Destaques, Notícias

Filhote exposto em vitrine de pet shop lambe inocentemente cadáver do irmão para tentar acordá-lo

Nos últimos dias, um vídeo gravado na porta da pet shop Pagrati, na capital grega, Atenas, viralizou na internet. Infelizmente, por conter imagens fortes e muito tristes: um filhote de cachorro pequinês, exposto na vitrine da loja, lambia incansavelmente o corpinho de seu irmão, na esperança de acordá-lo. Tão inocente ele era que não pode perceber que, na realidade, seu irmão estava morto e de nada adiantariam as tentativas de ressuscita-lo.

Os dois animais estavam dentro de uma pequena caixa que, de acordo com a imprensa local, não só era apertada demais para os dois, como estava coberta por um jornal onde os animais haviam defecado e urinado. Viviam em condições insalubres e extremamente desconfortáveis. Os ativistas pelos direitos animais da região relataram ainda que o dono da pet shop não permitia a venda de cães ou gatos.

Reprodução | The Daily Mail

As autoridades que visitaram o estabelecimento afirmaram que o estado em que os animais se encontravam não estavam de acordo com os regulamentos locais. Organizações de direitos animais estão trabalhando na aquisição de uma ordem do promotor para que o corpo possa ser examinado, porque o dono da loja se recusa a entregá-lo para que exames forenses sejam executados, e a causa exata da morte possa ser desvendada.

Reprodução | The Daily Mail

Mas a história de maus-tratos envolvendo a Pagrati não é nova. Em junho de 2011, a Federação Pan-helénica de Bem-Estar Animal e Ambiental apresentou uma queixa contra ela e, apesar dela, veterinários empregados pelo órgão administrativo do município de Atenas alegaram que o negócio funcionava de acordo com as regras de bem-estar animal e nada foi feito – nem mesmo uma visita e inspeção do local.

Mesmo com a divulgação do vídeo e a comoção de inúmeras pessoas online, até o presente momento nenhuma punição, seja ela prisão ou multa, foi relatada pelas autoridades. Infelizmente, a ausência de rigidez para resolver casos como este servem apenas como reforço para a ideia de que animais podem ser comercializados e expostos em vitrines como objetos.

Reprodução | The Daily Mail
Reprodução | The Daily Mail

Animais não são mercadoria e não podem ser abandonados, aprisionados e expostos para que pessoas que muitas vezes não estão preparadas para cuidar de uma vida se tornem suas tutoras. Animais domésticos precisam de carinho, amor e atenção, e o cuidado exige responsabilidade e comprometimento.

​Read More