Você é o Repórter

Cão pequeno que foi atropelado e ficou paraplégico precisa de ajuda em SP

Giselle Pastorello
gi_sarbouck@yahoo.com.br

Venho divulgar meu mais novo resgatado, uma loucura, eu sei, mas prefiro ficar mal por não ter como pagar as contas do que deixar uma vida sem socorro e precisando urgente!

Com toda a correria não consegui me concentrar nele, mas o mais importante foi feito: o resgate! Este é o Julinho, um cãozinho pequeno que foi atropelado por uma bicicleta e ficou paraplégico há 2 meses e tudo o que fizeram por ele foi deixá-lo dormir dentro da garagem de um cortiço, onde tinha pessoas que não o queriam.

Ele saia na rua se arrastando e se machucando todo, imaginem a dor que ele sentiu. É provável que seja uma fratura na coluna, já temos a radiografia, que uma policial providenciou e mandou para o veterinário que conhece. Segundo o Dr. July não há mais o que fazer, mas eu gostaria de levá-lo ao Dr. Hato, onde cuido do Banzé, onde se eu digo: quero tentar e sei que vão me ajudar de alguma forma.

A pessoa que me falou dele não podia assumí-lo, mas, foi resgata-lo. Conseguimos um local temporário , porém o tempo acabou e ele precisa sair de lá. O problema é que não temos outro lugar para onde leva-lo e não tenho como sustentar mais um paraplégico, porque são pelo menos 700 reais por mês, pois precisam de fisioterapia, acupuntura, medicamentos, exames, etc.

O fisioterapeuta do Banzé deu uma consulta grátis para o Julinho, mas ainda falta alimentação, abrigo, medicamentos e tudo o mais. Preciso urgente de madrinhas para salvar mais esse anjinho.

Contato: Giselle Sarbouck Pastorello (11) 7856-4368

​Read More
Você é o Repórter

Cadela agredida por “tutor” a pauladas, em Santo André (SP), está em estado grave

roberta roperto
rroperto@yahoo.com.br

Nick, agora rebatizada de Meg,  é uma mestiça de pastor alemão de oito anos. Seu “tutor”, além de deixá-la passando fome, frio e  sede a agredia com pauladas.

Resgatei-a da casa onde estava e a levei a um hospital veterinário 24 horas, onde está internada. Ela nem se movia, apenas mexia os olhos.

Foto: Arquivo pessoal

Após exames feitos, os médicos  me deram os diagnósticos possíveis, traumatismo ou AVC (Acidente Vascular Cerebral). Ela come e bebe água na seringa e tomando aplicações de Hyalosima, a cada dois dias para inflamação ou edema, se houver algum coágulo ele age diminuindo. Mas ela ainda não respondeu à medicação, e isso  está me deixando mais ansiosa e  apreensiva, pois são seis aplicações; está na segunda e ela ainda não reagiu.

Existe um exame de tomografia que pode diagnosticar com mais precisão, caso seja AVC. O  único lugar em Osasco que faz  custa em torno de R$ 500,00. Difícil demais para mim.

Foto: Arquivo pessoal

Ela passa o dia sozinha no hospital; infelizmente, eu só posso a noite.Por isso peço que, quem puder visitá-la para que ela seja estimulada e sinta o afeto das pessoas, algo que nunca teve antes, eu agradeço. Ela precisa voltar a comer sozinha, reagir, é duro fechar a porta da jaulinha e deixá-la  ali, estática.

Meg está internada no Hospital Veterinário 24 horas Dr Hato que fica localizado na avenida  Dom Pedro II 3309, no  bairro Campestre, na cidade de Santo André (SP). As visitas vão até às 21:00h.

Para pagar as despesas do hospital, fiz uma rifa de um DVD Player, mas até agora só vendi 19. Se puderem contribuir, é só escolher os nomes e me avisar.

Banco: Itaú
agencia: 0646
conta corrente: 66701-4
cada nome: 10,00

Contato: Roberta 11 8153.1811

​Read More