Notícias

Prefeitura embarga rodeio por maus-tratos a animais em Itaipuaçu (RJ)

A Prefeitura de Maricá, no Rio de Janeiro, embargou a realização de um rodeio de carneiros. O evento, que aconteceria nos próximos dias 13 e 14 no distrito de Itaipuaçu, foi proibido por ser pautado em maus-tratos a animais, o que é crime.

(Foto: Divulgação)

O rodeio era destinado a crianças e as ensinaria a explorar e a maltratar carneiros, usando-os para entretenimento humano e tratando-os como objetos e não como vidas. As informações são do portal Maricá Info.

Além dos maus-tratos, o evento também não possuía qualquer autorização para ser realizado, questões que não são admitidas pelo município, segundo a Prefeitura.

​Read More
Você é o Repórter

Lindos filhotinhos aguardam por adoção em Itaipuaçú (RJ)

Bete G
bernadetelggm@gmail.com

Os cãezinhos que viviam em situação de rua em Itaipuaçú (RJ) foram resgatados ainda bebês por uma protetora, que mesmo sem ter condições, acolheu a todos, oferecendo abrigo, cuidados e carinho. Mas agora os cachorrinhos estão crescendo e precisam de ajuda para encontrar novos lares. A protetora não tem como permanecer com todos os animais, pois já tutelava outros cães em sua casa e as despesas só aumentam. Caso alguém tenha interesse em adotar um filhote, ou puder ajudar de alguma forma, entre em contato.

IMG-20160606-WA0057
Divulgação
IMG-20160606-WA0060
Divulgação
IMG-20160606-WA0064
Divulgação
IMG-20160607-WA0060
Divulgação

Contato: Liliam
(21) 97008-4470

​Read More
Notícias

Polícia resgata animais que sofriam maus-tratos em Itaipuaçu, na Região dos Lagos

caes-maltratados1

Uma mulher foi levada para a 82ª DP (Maricá), no último sábado (06), por policiais da Unidade de Policiamento Ambiental (UPam) da Serra da Tiririca por suspeita de crime ambiental cometido por causa de maus-tratos contra animais. Ao chegarem na residência dela, em Itaipuaçu, em Maricá, na Região dos Lagos, os agentes encontraram quatro cachorros desnutridos, em situação de abandono, sem comida, e em meio ao lixo. A ação só foi possível através de denúncias ao Linha Verde, do Disque Denúncia (0300 253 1177).

Os animais foram recolhidos e levados para um abrigo no município de Tanguá, onde ficarão disponíveis para adoção.

Desde 1998, uma lei considera maus-tratos contra animais como sendo crime ambiental. Segundo a Lei de Crimes Ambientais, se condenado, o cidadão pode pegar detenção de três meses a um ano e multa.

Fonte: Extra

​Read More
Notícias

Jacaré-de-papo-amarelo é solto em Itaipuaçu (RJ)

Um jacaré-de-papo-amarelo, espécie em extinção, foi solto na última sexta-feira (dia 21), em Maricá, pela equipe da Secretaria Municipal do Ambiente. O animal silvestre foi capturado pelo Corpo de Bombeiros, em Itaipuaçu.

A reinserção no ambiente natural aconteceu na Lagoa Brava, após o jacaré passar por uma análise clínica e exames, que o apontaram como saudável. De acordo com o secretário do Ambiente, Tiago de Paula, o crescimento populacional e a degradação ambiental resultam na diminuição das distâncias entre o ambiente urbano e as áreas naturais de proteção. Por conta disso, “é natural que aumentem as ocorrências de resgates e solturas de animais silvestres”.

O jacaré-de-papo-amarelo foi capturado, no último dia 15, na Rua 23, no Recanto, após os bombeiros receberem um chamado, por telefone, de moradores da região. Seis dias após a captura, o animal foi entregue à Secretaria do Ambiente e devolvido ao seu habitat. “É importante destacar que os cidadãos não devem tentar matar ou afugentar o animal. Muitas dessas espécies, que ocorrem em Maricá, estão ameaçadas de extinção. A orientação é ligar para o Corpo e Bombeiros, para realizar o resgate. Eles encaminharão o animal para a Secretaria do Ambiente, que irá registrar a ocorrência e realizar a soltura”, orienta o secretário.

 O jacaré-de-papo-amarelo habita as florestas tropicais, preferindo áreas de baixada, em lagoas, lagos e rios. É um animal carnívoro e típico da América Latina. Hoje, os jacarés-de-papo-amarelo fazem parte da lista de animais em extinção do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Fonte: Maricáinfo.com

 

​Read More
Você é o Repórter

Uma família de cães está abandonada nas ruas de Itaipuaçu (RJ)

Por Direitos dos Animais

Um casal de cães e seus filhotes foram abandonados nas ruas de Itaipuaçu. Estão sem água e comida, pegando chuva e frio sem terem para onde ir. Itaipuaçu fica na região oceânica do Rio de Janeiro, as chuvas, ventos e frio são constantes.

Eles precisam de um lar temporário com urgência, a protetora que está ajudando nessa busca se prontifica a ajudar com a ração.

(Foto: Reprodução Facebook)
(Foto: Reprodução Facebook)

Eles estão no bairro Itaocaia Valley, em Itaipuaçu (RJ)

Contato: Conceição, tel: 21-2636-6275

​Read More
Notícias

Lobo-marinho resgatado em Ilhabela (SP) é visto em Itaipuaçú (RJ)

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O lobo-marinho subantártico, da espécie Arctocephalus tropicalis, atendido pelos técnicos do Instituto Argonauta no dia 6 de agosto, no píer do Yacht Club Ilhabela, foi visto ontem (29) descansando na Praia de Itaipuaçú, em Maricá, no Rio de Janeiro. Funcionários do Instituto Estadual do Meio Ambiente (INEA) coletaram imagens e encaminharam aos técnicos do Instituto Argonauta, que avaliaram que o animal está bem e que não apresenta ferimentos.

A identificação do animal foi feita por meio das anilhas localizadas na nadadeira, com telefone e e-mail do Instituto Argonauta, que é mantido através de convênio com a Petrobras e parceria com o Aquário de Ubatuba. “Ressaltamos a importância da identificação com anilhas em cada animal que é resgatado pelo Instituto, pois isso nos ajuda a conhecer melhor os hábitos e as rotas migratórias realizadas por esses animais”, explica o Oceanógrafo e Presidente do Instituto Argonauta, Hugo Gallo.

Nesta época do ano, Hugo explica que “o aparecimento de lobos-marinhos é um fato comum, pois é uma espécie que ocorre no extremo sul do nosso continente e nas ilhas que margeiam a Antártica e que, portanto, pega carona nas correntes que vêm da Antártica ao continente brasileiro, como parte de um fenômeno cíclico da natureza”.

Fonte: Assessoria de Imprensa

​Read More