Notícias

Guardas municipais recebem treinamento para resgatar animais em Campo Grande (MS)

O treinamento foi promovido pela Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) e incluiu 75 agentes


Guardas municipais de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, receberam treinamento para resgatar animais vítimas de maus-tratos e abandono.

Pixabay/TheOtherKev

A especialização dos 75 agentes foi elogiada por protetores de animais. “Será uma soma enorme ter policiais preparados para nos ajudar e garantir também nossa segurança, justiça e respeito”, comentou a protetora Soraia Araújo.

O treinamento foi promovido pela Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) e coordenado pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). As informações são do portal Campo Grande News.

Soraia lembra que é difícil o trabalho de quem resgata animais em situação de risco. “Nós, protetores e membros de ONGs, recebemos diariamente pedidos de ajuda, de madrugada ou a qualquer hora do dia. Estamos todos superlotados e exaustos emocionalmente”, disse.

A presidente da ONG Abrigo dos Bichos, Maria Lúcia Matello, afirmou que a ideia de treinar os guardas é dela.

“Essa ideia de fazer parceria com a prefeitura foi de uma conversa minha com a Decat (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais e Atendimento ao Turista). Mas a delegacia não tem número suficiente de agentes públicos para a demanda, pois eles já atendem outras denúncias de vários tipos, como corte ilegal de árvores, por exemplo”, explicou.

Denúncias de maus-tratos a animais podem ser feitas através do 153. Os resgates, no entanto, ainda não estão sendo feitos pelos guardas por conta da falta dos equipamentos necessários.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Guardas municipais salvam cão com anzol na garganta e o adotam no RJ

Guardas Municipais da Unidade de Ordem Pública (UOP), do Porto Maravilha, no centro do Rio de Janeiro, salvaram um cão que estava com um anzol preso na garganta.

Cão aparece deitado recebendo atendimento na clínica
Cão foi achado na zona portuária com anzol preso na garganta (Foto: Divulgação / GM)

Na tentativa de cessar o sofrimento do animal, os agentes tentaram retirar o anzol da boca do cachorro, mas não tiveram sucesso. Logo, eles resolveram se unir para cada uma fazer uma contribuição em dinheiro para poder, então, levar o animal para receber atendimento veterinário em uma clínica em Manguinhos, localizada na Zona Norte do Rio.

Cão aparece deitado recebendo atendimento com a ajuda dos novos tutores
Os guardas se uniram para levar o cão para uma clínica veterinária (Foto: Divulgação / GM)

Os veterinários suspeitam que o animal tenha ingerido restos de iscas deixadas por pescadores na zona portuária e, assim, teria se machucado. A corporação decidiu adotar o cãozinho, que está se recuperando na base da Guarda Municipal enquanto toma medicamentos.

Cão sendo levado na viatura para seu novo lar com muitos tutores
O cão foi adotado pela corporação e ganhou o codinome F. Lopes (Foto: Divulgação / GM)
​Read More
Notícias

Vídeo: guardas municipais resgatam filhote deixado em porta-malas em Maringá (PR)

03
Divulgação

A Guarda Municipal resgatou um filhote de cachorro abandonado no porta-malas de um carro, na manhã desta quinta-feira (4), na Avenida Brasil, em Maringá. O tutor deixou o cãozinho no veículo por cerca de 2h para ir até uma loja.

Populares ouviram o choro do filhotinho e acionaram a Guarda Municipal, que comprovou os ganidos. Na averiguação do carro, descobriu-se que uma das portas estava aberta, então a equipe puxou o banco traseiro e resgatou o cachorro.

O filhote recebeu água e cerca de meia hora depois, o tutor apareceu. Aparentando ingenuidade, ele declarou que deixou o cãozinho no local para ir com os pais até uma loja.

O cachorrinho tinha sido buscado em Jandaia do Sul e a família se dirigia até São Pedro do Ivaí. Após orientação dos guardas, o animal foi devolvido à família, que prometeu mais cuidado.

Fonte: Massa News

​Read More
Notícias

Guardas municipais do Rio de Janeiro resgatam filhotes de cachorro presos em carro

Divulgação
Divulgação

Dois guardas municipais do Rio de Janeiro resgataram quatro filhotes de cachorro que estavam presos em um carro na manhã desta quarta-feira (13), em Botafogo, na Zona Sul da cidade. Os animais, da raça poddle, têm três meses de idade e ficaram trancados no interior do veículo por sete horas.

Os guardas contaram que o carro exalava mau cheiro. Havia apenas uma pequena abertura em um dos vidros para uma passagem de ar. O interior do automóvel estava forrado com jornais, uma vasilha de leite, uma de ração e vários objetos.

Os agentes chegaram a verificar nos prédios vizinhos se alguém conhecia o proprietário do veículo. Quando estavam se preparando para quebrar o vidro, a tutor dos filhotes apareceu. Ela confessou ter deixado os animais no carro por volta de 1h da manhã por causa da reclamação dos vizinhos.

Os guardas levaram a proprietária do carro e dos animais e a testemunha que fez a denúncia para a 10ª DP (Botafogo), onde a ocorrência foi registrada. Lá, a tutora dos animais se comprometeu a leva-los para um local arejado, em Cabo Frio.

Fonte: G1

​Read More
Você é o Repórter

Preguiça é resgatada na Vila Industrial de Mogi das Cruzes

DJ Beto

dj@djbeto.com.br

Foto: s/c
Foto: Arquivo pessoal Enio R. Carreiro

Esta preguiça (foto) apareceu próximo da via perimetral no bairro da Vila Industrial de Mogi das Cruzes no dia 13 de janeiro deste ano. Por sorte  – e por ajuda de dois guardas municipais – não foi atropelada. Ela foi contida pelos dois homens que passavam por ali e, em seguida, acionaram o Setor de Zoonoses.

Com cuidado, ela foi retirada da parte traseira do veículo da guarda municipal quando se pode notar sua principal característica: a docilidade. Juntando isso aos movimentos lentos, o animal vira presa fácil para caçadores e comerciantes.

O primeiro passo quando uma preguiça é recolhida pelo setor é livrar o animal do stress (mantendo-o pendurado, postura ideal para a espécie) e verificar lesões (se o animal chegar ferido é encaminhado imediatamente ao médico veterinário para avaliação e cuidados).

Para evitar a translocação de animais, esta preguiça foi imediatamente solta no parque Municipal da serra do Itapety, em Mogi das Cruzes, onde outras 16 já foram devolvidas ao habitat pelo setor de Zoonoses.

Curiosidades

A preguiça, ou bicho-preguiça, é um mamífero brasileiro da ordem Xenarthra (anteriormente chamada de Edentata ou Desdentada, a mesma dos tatus e tamanduás). Passando a maior parte do tempo dormindo e de hábitos inusitados: não bebe água e tanto urina quanto defeca apenas a cada 7 ou 8 dias, sempre no chão, próximo à base da árvore em que costuma se alimentar. Com isso, há uma reciclagem dos nutrientes contidos nas folhas ingeridas pelo animal, parcialmente devolvidos á árvore através dos seus dejetos.

Tem grandes garras, responsáveis pela sustentação do animal nos galhos, sua postura normal – não fica em pé e só se sente confortável dependurada. O pelo cresce em sentido diferente dos demais mamíferos,na direção do ventre ao dorso. Esta adaptação se dá ao fato de a preguiça passar quase o tempo todo de cabeça para baixo. O sentido dos pelos ajuda a água da chuva a correr sobre o corpo do animal.

Na hora de comer, a preguiça é muito seletiva: se alimenta apenas de folhas e frutos de poucas árvores da mata Atlântica (preferem a gameleira, a ibiruçu, a tararanga e a embaúba, conhecida como a árvore da preguiça e muito comum na serra do Itapety.

O bicho-preguiça tem, em média, de 60 a 65 centímetros de altura e costuma pesar de 3,5 a 6 quilos. Possue de 8 a 9 vértebras cervicais, o que lhe possibilita girar a cabeça até 270° sem mover o corpo. Ganhou este nome por apresentar movimentos sempre muito lentos e por dormir cerca de 14 horas por dia. Sua temperatura corporal é sempre muito próxima da do ambiente, por isso sendo considerado um animal homeotérmico imperfeito.

Distinguir machos e fêmeas não é difícil – o macho tem, nas costas, um desenho marrom e amarelo que lembra uma flecha. A gestação dura 11 meses e a mãe ainda carrega o filhote pendurado ao pescoço por mais seis ou sete meses.

Apesar de lentas em terra, as preguiças são excelentes nadadoras. Vale lembrar: além de captura e manutenção proibidas, a preguiça jamais viverá como animal doméstico, tendo a morte como fim na maioria dos casos.

Pesquisa: Animais da Mata Atlântica, HELOISA F. WHATELY, 2004 e Sites diversos Texto: Enio R. Carreiro (Beto) – Funcionário da PMMC e Oficial de Controle Animal reconhecido pelo ITEC e WSPA.

​Read More
Notícias

Mais de 470 aves são apreendidas na Grande São Paulo

Mais de 470 aves foram apreendidas em São Paulo neste domingo. Em São Miguel Paulista, o barulho vindo de um carro chamou a atenção de guardas municipais. Dentro do veículo forma achados 400 pássaros e mais de 10 tartarugas amontoados em gaiolas. O dono do veículo não foi encontrado.

Em Guarulhos, na Grande São Paulo, uma denúncia anônima levou a polícia a um galpão onde quatro homens treinavam galos para briga. Setenta e dois galos foram apreendidos, dois deles bastante machucados. No local foram achados biqueiras e remédios que eram dados aos galos para que ficassem mais agressivos. Os quatro form detidos e liberados, pois responderão em liberdade ao crime ambiental.

Fonte: O Globo

​Read More