizado no campus da Texas A&M University (TAMU), na cidade de College Station, nos Estados Unidos, o ator se uniu a outros ativistas para fazer uma demonstração. Ele foi preso por conduta desordeira e por atrapalhar os trabalhos feitos no laboratório, segundo o portal The Hollywood Reporter.

A PETA, organização internacional de defesa animal, divulgou um comunicado no qual o ator defende os cachorros explorados no laboratório.

“A Texas A&M continua atormentando golden retrievers e outros animais, apesar de décadas de pesquisas não terem produzido nenhuma cura para humanos. Está na hora de soltar os cachorros, e meus amigos da PETA e eu queremos garantir que eles sejam levados para bons lares, onde podem viver suas vidas em paz”, declarou. As informações são do Correio Braziliense.

Fotos da prisão do ator foram divulgadas pela ONG, que pediu que a universidade feche o laboratório. “O ator James Cromwell acabou de ser preso na Texas A&M University depois de defender os cães que sofrem em suas experiências cruéis. TAMU: FECHE O LABORATÓRIO DE CÃO”, afirmou.

Em 2017, James foi preso após entrar no SeaWorld para protestar contra a exploração das baleias para entretenimento humano.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Jornalismo cultural

James Cromwell perdeu as contas de quantas vezes foi preso por defender os animais

Para o ator, o veganismo é a melhor forma de ajudar os animais

O ator vegano James Cromwell, conhecido principalmente pela interpretação do fazendeiro Hoggett, do filme “Babe”, e de Warden Hal Moores em “The Green Mile” ou “À Espera de um Milagre”, tem 78 anos e uma invejável vontade de fazer a diferença. Nem a pecha de “ecoterrorista”, que já lhe atribuíram, o incomoda. Pouco o preocupa a iminência de, a qualquer dia, ser enviado novamente para a cadeia por causa de suas intervenções e manifestações a favor dos animais.

James Cromwell foi preso tantas vezes que já perdeu as contas. Uma de suas campanhas mais bem-sucedidas foi contra a exploração de golfinhos pelo SeaWorld, que gerou comoção internacional. Uma das ações mais recentes em que participou foi a libertação de 100 perus em parceria com a rede de defesa dos direitos animais Direct Action Everywhere (DxE). Há pouco tempo, Cromwell entrou no Capitólio do Estado de Utah com um leitãozinho morto em seus braços para chamar a atenção do governo para a crueldade contra os animais.

A transição do ator para o vegetarianismo ocorreu em 1975, logo depois que ele percorreu o Texas de moto e observou como viviam os animais em confinamento. “Isso é realmente uma porcaria. Não posso fazer parte disso”, ponderou. Depois que retornou da Austrália, após a finalização de “Babe”, que o fez refletir mais profundamente sobre as nossas relações com os seres não humanos, James Cromwell se viu na obrigação de fazer algo pelos direitos animais. Então iniciou a sua trajetória como ativista.

O ator atuou no resgate de muitos animais, narrou documentários sobre a exploração animal, incluindo “Farm to Fridge”, de 2011, e ajudou santuários. Segundo Cromwell, negar a um animal o direito à vida e à autodeterminação é uma agressão contra o planeta e todos os seres sencientes. Para o ator, o veganismo é a melhor forma de ajudar os animais.

 

 

​Read More
Notícias

Ator vegano James Cromwell participará do resgate 100 perus nos EUA

O ator James Cromwell salvará cem perus de um matadouro perto de Salt Lake City, nos Estados Unidos, em um resgate de Ação de Graças.

Cromwell vai unir forças com a organização Direct Action Everywhere (DxE), com um vegano budista que foi rotulado como “terrorista” dos direitos animais pelo FBI e um agricultor mórmon para resgatar os pássaros.

Os planos surgiram da aproximação entre Wayne Hsiung, fundador da DxE, e Rick Pitman, proprietário do local do matadouro, a Pitman Family Farms.

A amizade começou depois que Hsiung foi acusado de múltiplos crimes e ficou décadas na prisão por remover uma ave doente da Norbest LLC, uma subsidiária da Pitman, em Utah.

“Ao invés de continuar sua luta no tribunal, os dois lados decidiram por um caminho dramaticamente diferente neste Dia de Ação de Graças: generosidade”, disse DxE à Plant Based News.

O ator nominado ao Oscar James Cromwell participará de resgate de cem perus de matadouro (Foto: Plant Based News)

De acordo com a organização, Hsiung, Cromwell e centenas de defensores dos direitos animais planejam viajar para a Norbest para fornecer comida e presentes de Natal para funcionários da fábrica.

Pitman liberará cem perus para os ativistas em um “ato de misericórdia” do Dia de Ação de Graças.

“Os pássaros serão levados imediatamente para os santuários locais, onde viverão como animais de companhia em famílias felizes. Hsiung e Pitman esperam mostrar que até os adversários podem mostrar compaixão nesta época de festas”, ela completa.

​Read More
Notícias

James Cromwell assume produção de documentário sobre a maratonista vegana Fiona Oakes

O ator atuou no resgate de muitos animais, narrou documentários sobre a exploração animal | Foto: Divulgação

O ator, produtor e ativista vegano James Cromwell, mais conhecido como o fazendeiro Arthur Hoggett, do filme “Babe”, foi anunciado esta semana como produtor do documentário “Running for Good”, sobre a trajetória da maratonista vegana Fiona Oakes, que também é proprietária de um santuário para animais. O filme é dirigido por Keegan Kuhn, codiretor dos documentários “Cowspiracy” e “What the Health”.

Atualmente, Fiona Oakes é a mulher mais rápida a completar uma meia maratona vestindo uma fantasia. Ela garantiu esse recorde completando em uma hora e 32 minutos o percurso da Meia Maratona de Tromso, na Noruega, realizada em junho.

O recorde surpreendeu porque a prova foi dificultada pela chuva e por ventos de até 32 quilômetros por hora. Fiona ainda suportou o peso de uma fantasia encharcada e gelada. “Foi muito desconfortável, mas não tão ruim quanto é para tantos animais, humanos e não humanos, que sofrem a cada dia de suas terríveis existências”, enfatizou ao final da prova.

Para além de sua fama no cinema, James Cromwell foi preso tantas vezes por fazer ativismo em defesa dos animais que perdeu as contas. Uma de suas campanhas mais bem-sucedidas foi contra a exploração de golfinhos pelo SeaWorld, que gerou comoção internacional. A transição do ator para o vegetarianismo ocorreu em 1975, logo depois que ele percorreu o Texas de moto e observou como viviam os animais em confinamento.

Depois que retornou da Austrália após a finalização de “Babe”, filme que o fez refletir profundamente sobre a nossa relação com os animais, Cromwell se viu na obrigação de fazer algo. Desde então, o ator atuou no resgate de muitos animais, narrou documentários sobre a exploração animal, incluindo “Farm to Fridge”, de 2011, e ajudou santuários. Na perspectiva de James Cromwell, negar a um animal o direito à vida e à autodeterminação é uma agressão contra o planeta e todos os seres sencientes. Para o ator, o veganismo é a melhor forma de ajudar os animais.

Fonte: Vegazeta 

​Read More
Notícias

Ator James Cromwell realiza campanha pró veganismo na Páscoa

Divulgação

O ator e ativista em defesa dos direitos animais James Cromwell gravou um breve anúncio de rádio para incentivar o veganismo e o abandono de alimentos e produtos de origem animal nesta Páscoa.

Cromwell, que ficou internacionalmente conhecido por seu papel no filme “Babe, o Porquinho Atrapalhado” em 1995, está realizando a campanha em apoio a ONG People for the Ethical Treatment of Animals (PETA).

No anúncio de aproximadamente 30 segundos, o ativista diz:

“Quando fiz o filme Babe aprendi o quanto porcos são inteligentes e sensíveis. Você sabia que os porcos podem jogar videogame, operar termostatos e até buscar uma bola como um cachorro? Eu desenvolvi um grande respeito por eles e deixei de comê-los”, afirmou o ator.

Cromwell ainda sugere que as pessoas adotem um estilo de vida compassivo em relação aos animais e pesquisem no site da PETA receitas veganas saborosas e nutritivas.

Nota da Redação: adotar atitudes simples como escolher produtos livres de crueldade animal e a adoção de uma dieta ética e vegana podem trazer grande impacto para o planeta e salvar milhões de animais em todo mundo. Para ajudar nossos leitores, criamos recentemente a sessão “Receitas Veganas”, com opções selecionadas cuidadosamente para auxiliar a todos que decidiram contribuir com a construção de um mundo mais pacífico e compassivo.

​Read More
Jornalismo cultural

Ativista pelos direitos animais, o ator James Cromwell diz que na cadeia todos reconhecem o seu rosto

Cromwell participando de um protesto (Foto: Associated Press)

O ator vegano James Cromwell, conhecido principalmente pela interpretação do fazendeiro Hoggett, do filme “Babe”, e de Warden Hal Moores em “The Green Mile”, tem 78 anos e uma invejável vontade de fazer a diferença. Nem a pecha de “ecoterrorista”, que já lhe atribuíram, o incomoda. Pouco o preocupa a iminência de, a qualquer dia, ser enviado novamente para a cadeia por causa de suas intervenções e manifestações em que se acorrenta a alguma propriedade privada ou segura um megafone e discursa sobre a crueldade que infligimos aos animais no nosso cotidiano – diretamente ou indiretamente.

James Cromwell foi preso tantas vezes que já perdeu as contas. Uma de suas campanhas mais bem-sucedidas foi contra a exploração de golfinhos pelo SeaWorld, que gerou comoção internacional. Em entrevista ao The Guardian, publicada no último dia 27, ele disse, em referência aos presos com quem já dividiu a cela: “Todos eles conhecem o meu rosto. ‘Ei, ele é o cara de The Green Mile [No Brasil, À Espera de um Milagre]’. Eu sempre era ‘o cara’”.

A transição do ator para o vegetarianismo ocorreu em 1975, logo depois que ele percorreu o Texas de moto e observou como viviam os animais em confinamento. “Isso é realmente uma porcaria. Não posso fazer parte disso”, ponderou. Depois que retornou da Austrália, após a finalização de “Babe”, que o fez refletir mais profundamente sobre as nossas relações com seres não humanos, Cromwell se viu na obrigação de fazer algo pelos direitos animais. Então iniciou a sua trajetória como ativista.

O ator atuou no resgate de muitos animais, narrou documentários sobre a exploração animal, incluindo “Farm to Fridge”, de 2011, e ajudou santuários. Na visão de Cromwell, negar a um animal o direito à vida e à autodeterminação é uma agressão contra o planeta e todos os seres sencientes. Para o ator, o veganismo é a melhor forma de ajudar os animais.

​Read More
Notícias

Ator James Cromwell participa de campanha em defesa dos animais

 

Foto: Edgar’s Mission

O anúncio já foi lançado oficialmente e foi descrito da seguinte maneira: “No anúncio controverso, a religião encontra o ativismo pelos direitos animais, como um ator renomado e apoiador PETA de longa data, James Cromwell retrata um padre que ouve a confissão de um comerciante de carne em um local intitulado ‘Redenção”.

James Cromwell se tornou vegano e ativista após a filmagem do filme “Babe”. De acordo com o Clearly Veg, o ator apareceu em um pequeno vídeo na página da PETA no Instagram, onde anunciou a notícia.

“Olá seguidores da PETA, aqui é James Cromwell e estamos nesta bela igreja filmando um anúncio do Super Bowl. Eu não posso falar muito sobre isso, mas é muito provocante e você irá gostar, é importante”, disse ele.

​Read More
Notícias

Ator James Cromwell é homenageado por ativismo vegano

Divulgação

O ator James Cromwell, vencedor do Oscar pela filme “Babe”, receberá o prêmio “Hero to Animals Award” (“Prêmio Herói pelos Animais”, em tradução livre) por seu ativismo pelos direitos animais e pelo veganismo.

Ele foi preso em 2017 após realizar um protesto contra o SeaWorld e denunciar as condições degradantes a que orcas são submetidas apenas para atender ao egoísmo humano.

A diretora honorária da PETA, Nanci Alexander, afirmou que o ator é um grande exemplo de ativismo e o parabenizou por ceder sua voz a animais encarcerados para entretenimentos e explorados em pesquisas cientificas. “Sua bondade com todos os seres, grandes e pequenos, torna o mundo um lugar melhor”, disse.

James Cromwell adotou uma dieta livre de crueldade animal após as filmagens do filme Babe. Desde então ele é um nome respeitável e ativo na luta pela libertação dos animais.

 

​Read More
Notícias

Ator James Cromwell é preso durante protesto contra SeaWorld

O ator vencedor do Oscar, James Cromwell, foi preso nesta segunda-feira (24), durante um protesto da ONG PETA (Pessoas pelo Tratamento Ético de Animais) contra o parque aquático SeaWorld em San Diego, na Califórnia, Estados Unidos.

Ator é conhecido pelo ativismo em prol dos direitos animais
O ator James Cromwell ficou conhecido pelos seus papéis em Babe e American Horror Story (Foto: Rob Latour/REX/Shutterstock)

Segundo um comunicado da ONG, o ator e outros manifestantes foram detidos e levados para a delegacia após os ativistas dos direitos animais invadirem o show de baleias chamado “Orca Encounter”, para expôr as atrocidades cometidas contra os animais.

Ator James Cromwell protestando contra abuso de animais em parque
Ator protestando contra SeaWorld (Foto: Reprodução / Pipoca Moderna)

Cromwell, conhecido pelo ativismo em favor dos direitos animais, vestia uma camiseta que estampava a frase “SeaWorld Sucks” (SeaWorld é uma droga, em tradução literal) enquanto segurava um megafone e contava ao público a história do parque de “diversões” que lucrava com a espetacularização do sofrimento e exploração de animais marinhos.

A PETA transmitiu ao vivo a manifestação pela sua página no Facebook. Veja a seguir:

“As orcas merecem uma vida plena no oceano, não uma sentença de morte de natação de círculos sem fim até que eles morram por conta de alguma doença”, criticou Cromwell em um comunicado. “Meus amigos da PETA e eu queremos que o SeaWorld doe esses animais inteligentes para santuários próximos à praia sem demora”, disse.

Nos últimos anos, os parques SeaWorld tentaram melhorar o tratamento das orcas para abafar a onda de críticas geradas pelo documentário “Blackfish”, lançado em 2013. Eles anunciaram que acabariam com a reprodução de orcas em cativeiro e criaram um espetáculo novo, o “Orca Encounter” em substituição ao show anterior onde as orcas eram obrigadas a realizar truques após treinamento intensivo.

​Read More
Home [Destaque N2], Notícias

Inspiração: ator James Cromwell fala sobre seu veganismo

Ele é conhecido por seus papéis em filmes como L.A. Confidential, Star Trek e a animação Babe, onde ele interpretou Farmer Hoggett.

Mas o ator americano James Cromwell também é um ardente ambientalista vegano, cujo ativismo já o levou a ter problemas com a polícia, durante um protesto da PETA do qual ele participou em 2001 contra a rede fast food Wendy’s.

Nesse vídeo Cromwell fala que se tornou vegetariano em 1974 e vegano em 1994, o ano em que ele fez Babe. Ele diz que o vegetarianismo foi seu primeiro passo em direção ao ambientalismo e o bem-estar animal. Uma inspiração.

​Read More