Notícias

Hospital veterinário gratuito de Ibaté (SP) já realizou mais de 6 mil atendimentos

O Centro de Controle de Zoonozes (CCZ) João Trevisan, órgão ligado ao departamento de Agricultura, Abastecimento e Meio Ambiente, da Prefeitura de Ibaté, a 247 km de São Paulo, atende gratuitamente pequenos animais como cães e gatos.

De acordo com Cláudia Roberta Boschilia, médica veterinária responsável pelo hospital veterinário, a prefeitura realiza cirurgias como esterilizações e consultas veterinárias.

O hospital veterinário funciona num espaço grande, bem localizado e conta com salas preparadas para a realização dos procedimentos cirúrgicos. A infra-estrutura inclui recepção, sala de atendimento clínico, sala de cirurgia; sala pós cirúrgica e uma área aberta para os animais tomarem banho de sol. “Muitas cidades não têm a estrutura que existe em Ibaté”, diz a veterinária.

O assessor e coordenador do departamento de Agricultura, Abastecimento e Meio Ambiente, João Vítor Rosa Júnior, concorda. “É com grande satisfação que a gente fala do hospital veterinário e do centro de controle de zoonozes, criado pelo prefeito Zé Parrella em junho de 2007.

Nestes quase três anos, todos os atendimentos vieram a calhar com o que o prefeito desejava: o controle populacional dos animais, porque esta é uma questão de saúde pública e de doenças”, explica. Cláudia Boschilia conta que recebe todo o apoio da prefeitura. “Não posso reclamar, porque o prefeito sempre nos visita e pergunta se está faltando algo. A prefeitura não nos deixa faltar nada, desde medicamentos até materiais de trabalho, pois tudo o que fazemos é para a saúde animal e o controle da natalidade dos animais”, conta.

Cirurgias e esterilizações
Dados do departamento de Agricultura, Abastecimento e Meio Ambiente, mostram que em quase 3 anos de funcionamento do hospital veterinário, foram realizados até abril de 2010, 6.417 atendimentos e 1.850 esterilizações (castrações).A médica veterinária fala da castração e seus benefícios. “Para evitar a falta de responsabilidade de alguns donos, fazemos a castração. O animal também recebe um chip com os dados do proprietário. Ao contrário do que muitos pensam a esterilização não é uma mutilação, já que o procedimento evita uma série de doenças, reduz o número de animais nascidos e o abandono, além de auxiliar na melhora do comportamento, evitando que os animais fujam na rua e se acidentam”, explica.

Referência regional
O excelente trabalho desenvolvido fez com que o Centro de Controle de Zoonozes se tornasse referência regional. “Desde que iniciamos nosso trabalho, mais de vinte cidades da região nos procuraram para conhecer nosso trabalho. Na semana passada recebemos os funcionários da Prefeitura de Américo Brasiliense. Já recebemos Santa Lúcia, Porto Ferreira, Descalvado. E estamos abertos para passar nossa logística, nosso método de trabalho para as cidades vizinhas”, explica.

Adoções
O Centro de Controle de Zoonozes tem um serviço em que população adota cães e gatos. O horário de funcionamento para adoção é de segunda a sexta-feira, das 13 às 16h30.

Fonte: amigosdosanimaisdetatuí

Nota da Redação:
Uma pequena cidade está dando um grande exemplo de administração responsável em relação aos animais. Parabenizamos o prefeito Zé Parrella que com consciência e vontade política está solucionando o problema da superpopulação de cães e gatos e cuidando da saúde deles e, consequentemente, de toda a população. A criação desse hospital veterinário público é também uma iniciativa cidadã, a sociedade deve ter o direito de dar aos seus animais uma assistência veterinária de boa qualidade, sem que isso signifique gastos elevados. Muitos optam, com muita dor, pela eutanásia porque não têm dinheiro para pagar o tratamento de saúde do animal. Que a iniciativa de Ibaté sirva de exemplo para o resto do país.

​Read More