Destaques, Notícias

Caça às baleias na Noruega será a maior em 25 anos: mais de mil baleias serão mortas

(da Redação)

A Noruega é um dentre apenas três países que desafiam a proibição internacional à caça das baleias, comprometendo a sua reputação como uma nação progressista e civilizada, preocupada como o bem-estar animal. Os próprios dados da Noruega mostram que pelo menos uma em cada cinco baleias vivencia um longo sofrimento, agonizando até a morte. Algumas levam até mais de uma hora para sucumbirem às feridas.

Uma pesquisa de opinião em 2009 apontou que a maioria dos noruegueses considera inaceitável o sofrimento acarretado pela caça às baleias, e que apenas 1% da população consome carne de baleia regularmente.

Baleia é capturada por pequeno navio baleeiro (Foto: Reprodução/Greenpeace)
Baleia é capturada por pequeno navio baleeiro (Foto: Reprodução/Greenpeace)

Apesar disso, a Noruega continua desafiando a proibição à caça de baleias: a cota comercial de abate em 2010 é a maior em 25 anos. O governo alega receber poucas críticas acerca da caça às baleias. É hora de mudar essa situação.

Não fique parado. Faça com que abril seja o mês das baleias, e não de seus caçadores!

Nesse mês, membros de ONGs em prol da defesa animal enviarão um abaixo-assinado ao primeiro-ministro da Noruega exigindo um fim para a caça comercial de baleias. O abaixo-assinado já conta com a assinatura de milhares de noruegueses.

Este vídeo ilustra o sofrimento vivido pelos animais vítimas da brutalidade humana:

httpv://www.youtube.com/watch?v=9RamMyuN52Q

Ajude-nos a mostrar que o mundo está unido aos noruegueses que se importam com a vida dos animais. Assine esta carta, pedindo ao primeiro-ministro da Noruega que atenda à exigência de seus cidadãos, pondo um fim a essa crueldade.

Clique aqui para participar do protesto e assinar a petição.

Com informações do Impacto Rondônia

Nota da Redação: Atrocidades como esta são inconcebíveis. A ganância humana e o desrespeito pelas outras formas de vida que habitam o planeta levarão toda a espécie humana ao pior destino possível: ao sofrimento e à sua própria aniquilação.

​Read More