Notícias

Guarda vai explorar cães para o patrulhamento de ruas em Palmas (TO)

A Guarda Metropolitana de Palmas, no Tocantins, passará a explorar cachorros no patrulhamento das ruas do município. Os animais, da raça pastor belga malinois, foram doados pela Polícia Militar do Distrito Federal.

Cachorros serão explorados em operações policiais (Foto: Divulgação/Prefeitura de Palmas)

Os cães participarão de operações contra o tráfico de drogas, busca de pessoas desaparecidas e perseguição a criminosos em fuga. Com isso, eles não apenas serão forçados a realizar atividades anti-naturais que tem o único propósito de beneficiar seres humanos, como também terão suas vidas colocadas em risco.

Dois cachorros já estão sendo explorados na patrulha. Outros quatro começarão a acompanhar os guardas nas ações a partir de 26 de março. Atualmente, os dois cães tem protegido os agentes e atuado em perseguições, atividades que podem fazer com que eles se machuquem e até mesmo morram.

Um canil foi construído para abrigar os cachorros na sede da Guarda Metropolitana. Os guardas estão sendo submetidos a treinamento e, em março, um grupo de servidores viajará à Brasília para vivenciar uma experiência de campo sobre o assunto. As informações são do portal G1.

Caso seja solicitado, os cachorros poderão fazer parte também das polícias Civil e Militar do Tocantins. Um grupo especializado da PM atualmente treina cachorros para serem explorados em operações em todo o estado.

Nota da Redação: a ANDA repudia a presença de cachorros em operações policiais por entender que, além de terem as vidas colocadas em risco, esses animais são exaustivamente treinados desde filhotes, sendo obrigados a aprender comandos anti-naturais que os impedem de viver de acordo com seus próprios propósitos. Por defender os direitos animais, a ANDA não aprova a exploração de cachorros para benefício humano e entende que eles devem viver livres, realizando atividades que eles mesmos desejarem, sem serem forçados a aprender comandos, executar ações e viver realidades opostas ao que é natural para eles. 

​Read More