Notícias

Gênova autoriza funcionários a levarem cães ao trabalho

Dex Images/CORBIS

Prefeitura de Gênova, na Itália, aprovou uma medida que permite que funcionários públicos da Secretaria de Cultura levem seus animais domésticos para o trabalho.

A informação foi divulgada pela assessora de Cultura da cidade italiana, Elisa Serafini, e já está em vigor. A partir de agora, os animais poderão acompanhar os seus tutores no Palácio Ducale durante todo o horário de expediente. A própria assessora levará seu cachorro, Benji, todos os dias ao escritório.

“Levar o cachorro ao trabalho melhora o clima entre os colegas e estimula os companheiros a não correrem para casa e levarem o cachorro para passear”, disse Serafini. A condição porém, é clara: Eles  não podem causar problemas. Se algum empregado tiver reação alérgica ao animal, ou medo, os cachorros não estão mais autorizados a entrar.

Para Serafini, “a medida torna mais simples a vida de quem adota um cachorro ou outros animais e, em geral, levará a uma maior motivação para a adoção” Em Gênova, as pessoas também podem portar levar seus animais a museus e ao Palazzi dei Rolli.

Fonte: Época

​Read More
Notícias

Animais morrem por vazamento de petróleo em Gênova

Divulgação
Divulgação

As consequências do enorme vazamento de petróleo na cidade de Gênova no último domingo (17) já começam a aparecer. Diversos peixes morreram com o desastre, e as aves que vivem aos arredores dos rios Polcevera e Fegino se encontram em estado de risco.

Dezenas de patos, garças e gansos foram resgatados com graves sintomas de intoxicação pela água poluída. Foi necessário usar produtos neutros para remover o óleo das penas das aves. “É só cruzar os dedos e esperar que o nível de contaminação não seja fatal”, afirmou o vice-presidente da Entidade Nacional para a Proteção dos Animais (Enpa), Massimo Pigoni.

Na última terça-feira (19), a italiana Daniela Filipi salvou 27 patos selvagens que estavam completamente cobertos de petróleo bruto. “13 deles estão bem agora, mas os outros se encontram em estado grave por terem sido expostos à substância”, conta.

Um pato-real coberto de óleo foi resgatado pelo guarda florestal Gian Luigi Termanini no porto de Gênova, onde também foram encontradas diversas espécies de peixes marinhos mortos, confirmando que o petróleo já alcançou o mar. Moradores da região já haviam relatado casos de rãs mortas nas margens dos rios.

Segundo a empresa responsável pelo desastre ambiental, a Iplom, houve a ruptura de uma tubulação enterrada do oleoduto que vai do terminal petrolífero do porto de Gênova até a refinaria de Busalla.

O vento forte está empurrando o óleo cada vez mais rapidamente dos rios para o mar, por isso as autoridades locais tentam acelerar o processo de limpeza. O ministro do Meio Ambiente da Itália, Gianluca Galletti, está acompanhando o caso de perto.

Fonte: Jornal do Brasil

​Read More
Notícias

Policial salva gaivota de congelamento

Por Célia Galesi
Em colaboração para a ANDA

(Foto: Reprodução/La Stampa)

Um policial, quando fazia a sua ronda sobre a ponte do rio Foce, em Gênova (Itália), viu uma gaivota no chão, movendo-se com dificuldade.

Então pegou-a, enrolou-a em seu casaco, levou-a a sua repartição e deu-lhe leite quente com pão.

A ave retomou o seu estado normal e ele a entregou aos voluntários da proteção animal.

 

​Read More
Notícias

Casal russo procura por animal desaparecido na Itália

Foto: Reprodução/RPP

Um casal de milionários russos que perdeu seu cachorro em agosto em um hotel de Gênova, na Itália, está oferecendo uma recompensa de 10 mil euros para quem encontrar seu cão, um Fox Terrier, segundo o jornal local “La Stampa”.

A fortuna do casal vem do setor energético, o que fez com que os dois esperassem um pedido de resgate pelo cão, algo que nunca ocorreu. Sem ouvir notícias, os tutores procuraram o consulado da Rússia em Gênova e logo depois a Embaixada do país na Itália.

Com isso, começou uma investigação envolvendo a “Liga Nacional para a Defesa do Cão”, cujo presidente, Pierluigi Castelli, disse que interrogaram até mesmo mendigos da cidade.

O cachorro conhecido como Johnny foi visto pela última vez no Grand Hotel Savoia, local que se declara “amigo dos cães” e que possui serviços especiais para os animais.

Fonte: Jornal Floripa

​Read More