De olho no planeta, Notícias

Adidas cria campo de futebol americano com 1,8 milhão de garrafas de plástico

O objetivo do uso do plástico foi impedir que ele entrasse no oceano causando poluição da água e a intoxicação dos animais marinhos


Instagram Luther Campbell

Recentemente, a marca esportiva Adidas, construiu um campo de futebol americano com aproximadamente 1,8 milhão de garrafas de plástico. A empresa alemã fabricou o campo partir de garrafas de plástico encontradas em praias e comunidades costeiras, segundo informações da CNN.

James Carney, vice-presidente de estratégia global de marcas da Adidas , declarou à CNN que o objetivo do uso do plástico foi impedir que ele entrasse no oceano causando a poluição da água e a intoxicação dos animais marinhos.

Segundo informações do site Livekindly (4) um campo geralmente é construído com plásticos e borracha virgens. Já este novo campo, foi projetado com plásticos reciclados como preenchimento.

Cameron Collins, diretor de futebol da Adidas na América do Norte, disse em um comunicado: “Acreditamos que, através do esporte, temos o poder de mudar vidas, e esse campo é uma demonstração de nossas ações nessa crença. Mais do que um lugar para esses jovens atletas jogarem, é um lembrete de nossa responsabilidade coletiva de acabar com o lixo plástico”.

Ainda segundo informações do site, o campo foi doado para a escola Miami Edison High School, em Miami (EUA), a uma curta distância do estádio onde o evento musical Super Bowl LIV foi realizado.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Notícias

Seguro de saúde alemão lança guia de nutrição à base de vegetais

O exemplar foi desenvolvido em sociedade entre a empresa de consultoria A’verdis, pela BKK ProVita e pelo Instituto Hospitalar Alemão


Capa do guia de nutrição/Foto: BKK Provita

Recentemente, a companhia alemã de seguros de saúde BKK Provita publicou um guia de nutrição baseado em plantas e destinado a hospitais e unidades de saúde.

O guia foi publicado em parceria com o Instituto Hospitalar Alemão (DKI) e tem por objetivo auxiliar os gerentes de clínicas e profissionais a estabeleceram uma dieta baseada em vegetais, a longo prazo.

De acordo com o site Veg Economist de terça-feira (14), o exemplar foi desenvolvido em sociedade entre a empresa de consultoria A’verdis, pela BKK ProVita e pelo Instituto Hospitalar Alemão, com a colaboração de 30 especialistas, entre eles cozinheiros hospitalares, fornecedores, nutricionistas e gerentes de clínicas.

O guia (acesse o conteúdo aqui), além de fornecer informação e bons argumentos a favor da nutrição vegetal , também explica os benefícios ambientais e à saúde.

“O interesse em nutrição sustentável e saudável está crescendo constantemente entre a população, mas muitas vezes há falta de conhecimento e coragem para abrir novos caminhos na comunidade” declara Karl Blum, membro do conselho, ao Veg Economist.

Andreas Schöfbeck, CEO da BKK ProVita, completa: “Na BKK ProVita, sabemos que a nutrição baseada em vegetais é saudável. Como empresa estatutária de seguro de saúde, estamos comprometidos em tornar essa forma de nutrição mais conhecida e em garantir que o maior número possível de pessoas tenha acesso a ela. Com o novo guia, apoiamos a saúde não apenas dos pacientes, mas também da equipe do hospital no contexto do local de trabalho e da promoção externa da saúde”.

Ainda no ano passado, em uma reportagem publicada pela ANDA, o Canadá adotou uma medida similar a da Alemanha, removendo os laticínios do guia de nutrição nacional, incentivando a dieta vegana. Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2019/01/canada-remove-laticinios-do-guia-de-nutricao-nacional-em-favor-de-dieta-vegana/. Será que a tendência chega em breve ao Brasil? É o que esperamos!


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

 

 

​Read More