Notícias

Bolsonaro cancela participação em reunião sobre queimadas na Amazônia

O porta-voz do governo, Otavio Rego Barros, afirmou que Bolsonaro não poderá participar da reunião por orientação médica


O presidente Jair Bolsonaro decidiu cancelar sua ida a uma reunião sobre as queimadas na Amazônia na próxima sexta-feira (6) na cidade de Letícia, na Colômbia. Dados do dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) indicam que as queimadas na floresta amazônica quase triplicaram em agosto.

(Adriano Machado/Reuters)

O motivo seria uma nova cirurgia abdominal para a retirada de uma hérnia na barriga. O procedimento está marcado para domingo (8).

“Por orientação médica, o presidente precisará a partir de sexta-feira, entrar em dieta líquida. A consequência disso é praticamente inviabilizar uma viagem a Leticia nesse momento”, informou o porta-voz do governo, Otavio Rego Barros.

Está sendo estudada, segundo Barros, a possibilidade de enviar um substituto ao evento ou postergar a reunião, proposta pelo Peru e pela Colômbia, para que Bolsonaro possa participar.

A reunião tem o objetivo de confirmar a união entre os países na defesa da Amazônia e da soberania nacional do Brasil após discussões entre Bolsonaro e Emmanuel Macron, presidente da França, sobre a internacionalização da floresta amazônica.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Histórias Felizes, Notícias

Gatinha finalmente encontra um lar após passar por eventos trágicos

Foto: Mirror/Reprodução
Foto: Mirror/Reprodução

A gatinha preta, batizada de Harriet chegou os cuidados do Centro de Adoção de Bridgend da Cats Protection depois que uma pessoa a encontrou em seu galpão. Ela tinha acabado de dar à luz. Infelizmente, dos três gatinhos que ela trouxe ao mundo, dois haviam morrido.

Quando a verificação de um microchip que ela tinha no corpo se provou mal sucedida, a equipe dp abrigo deu a ela o nome Harriet e levou-a ao veterinário para um check-up geral de suas condições.

O veterinário notou que ela tinha sinais de infecção e assim a internou para tratamento de emergência. Eles suspeitaram que ela poderia ter a pélvis lesionada e decidiram fazer uma radiografia para investigar. No entanto, o raio-x revelou algo muito mais surpreendente.

Foto: Mirror/Reprodução
Foto: Mirror/Reprodução

Harriet tinha uma hérnia diafragmática: um buraco no diafragma entre a cavidade torácica e o abdome. Como resultado, seus órgãos abdominais estavam em sua cavidade torácica.

Enquanto ela estava sob anestesia geral para a realização do raio-x, a gatinha começou a entrar em estado de insuficiência respiratória e o veterinário rapidamente ligou para a ONG responsável por ela para que eles permitissem a realização de uma cirurgia que potencialmente poderia salvá-la.

Foi uma operação arriscada, mas Harriet venceu as probabilidades e foi além. Ela então teve que passar 48 horas em uma tenda de oxigênio se recuperando.

Foto: Mirror/Reprodução
Foto: Mirror/Reprodução

Durante esse tempo de tensão, o minúsculo gatinho, filhote de Harriet, que se chamava Harry, estava sendo amamentado pelas enfermeiras veterinárias que se asseguraram de que ele estava recebendo todos os nutrientes importantes de que precisava.

Felizmente, depois de alguns dias ele pode se reunir a sua mãe e ela se dedicou totalmente a cuidar dele, apesar de ainda estar se recuperando da cirurgia.

A equipe da Bridgend então começou a procurar para ver se Harriet tinha um tutor, mas quando ninguém a reivindicou, eles iniciaram uma campanha levantar fundos para cobrir os custos de seus elevados gastos veterinários.

Foto: Mirror/Reprodução
Foto: Mirror/Reprodução

Graças a alguns apoiadores muito generosos, eles conseguiram arrecadar incríveis £ 500 e Harriet teve uma recuperação completa.

Quando Harry chegou a oito semanas de idade, ele e sua mãe estavam prontos para encontrar uma família. Felizmente, não demorou muito para que os novos tutores se apresentassem.

Mas nem todos os gatos em situação de rua tem a mesma sorte de Harriet. Muitos morrem nas ruas, de fome, frio ou violência, sem conhecer jamais as alegrias de um lar amoroso.

Não compre, ADOTE

A Cats Protection ajuda cerca de 200 mil gatos por meio da sua rede de abrigos e centros e, para a maioria dos animais, não demora muito a encontrar uma nova casa. A instituição reavalia cerca de 40 mil gatos e gatinhas a cada ano – e nunca coloca um gato saudável “para dormir”.

Funcionando há mais de 30 anos, A ONG expandiu-se para mais de 250 filiais administradas por voluntários e 36 centros médicos em todo o país.

Muitos gatos aguardam por um lar e há muito abrigos e ONGs que promovem feiras de adoção de animais. Animais não são bens para serem comprados, adote um amigo e conheça um tipo de amor único e especial: o incondicional.

Você não vai se arrepender.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA


 

​Read More
Você é o Repórter

Protetoras pedem ajuda para custear cirurgia para cadelinha em São Paulo

Cristiane Scabelli
cristiane.scabelli@gmail.com
Foto: Divulgação

Como se não bastassem os cães que as pessoas abandonam no abrigo da Márcia Melegatti, na quinta-feira , dia primeiro de março, ela se deparou com essa pequenina amarrada a um poste em frente ao prédio em que mora. Ficou desesperada quando viu a quantidade de tumores de mama que ela tem e a “bola” próxima à virilha, que é uma hérnia, conforme nos explicou o veterinário. É perigosíssimo caso seu intestino se desvie para dentro desta hérnia, ela corre risco de morte. Detalhe, ela não é idosa, tem aproximadamente três anos.

Revolta muito o fato de pensar que com certeza a pequena Claire, seu nome agora, foi abandonada por total negligência de seus donos, que após a deixarem chegar neste estágio, não quiseram ter a decência e responsabilidade de dar um tratamento veterinário digno a ela, foi mais fácil se livrar do problema.

Por favor, precisamos de ajuda para pagar a cirurgia da Claire que esta marcada para dia sete de março, mas talvez tenha uma segunda etapa, pois ela não aparenta ter pele suficiente para suturar caso seja feito tudo de uma vez, será retirada toda sua cadeia mamária, a hérnia e será castrada.

Foto: Divulgação

O custo da cirurgia é R$ 500,00. Por favor quem puder colaborar passe um e-mail ou ajude repassando esse pedido, estamos em São Paulo:

Contatos:
Márcia: marciamelegatti@gmail.com
Cristiane: cristiane.scabelli@gmail.com
Marise: marisemendes10@hotmail.com

 

​Read More
Você é o Repórter

Cadela encontrada na rua com tumor e hérnia precisa de ajuda, em SP

Jackeline Nascimento
jackinhaalcantara@hotmail.com

Foto: Divulgação

Encontramos uma cachorra abandonada na rua há duas semanas atrás e percebemos que ela estava mancando. Ficamos com dó e colocamos ela dentro de uma caixa de papelão, quando fomos coloca-la, vimos que ela tinha um tumor e uma hérnia na barriga.

No dia seguinte a levamos em um veterinário que cobrou muito caro (700,00), fora de nossas condições financeiras. Procuramos outro veterinário, que cobrou a metade do preço anterior, mas por esse preço ele pode fazer somente a cirurgia da hérnia.

Rifamos uma cesta de produtos doada pela tia da minha amiga e pagamos a cirurgia, mas o tumor da mama ficou e, em uma semana, ele estourou. Desde então estamos pedindo ajuda.

As pessoas que se sensibilizarem e que puderem nos ajudar, entrem em contato conosco, pois não temos realmente condições de pagar seu tratamento. Se nos conseguimos pagar seu tratamento, nós vamos adotá-la.

Foto: Divulgação

Contato: (11) 2746-3071/ (11) 8478-6525/
(11) 2747-0341/ (11) 3464-3186

​Read More