Notícias

Nova lei permite que animais visitem tutores internados em hospitais de SC

Pixabay

Uma nova lei passou a permitir a entrada de animais domésticos em hospitais em Santa Catarina. O objetivo é promover o reencontro entre animais e seus tutores internados.

Regras estabelecidas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e critérios definidos por cada hospital deverão ser obedecidos. O animal também terá que entrar no hospital acompanhado de um familiar do paciente, dentro de caixa de transporte – exceto os de porte grande. Para que a entrada seja permitida, será exigida autorização prévia da administração da unidade de saúde.

Convênios poderão ser firmados pelos hospitais e pelo governo com profissionais, clínicas veterinárias, ONGs e com o poder municipal.

A presença do animal será permitida no quarto do paciente, mas não será autorizada em áreas de isolamento, de quimioterapia, de transplante, de assistência a pacientes vítimas de queimaduras e de Unidades de Terapia Intensiva (UTI), de preparo de medicamentos, de manipulação, processamento, preparação e armazenamento de alimentos e na farmácia do hospital.

A lei estabelece as seguintes regras para as visitas de animais a hospitais: verificação da espécie animal a ser autorizada; autorização expressa para a visitação expedida pelo médico do paciente internado; laudo veterinário atestando as boas condições de saúde do animal, acompanhado da carteira de vacinação atualizada, com a anotação da vacinação múltipla e antirrábica, assinada por médico veterinário com registro no órgão regulador da profissão; visível aparência de boas condições de higiene do animal; no caso de cães, equipamento de guia do animal, composto por coleira preferencialmente do tipo peiteira e, quando necessário, enforcador; determinação de um local específico dentro do ambiente hospitalar para o encontro entre o paciente internado e o animal, podendo ser no próprio quarto de internação, sala de estar específica ou, no caso de cães de grande porte, no jardim interno, se o estabelecimento dispuser deste espaço.

No Rio Grande do Sul, animais podem visitar seus tutores internados em hospitais desde o ano passado, quando uma lei passou a regulamentar as visitas.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Jornalismo cultural, Notícias

Cardi B doa 20 mil shakes veganos em hospitais de Nova York

Bebida escolhida por Cardi B é livre de ingredientes de origem animal, soja e glúten e traz 20 gramas de proteínas por porção (Foto: Getty)

Na semana passada, a rapper Cardi B realizou uma doação de 20 mil shakes proteicos veganos a funcionários de hospitais de Nova York, segundo informações do TMZ.

A decisão veio depois que ela soube que profissionais de saúde estão com dificuldade em se alimentar direito, já que a cidade é a mais afetada pela covid-19 nos EUA, o que tem exigido bastante de quem atua na área.

A bebida proteica da marca OWYN é livre de ingredientes de origem animal, soja e glúten e traz 20 gramas de proteínas por porção, além de ser considerada boa fonte de fibras e ômega-3.

A doação feita por Cardi B tem sido avaliada como mais um exemplo de que cada vez mais celebridades nos EUA têm associado boa alimentação com boas escolhas de alimentos sem ingredientes de origem animal.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Jornalismo cultural, Notícias

Hospitais ganham doações de comida vegana em Amsterdã

Com a crise do coronavírus e o sistema global de saúde exigindo cada vez mais dos profissionais da área, o restaurante Meatless District, em Amsterdã, decidiu preparar e distribuir refeições veganas de forma gratuita a funcionários dos três maiores hospitais da capital holandesa.

Desde o dia 22 de março, o restaurante deixou de atender também pedidos de entrega em domicílio (Fotos: Divulgação/Meatless District)

Embora os restaurantes estejam oficialmente fechados para os clientes desde o dia 15 de março, o que deve ser mantido pelo menos até o dia 28 deste mês, o Meatless District decidiu se focar no que considera mais importante no momento – ajudar quem está atuando na linha de frente no combate à covid-19.

Desde o dia 22 de março, o restaurante deixou de atender também pedidos de entrega em domicílio. A prioridade é se dedicar exclusivamente a preparar refeições veganas aos profissionais que estão enfrentando uma jornada exaustiva de trabalho para cuidar dos pacientes infectados com o coronavírus.

Conheça mais histórias de solidariedade em tempos de coronavírus – clique aqui. 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Câmara de Campinas (SP) aprova PL que permite entrada de animais em hospitais

O projeto voltará ao Plenário da Câmara, para que seja votado pela segunda vez. Caso receba nova aprovação, o PL 57/2018 seguirá para análise do prefeito, que decidirá pela sanção ou pelo veto


A Câmara de Campinas, no interior de São Paulo, aprovou nesta quarta-feira (4) um projeto de lei (PL) que permite a entrada de animais domésticos em hospitais públicos e particulares da cidade.

Foto: Divulgação/PUCRS

A proposta, aprovada em primeira votação, tem o objetivo de viabilizar visitas de animais a pacientes internados. O projeto recebeu 23 votos favoráveis.

O texto do PL afirma que a medida visa promover um “tratamento mais humanitário e menos traumático” aos pacientes e impõe regras para que os animais possam entrar nos hospitais.

Para que a visita seja permitida, a entrada do animal terá que ser avaliada pela equipe de infectologia do hospital e poderá ser impedida mediante manifestação justificada pelo médico responsável pelo paciente. O animal terá que estar higienizado e com as vacinas em dia e a boa condição de saúde dele precisará ser atestada por laudo veterinário.

O transporte do animal deve ser feito em um recipiente ou caixa adequada. Cães e gatos, no entanto, poderão usar apenas guia presa por coleira e, caso necessário, enforcador e focinheira.

Normas e procedimentos próprios devem ser criados por cada unidade hospitalar para organizar o tempo e o local onde serão realizadas as visitas, que precisarão ser agendadas previamente por meio de contato com a administração do hospital.

O projeto voltará ao Plenário da Câmara, para que seja votado pela segunda vez. Caso receba nova aprovação, o PL 57/2018 seguirá para análise do prefeito, que decidirá pela sanção ou pelo veto.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Jornalismo cultural, Notícias

“Ovo vegano” será opção em universidades e hospitais dos EUA

Penetração nesses espaços é resultado de uma parceria com a empresa Sodexo, que atende mais de 75 milhões de consumidores por dia


A startup de alimentos JUST anunciou esta semana que seus produtos estarão disponíveis em universidades, hospitais e cafeterias corporativas nos EUA e no Canadá. A penetração do JUST Egg nesses espaços é resultado de uma parceria com a empresa Sodexo, que atende mais de 75 milhões de consumidores por dia.

(Foto: Divulgação/JUST)

O “ovo vegano” fará parte do cardápio desenvolvido pela Sodexo, que visa reduzir em 34% as emissões de carbono até 2025. Em agosto, a empresa incluiu pratos com carne à base de plantas da Impossible Foods no menu de 1,5 mil cafeterias.

“Os consumidores estão procurando produtos à base de plantas que imitam os alimentos que não estão mais comendo ou que estão tentando consumir menos – por qualquer motivo, seja qualidade de vida, bem-estar animal ou sustentabilidade ambiental”, declarou o diretor de desenvolvimento culinário da Sodexo, Rob Morasco.

Ele acrescentou ainda que o “ovo vegano” da JUST é quase indistinguível do seu equivalente real. “Têm gosto de ovo e pode ser preparado como ovo.” Em 2018, a startup vendeu o equivalente a mais de 20 milhões de ovos.

Em setembro de 2019, o CEO Josh Tetrick fechou uma parceria com a rede Walmart nos EUA, garantindo que o “ovo vegano” fosse comercializado em mais de cinco mil lojas da rede. Com um volume cada vez maior de vendas, o produto é apontado como um indicativo do crescente interesse por alternativas aos alimentos de origem animal.

Antes a JUST já havia anunciado as vendas do produto em 2,1 mil lojas da rede norte-americana Kroger.  Baseado principalmente em proteína isolada de feijão mungo e cúrcuma, o “ovo vegano” foi lançado em agosto de 2018 e vem conquistando o mercado pela semelhança em sabor e textura.

O produto tem a mesma quantidade de proteínas de um ovo de galinha, mas não possui colesterol, exige menos de 77% de água no processo de produção e emite 40% menos gases do efeito estufa, segundo a startup.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Projeto de lei que permite visita de animais em hospitais é aprovado no Guarujá (SP)

Os animais poderão entrar no hospital desde que estejam saudáveis e com a vacinação e higienização em dia


Os vereadores de Guarujá (SP) aprovaram na terça-feira (26) um projeto de lei que permite que animais visitem tutores internados em hospitais públicos do município.

Foto: Divulgação/PUCRS

O objetivo da proposta, de autoria do vereador Nego Walter (PSB), é auxiliar no tratamento dos pacientes, já que a presença dos animais é comprovadamente benéfica e reconhecida pela comunidade médica e pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

A visita dos animais estimula os hormônios que provocam bem-estar, como a ocitocina e o cortisol, gerando benefício para o tratamento dos pacientes. As informações são do Diário do Litoral.

“No Brasil, hospitais renomados já se beneficiam dessa terapia, como o Albert Einstein e o Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas, obtendo ótimos resultados terapêuticos”, destaca Nego Walter.

Para entrar nos hospitais, os animais precisarão estar vacinados e higienizados. Os responsáveis por levá-los às unidades de saúde também terão que apresentar laudo veterinário que ateste que eles estão saudáveis.

Com a aprovação na Câmara, o projeto segue para análise do prefeito Válter Suman (PSB), que decidirá pela sanção ou pelo veto.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cientistas pressionam autoridades a cortar carne e laticínios dos cardápios escolares

Foto: Adobe
Foto: Adobe

Cientistas de várias nacionalidades publicaram uma carta aberta – enviada a prefeitos de todo o mundo – pedindo menos carne e mais alimentos à base de vegetais para serem servidos em cantinas públicas como as disponíveis em escolas e hospitais.

Os 65 cientistas, que vêm de vários países, afirmam que a implementação dessas medidas é necessária “para manter um clima e um planeta seguros para o futuro da humanidade” devido à alta pegada dos produtos de origem animal.

Além disso, eles dizem que colocar mais alimentos à base de vegetais no cardápio pode ajudar a evitar mortes globais por desnutrição.

“Soluções inovadoras”

“Para criar um futuro saudável para os cidadãos e o planeta, hoje pedimos aos prefeitos que reduzam a carne nas refeições servidas nas cantinas públicas e aumentem os alimentos à base de vegetais”, diz a carta, que também destaca o impacto dos danos que a produção de laticínios tem no planeta.

“Os líderes da cidade desempenham um papel crucial no avanço de soluções inovadoras que melhoram o bem-estar dos cidadãos e contribuem para manter um clima e um planeta seguros para as gerações futuras”, diz o texto da carta.

“Uma das formas dessas soluções inovadoras está relacionada às políticas alimentares urbanas, que oferecem opções em que todos saem ganhando para melhorar a saúde pública nos centros urbanos e, ao mesmo tempo, contribuem bastante para reduzir as emissões climáticas, tanto nas áreas rurais quanto nas urbanas”.

“Políticas alimentares”

Os cientistas citam exemplos de prefeitos de cidades que já adotaram esse tipo de política, incluindo o prefeito de Nova York Bill de Blasio e o presidente do bairro do Brooklyn, Eric Adams.

A dupla anunciou recentemente que mais de 1,1 milhão de estudantes terão uma refeição vegetariana toda semana, pois todas as 1.700 escolas públicas de Nova York servirão refeições sem carne toda segunda-feira.

Usando estratégias semelhantes em Lille na França e Veracruz no México, as crianças recebem refeições à base de vegetais e sem carne pelo menos um dia por semana.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Notícias

PL que permite visitas de animais a pacientes hospitalizados é aprovado no RS

A proposta segue agora para análise do governador Eduardo Leite (PSDB), que decidirá pela sanção ou pelo veto


Um projeto de lei, de autoria do deputado estadual Dirceu Franciscon (PTB), que permite a entrada de animais em hospitais privados, públicos, contratados, conveniados ou cadastrados no Sistema Único de Saúde (SUS), foi aprovado nesta terça-feira (1º) pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul (AL-RS).

Foto: Divulgação/PUCRS

A proposta foi encaminhada para análise do governador Eduardo Leite (PSDB), que tem 15 dias de prazo para sancionar ou vetar. As informações são do portal Sul 21.

O projeto de lei 10/2019 exige que a boa condição de saúde do animal e a vacinação em dia sejam atestadas por um veterinário através de um laudo técnico para que o animal possa entrar no hospital. Além disso, cada hospital fica responsável para definir critérios a respeito das visitas.

O autor do projeto considera que a presença dos animais pode ajudar na recuperação dos pacientes. O PL é uma reapresentação do projeto de lei 347/2015, apresentado pela deputada Regina Becker em sua última legislatura.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Câmara de Maringá (PR) aprova projeto que permite entrada de animais em hospitais

A Câmara Municipal de Maringá, no Paraná, aprovou na terça-feira (6), em segunda discussão, um projeto de lei que permite a entrada de animais em hospitais. Foram nove votos favoráveis e três contrários.

O projeto aprovado é um substitutivo ao original, do vereador Flávio Mantovani (PPS), e contém alterações sugeridas por vereadores e representantes de hospitais.

“Alguns aditivos foram acrescentados na lei para aprimorá-la. Há uma certa semelhança da nossa lei com a lei do município de São Paulo, onde tem dado certo a visitação de animais para pacientes internados em hospitais”, afirmou Flávio Mantovani ao portal Maringá Post.

Para que um animal entre no hospital é necessário que um médico veterinário elabore um laudo com até 48 horas de antecedência para atestar a saúde do animal. É preciso também apresentar autorização da equipe de direção do hospital e do setor de infectologia da instituição.

No caso dos hospitais particulares há também a exigência de que a autorização da entrada do animal conste em cláusula do contrato de prestação de serviços médicos.

“Estamos regulamentando e dando condições para que, desde que o médico recomende, a presença do animal contribua no tratamento daquela pessoa”, disse.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Câmara de Araras (SP) aprova projeto que permite entrada de animais em hospitais

A Câmara Municipal de Araras (SP) aprovou um projeto de lei, em votação realizada na segunda-feira (22), que permite a visita de animais a pacientes internados em hospitais da cidade.

Foto: Divulgação/PUCRS

O texto da proposta determina que a visita só poderá ser feita havendo autorização do médico responsável pelo paciente. Além disso, o animal deverá estar com a vacinação em dia e será preciso apresentar um laudo que ateste as boas condições de saúde e de higiene dele.

O projeto estabelece ainda que o animal seja colocado em caixa de transporte adequada. No caso de cachorros e gatos, será necessário o uso de coleira e guia e, se preciso, de focinheira. As informações são do G1.

As normas e procedimentos de visitas, como tempo e local, deverão ser estabelecidas pelos próprios hospitais, seguindo suas políticas internas.

O projeto de lei segue agora para análise do prefeito, que tem 60 dias para optar pela sanção ou pelo veto.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Câmara de Campo Grande (MS) debate liberação da entrada de animais em hospitais

A Câmara Municipal de Campo Grande (MS) realiza nesta terça-feira (25) uma audiência para debater a liberação da entrada de animais para visitas a pacientes internados em hospitais. Tema de um projeto de lei, de autoria do vereador Dr. Cury, o assunto será realizado às 14 horas e foi convocado pela Comissão Permanente de Defesa, Bem-Estar e Direito dos Animais, composta pelos vereadores Veterinário Francisco (presidente), Dr. Cury (vice-presidente), Ayrton Araújo do PT, Fritz e Eduardo Romero.

Foto: Divulgação/PUCRS

A audiência vai debater o assunto com o Conselho Regional de Medicina do Estado de Mato Grosso do Sul – CRM-MS, o Conselho Regional de Medicina Veterinária do Mato Grosso do Sul – CRMV-MS, a Secretaria Municipal de Saúde – SESAU, a Vigilância Sanitária, diretores de hospitais, a Sociedade de Psiquiatria de MS, profissionais da área de saúde mental, estudantes e acadêmicos, protetores de animais e ONGs. As informações são do portal Enfoque MS.

“É estudada e comprovada a influência positiva que os animais têm na saúde humana. Além de serem excelentes companhias, os animais fazem bem à saúde e são verdadeiros protetores e cuidadores. Essa proposta já é realidade em alguns hospitais do Brasil, como o Albert Einstein, em São Paulo e, recentemente foi aprovada pela Assembleia Legislativa do nosso Estado. Acredito que a possibilidade do animal visitar seu tutor no momento de uma enfermidade poderá sim, ajudar na recuperação”, afirmou Dr. Cury.

A proposta prevê autorização para animais entrarem em hospitais públicos. Para isso, eles deverão estar vacinados e higienizados e os tutores terão que apresentar laudo veterinário que comprove que os animais estão saudáveis.

A comissão de infectologia do hospital também terá que autorizar a entrada do animal, assim como o médico responsável pelo paciente. A presença de animais não é permitida, segundo o projeto, nos setores de isolamento, de quimioterapia, de transplante, de assistência a pacientes vítimas de queimaduras, na central de material e esterilização, de unidade de tratamento intensivo – UTI, nas áreas de preparo de medicamentos, na farmácia hospitalar e nas áreas de manipulação, processamento, preparação e armazenamento de alimentos.

As normas e procedimentos para organizar o tempo e o local de permanência dos animais para visitação ficará a cargo dos hospitais.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Vereadores aprovam PL que autoriza entrada de animais em hospitais de Maringá (PR)

O Projeto de Lei n. 15.005/2019, que autoriza a entrada de animais domésticos em hospitais de Maringá (PR), foi aprovado pelos vereadores. Uma emenda à proposta, que estabelece que as visitas devem ter a anuência dos demais pacientes do quarto onde está internado o tutor do animal, também foi aprovada.

(Foto: Getty)

Segundo o autor do projeto, o vereador Flávio Mantovani, leis semelhantes já vigoram em diversas cidades brasileiras. As informações são do portal GMC Online.

“Pesquisas comprovam que a recuperação de pacientes pode ser mais rápida quando recebem visitas de familiares, amigos e de seus animais. Os animais fazem parte da família”, disse Mantovani.

O parlamentar Mário Verri, que apresentou a emenda, em parceria com os parlamentares Altamir Antônio dos Santos e Dr. Jamal, defendeu a proposta. “O que um paciente precisa? De mais alegria, e é isso que o bichinho de estimação trará para quem está internado. Alegria”, afirmou.

O projeto também foi visto com bons olhos pelo vereador Alex Chaves. “Eu também sou procurado por pessoas envolvidas com a causa animal e costumo atuar em conjunto com o vereador Mantovani. Parabenizo pelo pioneirismo em mais uma lei que beneficiará os animais e também seus tutores”, concluiu.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. Doe agora.


 

​Read More