Notícias

Gisele Bündchen critica decisão de Trump de liberar importação de ”troféus” de elefantes

De acordo com a brasileira, que mora nos Estados Unidos, “nada justifica matar animais inofensivos para usar partes deles como bens, decoração ou troféu”.

Foto: Reprodução/Instagram

A administração republicana derrubou a determinação probitiva criada pelo ex-presidente Barack Obama. Os filhos do presidente Donald Trump, como sustentam diários americanos, praticam a caça e já foram criticados por posar ao lado de animais mortos. Em uma das imagens, Donald Trump Jr ergue um rabo de elefante decepado. Outra mostra ele e o irmão, Eric Trump, com um leopardo morto nos braços.

“Nada justifica matar animais inofensivos para usar suas partes apenas como bens materiais, decoração ou, ainda pior, como troféus, para satisfazer o ego ou orgulho de alguém. Se queremos um futuro melhor, também temos de cuidar da vida selvagem. Se você fere uma espécie, está ferindo a todas, incluindo nós, seres humanos. Somos todos conectados”, destacou Gisele, mulher do do astro do futebol americano, Tom Brady, amigo antigo de Trump.

A agência do governo US Fish and Wildlife Service (USFWS) informou que a importação seria liberada a partir da última sexta-feira (17). A medida só vale para troféus resultantes da caça legalizada de elefantes em dois países da África, não na Tanzânia. Negócios similares com a África do Sul e a Namíbia já eram permitidos. As taxas cobradas na transação seriam revertidas a projetos de proteção de animais ameaçados de extinção.

Fonte: O Globo

​Read More