Notícias

Marcha pede que maus-tratos a animais seja considerado delito em Guaiaquil

Por Simone Gil Mondavi (da Redação – Argentina)

Foto: Martín Herrera
Foto: Martín Herrera

Neste domingo (17) se realizou uma manifestação em Guaiaquil, no Equador para pedir a inclusão de delitos como abuso aos animais no Código Penal Integral da legislação. Com cartazes e apitos, famílias e ativistas pelos direitos animais se reuniram na praça Vicente Rocafuerte no centro da metrópole. As informações são do El Universo.

Zahyra Jorgge, coordenadora da fundação “Um cão fiel” (“Un perro fiel”), disse que o 30% dos animais em Guaiaquil sofrem alguma forma de abuso, de acordo com dados até o final do ano, das fundações dedicadas ao resgate de animais abandonados.

“O principal delito que há no país é o abandono do animal, porque quando eles são abandonados se reproduzem. Daí começa a aparecer outros cães que moram abandonados e são atingidos”, explicou.

Os representantes da fundação “TEA” (Tratamento Ético para os Animais), uma das associações mais fortes da cidade, e sua equipe de resgate também formaram parte da manifestação. Vários tutores também trouxeram animais para participar do protesto.

“Muitos animais abandonados são envenenados ou são atingidos a propósito. Os animais estão desprotegidos”, disse Daniel Alvarez, tutor de sete gatos.

Com Alvarez, participaram Jorge e Norma Toledo, socorristas de animais que decidiram formar parte da manifestação.
Simultaneamente, as manifestações foram realizadas em Machala e Cuenca, capitais de outras províncias.

​Read More