Notícias

Filhote de jacaré é resgatado após ser abandonado por criança em pet shop

Foto: Carlos Eduardo Ribeiro

Um filhote de jacaré foi abandonado na terça-feira (4) por um menino de 10 anos em uma pet shop em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Resgatado, o animal foi encaminhado para o Centro de Reabilitação de Animais Silvestres.

Gerente do estabelecimento, Carlos Eduardo Ribeiro contou ao G1 que o garoto pediu ajuda para um animal, que estaria doente em sua casa. Segundo ele, o animal não estava se alimentando e precisava de um remédio.

“Eu perguntei se era um cachorro ou um gatinho, mas ele relutava em falar o que era. Depois que ele saiu e voltou ao pet shop, eu levei um susto”, explicou.

Para a surpresa de Ribeiro, o animal era um filhote de jacaré, trazido pelo menino dentro de uma caixa de sapato. “Quando abri e vi o jacaré eu levei um susto. Ele tinha uns 25 centímetros de comprimento e eu nunca tinha visto pessoalmente um animal desse. Eu disse ao menino que não podia criá-lo em casa e também o informei que iria chamar a Polícia Ambiental”, contou.

Ainda segundo o gerente, o menino deixou o jacaré no local e saiu correndo. A suspeita é que o animal tenha sido capturado na região, já que há um lago e um córrego nas proximidades.

Após ser acionada, a Polícia Militar Ambiental encaminhou o jacaré para o Centro de Reabilitação de Animais Silvestres. A criança e seus pais não haviam sido identificados até a publicação desta reportagem.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Jacaré abocanha celular de homem que tentava filmá-lo em SC

O animal não engoliu o celular, que foi recuperado pelo homem em seguida, porém sem funcionar


Um jacaré-de-papo-amarelo que vive nos córregos e mangues do bairro Santa Mônica, em Florianópolis (SC), abocanhou o celular de um homem que tentou filmá-lo.

Reprodução/Roberta Bridi/G1/NSC TV

“Conheço os bichinhos há bastante tempo. Sempre que vou ao shopping passo ali na ponte para vê-los e tirar fotos. Quis ser um pouco mais ousado e gravá-los de perto, dando a impressão de estar no meio deles. Acabou que um dos maiores não gostou muito da ideia e mordeu meu aparelho, puxando o celular. Nesse dia não fui ao shopping, fui só gravar o jacaré”, conta o eletricista industrial Marcelo da Silva, em entrevista ao G1.

A moradora Roberta Bridi passava pelo local e ficou surpresa com o que aconteceu. “Comecei a filmar quando vi que eles começaram a descer o celular na água. Achamos inacreditável a cena, achamos um absurdo. Quando o celular caiu, a moça colocou as mãos na cabeça, como se não estivesse acreditando que tinha perdido o celular”, relembra a social media.

“Estávamos olhando a quantidade de jacarés que tinha ali e nos deparamos com um casal com uma vara de pescar. Achei que não era verdade que iam filmar, pensei que iriam fazer alguma outra coisa, tentariam pescar um jacaré, machucar algum animal, mas de fato colocaram o celular e tentaram fazer um vídeo. A gente não ficou tempo suficiente pra ver o que aconteceu. Depois de gravar, continuamos a pedalada”, conta Roberta.

A vara de pescar, segundo Marcelo, não foi usada. “Usei apenas uma linha multifilamento para 50 quilos amarrada ao suporte do celular. Acabei perdendo o aparelho. Depois de minutos consegui resgatar meu telefone, mas o jacaré havia furado a proteção e entrou água. Não fiquei triste ou bravo com o jacaré, pois sabia dos riscos de perder o aparelho por se tratar de um animal selvagem”, relata.

Marcelo usou um anzol com uma cordinha para fisgar o aparelho. Ele levará o celular para o conserto para tentar recuperar as imagens.

“Para aqueles que se preocuparam com o animal, ele não havia engolido o aparelho e também não ficou no fundo do rio causando algum tipo de poluição”, diz.

“O vídeo deu o que falar. Esperamos que o vídeo chame atenção não só para a cena gravada, mas para o que tange aos cuidados com a natureza, para o estado deprimente das águas daquele córrego e no que diz respeito aos cuidados com os animais”, disse Roberta.

A Fundação Municipal do Meio Ambiente de Florianópolis (Floram) e a Polícia Militar Ambiental (PMA) orientaram a população a não ser aproximar dos jacarés. De acordo com a PMA, as pessoas devem evitar entrar nos locais que são habitat desses animais (mangues, lagos, lagoas ou rios), não deixar crianças sozinhas perto dessas áreas, evitar passear com animais domésticos à beira dos mangues, que podem ser vistos como atrativos para os jacarés, evitar proximidade com a água no amanhecer e entardecer, que são horários nos quais esses animais se alimentam, jamais alimentar esses répteis;
não atacar os jacarés como forma de espantá-los e acionar a Polícia Militar Ambiental ao encontrá-los em local fora do seu habitat natural.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Dois homens obrigam jacaré a beber cerveja despejando a bebida em sua garganta

Foto: WPBF14/Facebook
Foto: WPBF14/Facebook

Dois homens que residem no estado da Flórida, Estados Unidos, são acusados de capturar um jacaré que estava do lado de uma rodovia, prendê-lo e obriga-lo a beber cerveja jogando a bebida na garganta do réptil enquanto um dos homens o segurava.

Timothy Kepke, 27, e Noah Osborne, 22, filmaram a agressão que teria ocorrido por volta das 22h do dia 26 de agosto na cidade americana de Palm City, segundo informações do Daily Mail.

Em um relatório policial, Kepke afirmou que Osborne agarrou o animal, que estava no acostamento da rodovia, com as mãos, em seguida Kepke aparentemente foi mordido pelo animal no antebraço direito antes de derramar a cerveja na garganta do jacaré, mas ficou está claro o quão sério o ferimento foi.

Também não foram divulgadas informações se o animal era filhote ou adulto.

No vídeo além de provocações ao animal é possível ouvir risadas ao fundo. Após ter a bebida despejada em sua garganta o jacaré se debate, tentando libertar-se.

Os dois homens foram presos em 3 de outubro, depois que a polícia tomou conhecimento de um vídeo que os dois homens fizeram da agressão. O vídeo não foi divulgado pela polícia e não está claro se a polícia já o tinha antes de realizar a prisão.

Ambos foram acusados de capturar ilegalmente um jacaré.

A Comissão de Conservação de Peixes e Vida Selvagem da Flórida recebeu uma queixa sobre o incidente em agosto.

As autoridades que investigaram o incidente conseguiram finalmente obter o vídeo em 17 de setembro. Eles então confrontaram Kepke sobre as alegações em sua casa, onde ele confessou estar envolvido no crime, informou o New York Post.

Timothy Kepke | Foto: Daily Mail/Reprodução
Timothy Kepke | Foto: Daily Mail/Reprodução

Kepke disse aos policiais que Osborne pegou o réptil com as próprias mãos. Kepke então o atraiu para ver se ele o mordia e depois derramou cerveja na boca do animal, fazendo o jacaré agir de forma agressiva, conforme o site TPPalm.com.

A dupla libertou o jacaré vivo, disse Kepke aos policiais.

Embora Kepke tenha admitido ter tomado algumas cervejas, ele disse à polícia que não estava bêbado no momento do incidente.

Noah Osborne | Foto: Daily Mail/Reprodução
Noah Osborne | Foto: Daily Mail/Reprodução

Kepke disse aos policiais que uma amiga também estava lá quando o suposto episódio aconteceu.

A mulher disse acreditar que o réptil mordeu Kepke por causa de sua hostilidade.

Kepke e Osborne foram levados para a cadeia do condado de Martin e condenado a pagar multas de 5 mil e 2.500 dólares respectivamente. Os dois homens foram libertados no mesmo dia após pagar a fiança.

Foto: Getty Images/Stockphoto
Foto: Getty Images/Stockphoto

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Notícias

Califórnia proíbe venda de pele de jacaré

O estado americano da Califórnia proibiu, inicialmente, o comércio de pele de jacaré em 1970 – mas a indústria de peles lutou contra. Em 2006, uma isenção foi estabelecida e o comércio foi novamente permitido. 

Um jacaré com a boca aberta em um lago
Foto: LiveKindly

Este ano, fabricantes de pele tentaram pressionar o governo para manter o comércio, mas não deu certo. Segundo a PETA, a proibição de venda de pele de jacaré e crocodilos entrará em vigor a partir de 2020.

Anteriormente, o comércio era apoiado por estilistas. Entretanto, a indústria da moda está mudando e se comprometendo a usar alternativas que não envolvam a morte dos animais. A Chanel, no ano passado, declarou que não iria mais usar pele de animais em suas criações. 

As organizações em defesa dos direitos animais são contra as indústrias de peles. Uma investigação recente encontrou jacarés em galpões escuros, em meio à água suja. Os animais tinham suas cabeças perfuradas por varas de metal ainda vivos.

Donatella Versace, chefe da Versace, declarou em março de 2018 para a revista The Economist 1843 que não queria mais saber de peles. “Não quero matar animais para fazer moda. Não sinto que isso é certo”, disse ela.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Autoridades americanas afirmam que drogas jogadas na privada afetam os jacarés

Por Rafaela Damasceno

A polícia do Tennessee, nos Estados Unidos, publicou em seu Facebook um pedido para que as pessoas deixem de dar descarga em drogas. A metanfetamina, por exemplo, não se dissolve ao ser descartada – ela passa pelo sistema de esgoto e contamina habitats. Os jacarés acabam ingerindo a droga e são afetados.

Um jacará na água, perto de uma vegetação
Foto: Pexels

A publicação na rede social foi feita após uma operação em que a polícia impediu um homem de jogar as drogas em um vaso sanitário.

O coordenador de laboratórios no departamento de biologia da Universidade da Flórida, Kent Vliet, afirma que os jacarés não são afetados da mesma forma que os humanos. Ele diz ainda que não sabe se é preciso pouca ou muita metanfetamina para que o organismo dos jacarés comece a reagir. Kent também acredita que a droga é sim diluída pela água.

Mesmo assim, não é recomendado que as drogas, assim como quaisquer outras substâncias, sejam descartadas pelo vaso sanitário. De uma forma ou de outra, toda a poluição dos esgotos chega aos rios, mares e oceanos.

 

​Read More
Notícias

Jacaré é encontrado morto com tiro na cabeça em Paty do Alferes (RJ)

Um jacaré foi encontrado morto, no domingo (16), em Paty do Alferes, no Rio de Janeiro. O animal tinha uma marca de tiro na cabeça e foi encontrado por moradores em um córrego na Rua Jacob, no bairro Granja Califórnia.

Foto: Reprodução/Redes Sociais

O corpo do jacaré foi retirado do local e levado para um depósito para animais mortos. O Corpo de Bombeiros informou ao G1 que ninguém foi autuado, já que o jacaré estava morto há alguns dias.

Em situações semelhantes, a corporação orienta a pedir ajuda pelo 193.

Outro caso

No Paraná, uma tartaruga-de-couro foi encontrada morta no sábado (15). O corpo do animal, que pesa cerca de 300 quilos, estava no balneário Praia de Leste, em Pontal do Paraná.

Foto: Divulgação/Centro de Estudos do Mar/UFPR

A tartaruga foi retirada do local por especialistas do Laboratório de Ecologia e Conservação do Centro de Estudos do Mar (CEM), da Universidade Federal Paraná (UFPR).

Bióloga do CEM, Camila Domit explicou ao G1 que amostras biológicas do animal serão coletadas para tentar avaliar a causa da morte.

“É a mesma espécie que veio para desovar em 2007, 2009, 2013, mas, obviamente, não é uma espécie que a gente vê com frequência. É uma espécie ameaçada de extinção”, ressaltou a bióloga, que acredita que o animal, que era adulto, estava se alimentando na região.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. Doe agora.


​Read More
Notícias

Jacaré é visto nadando com faca de cozinha cravada na cabeça

Um aligátor (jacaré americano) foi visto, nesta semana, nadando em um lago nos arredores de Houston (Texas, EUA) com uma faca de cozinha cravada na cabeça. Imagens feitas por uma moradora às margens do lago viralizaram e provocaram comoção de pessoas preocupadas com o sofrimento do réptil.

Jacaré nada com faca de cozinha cravada na cabeça Foto: Reprodução/Erin Weaver/KTRK

“Sinto que alguém fez isso de propósito”, disse a autora das imagens, Erin Weaver, à emissora KTRK, afiliada da rede ABC.

Erin, que mora no local há seis anos, disse que vê o jacaré todas as manhãs.

“Nunca o tinha visto tão agressivo e defensivo. Não quero ver um aligátor nadando com um faca na cabeça e sofrendo”, comentou.

A Texas Parks and Wildlife, departamento governamental que cuida da vida selvagem no estado americano, disse que vai enviar um agente para avaliar o estado do animal. Especialistas disseram acreditar que o réptil possa viver ser problema com a faca na cabeça por algum tempo.

Fonte: Extra


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. Doe agora.


 

​Read More
Notícias

Jacaré resgatado às margens do Lago Paranoá morre após cirurgia para retirada de arame

Jacaré visto no Lago Paranoá, em Brasília, passa por cirurgia para retirada de anzol do estômago — Foto: Reprodução

O jacaré resgatado às margens do Lago Paranoá, em Brasília, morreu na manhã da última sexta-feira (19). O animal estava internado desde terça-feira (16) no Zoológico de Brasília, após ser encontrado por policias militares do Batalhão Ambiental debaixo da Ponte do Bragueto. O zoológico informa que irá fazer uma necropsia para identificar a causa da morte.

Jorge – como foi chamado pela equipe – passou por cirurgia no mesmo dia do resgate para retirada de um arame no estômago. O objeto tinha cerca de 50 centímetros.

Desde o procedimento, o jacaré estava sob o efeito da anestesia e era monitorado diariamente, mas, na manhã desta sexta-feira, os batimentos cardíacos não foram mais detectados.

Os veterinários explicam que era difícil saber a real condição do animal. Se era idoso, se sofria de alguma outra doença e há quanto tempo ele havia se alimentado. Essas condições podem ter influenciado a morte dele. Além disso, os profissionais contam que os répteis têm metabolismo lento, o que leva a uma recuperação mais demorada.

Foi o veterinário responsável pela cirurgia batizou o jacaré como Jorge. Ele contou à equipe que escolheu “Jorge” porque é sempre o nome de um personagem interessante em histórias bem humoradas.

Em nota, o Zoológico disse ainda que: “A história de Jorge nos mostra a importância de todos nós ficarmos atentos e tomarmos cuidado com o descarte adequado do lixo, a fim de manter a qualidade da água no Lago Paranoá e evitar que outros animais tenham sua saúde prejudicada pela ingestão do mesmo”.

Fonte: G1 

​Read More
Notícias

Jacaré é resgatado de dentro de piscina no Rio por patrulha ambiental

A Patrulha Ambiental da Prefeitura do Rio resgatou na noite da última sexta-feira (22) um jacaré que estava na piscina de um clube na Rua Professor Hermes Lima, no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio.

A equipe foi acionada após receber solicitação pela Central 1746. Durante o resgate, segundo o órgão, os agentes atraíram o jacaré até a borda da piscina e conseguiram fazer a captura com sucesso. O animal foi levado para o Parque Marapendi.

Em nota, a Guarda Municipal afirmou que orienta a população a acionar a Patrulha Ambiental ao flagrar animais silvestres em área urbana na cidade do Rio ou em qualquer situação de risco fora do seu habitat para um resgate seguro.

O manuseio não é aconselhável e muito menos tentar afugentá-los, pois pode agravar qualquer lesão que os animais apresentarem. Os agentes podem ser acionados por meio do telefone 1746, da Prefeitura do Rio, que funciona 24h.

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Deputados pedem que governador do MS libere a caça do jacaré

Deputados estaduais da Assembleia Legislativa do Mato Grosso do Sul pedem que o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) libere a caça do jacaré. A proposta será analisada em audiência com a data a ser decidida. A justificativa dos parlamentares é de que há um superpovoamento da espécie, que tem prejudicado o meio ambiente.

O deputado Marçal Filho (PSDB) defende que haja fiscalização para que não ocorram casos de maus-tratos, mas considerou que ainda “cabe muito debate” sobre o assunto. O deputado Cabo Almi (PT) concordou com a questão da fiscalização. As informações são do Correio do Estado.

(Foto: Pixabay / Ilustrativa)

O líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado José Carlos Barbosa (DEM), conhecido como Barbosinha, afirmou que a minuta está em aberto e que cabe discussão. O parlamentar deixou claro o interesse financeiro no projeto. Segundo ele, a caça do jacaré “poderia gerar R$ 1 bilhão por ano a mais para a economia do estado e a criação de mais 10 grandes indústrias de beneficiamento da carne”. O parlamentar sugere que a prática da caça sej liberada também para ribeirinhos.

Atualmente, a caça de qualquer animal silvestre é proibida pela Lei Federal 9.605/1998. Quem infringir a norma pode ser punido com detenção de seis meses a um ano, além de multa. É considerado agravante caçar em reservas ambientais.

“O governador está ainda trabalhando em cima do decreto, baseado em muito estudo e dialogando com todos os setores. Para nossa audiência futura também será necessário ter acesso aos trabalhos de especialistas como da Embrapa Pantanal, para subsidiar nossas informações e chegarmos a um denominador comum que possa transformar a economia de forma positiva”, concluiu Barbosinha.

Nota da Redação: a caça de animais silvestres é uma prática extremamente cruel e injustificável. Ao buscar autorização para caçar jacarés, os deputados ignoram o direito a vida desses animais, que são seres sencientes, capazes de sentir dor, e não se importam em provocar sofrimento a essa espécie. Como defensora dos direitos animais, a ANDA, que é veementemente contra a liberação da caça do jacaré no Mato Grosso do Sul, faz um apelo ao governador do estado para que tenha compaixão por esses seres vivos e não permita que eles sejam caçados.

​Read More
Notícias

Jacaré ferido é resgatado em Jaboatão dos Guararapes (PE)

Jacaré-de-papo-amarelo é resgatado no Grande Recife — Foto: Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes/Divulgação

Um jacaré-de-papo-amarelo, espécie ameaçada de extinção, foi resgatado pela Secretaria Executiva de Meio Ambiente e Gestão Urbana (Semag) de Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. Segundo a gestão municipal, o animal ficou ferido após a ação da comunidade local.

Por causa dos ferimentos, o animal precisou ser encaminhado para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), onde deve receber o tratamento adequado.

A Semag afirma que, ao se deparar com animais ameaçados de extinção ou espécies silvestres, a população deve entrar em contato com instituições especializadas para realizar um resgate seguro. É importante garantir a preservação do animal e a segurança da população, segundo a administração municipal.

Ainda de acordo com o município, os atos de matar, perseguir ou capturar animais silvestres são considerados crimes ambientais.

A multa para quem pratica maus-tratos contra animais varia de R$ 500 a R$ 5 mil. Em casos de espécies ameaçadas de extinção, o valor pode dobrar.

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Filhote de jacaré é encontrado na Praia do Saco, em Alagoas (AL)

Filhote de jacaré foi encontrado em praia e levado para rio em Marechal Deodoro — Foto: Divulgação | Biota

Um filhote de jacaré foi encontrado na Praia do Saco, no município de Marechal Deodoro, Alagoas, na manhã do último sábado (22).

O homem que encontrou o réptil o colocou dentro de um balde e buscou ajuda de um monitor do Instituto Biota, uma Organização Não Governamental (ONG) que monitora a vida marinha no estado.

Por orientação do Biota, o filhote de jacaré foi solto em um rio da região.

Fonte: G1

​Read More