A demanda por produtos mais naturais, aliada a uma maior consciência da realidade dos testes em animais fez a indústria de cosméticos veganos aumentar | Foto: Youth To The People
Notícias

Mercado de cosméticos veganos estima atingir 20 bilhões de dólares até 2025

A demanda por produtos mais naturais, aliada a uma maior consciência da realidade dos testes em animais fez a indústria de cosméticos veganos aumentar | Foto: Youth To The People
A demanda por produtos mais naturais, aliada a uma maior consciência da realidade dos testes em animais fez a indústria de cosméticos veganos aumentar | Foto: Youth To The People

De acordo com o relatório, o mercado global de maquiagem vegana atingiu 12,9 bilhões de dólares em 2017 e deve continuar crescendo a uma taxa de anual de 6,8%. Um aumento na demanda por produtos de cuidado pessoal naturais e livres de produtos químicos, aliado a uma consciência crescente sobre a realidade dos testes com animais na indústria de cosméticos e uma maior conscientização ambiental são fatores-chave para impulsionar o crescimento da indústria de beleza vegana e livre de crueldade.

O relatório destaca a geração conhecida como “Geração do Milênio” ou “Geração Y” e as gerações mais jovens como “fundamentais” na ascensão da indústria de beleza vegana. Além disso, o apoio de celebridades abriu espaço para um influxo de produtos veganos de alta qualidade no mercado. Espera-se que os produtos de beleza masculinos veganos também cresçam na mesma proporção nos próximos anos.

O comércio eletrônico, diz o relatório, representa um segmento proeminente no mercado de cosméticos veganos, permitindo que muitas marcas de maquiagem livres de crueldade aumentem seu alcance global. A demanda por maquiagem vegana tem projeções de crescimento fortes no mercado norte-americano, onde grandes marcas como Loreal e Unilever devem lançar novos produtos alinhados com os valores conscientes dos consumidores. Fora do mercado norte-americano, o relatório destaca que a região Ásia-Pacífico, especificamente a China e o Japão, terão um aumento na demanda por produtos livres de crueldade, como maquiagem, cuidados com a pele, proteção solar e produtos para cabelo.

Como o relatório afirma, o aumento já esperado no mercado de cosméticos vegano foi impulsionado principalmente pela conscientização crescente do consumidor sobre os testes em animais. Uma pesquisa recente revelou que quase metade das mulheres apóia a proibição de testes em animais e 620 deputados do Parlamento Europeu assinaram um acordo em prol de uma proibição mundial.

Quase 40 países em todo o mundo já aplicaram a proibição de testes com animais em cosméticos, incluindo toda a União Européia. No Canadá, os legisladores estão tentando acabar com todos os testes com animais realizados pela indústria de cosméticos. Além disso, foram introduzidas para votação, em Nova York e na Califórnia, leis “Cruelty-Free” que proibiriam a venda de cosméticos testados em animais. A Lei de Cosméticos Livres de Crueldade da California passou recentemente no Senado Estadual e agora está programada para ser votada na Assembléia. Se isso acontecer, a Califórnia será o primeiro estado do país a implementar tal proibição.

​Read More