Notícias

Gato-do-mato é resgatado após ser atropelado em São Paulo

Foto: Prefeitura de Bertioga

Um gato-do-mato foi resgatado na madrugada do último domingo, 29, pela Diretoria de Operações Ambientais (DOA), após ser atropelado por um carro na rodovia Mogi-Bertioga, em São Paulo. O animal, que estava ferido e bastante assustado, foi encaminhado para a ONG Full Forest & Ocean após o resgate.

Segundo a veterinária Rafaela Cassaniga, o gato pertence à família leopardus tigrinus, que é bem rara no Brasil. “Assim que ela estiver melhor vamos realizar um raio-x para comprovar a espécie, mas tudo indica que seja um animal que está em extinção”, afirma a médica.

De acordo com Rafaela, apesar do sério ferimento na cabeça, o animal se recupera bem. “O gato-do-mato sofreu um trauma crânio encefálico, mas, já está recendo os medicamentos específicos e vitaminas para melhorar. A fêmea não está com lesão na coluna e nem nos membros e respira bem”, explica a veterinária.

Nelson Castro, diretor do DOA, afirma que a preocupação com a recuperação do animal é grande, ainda mais sabendo se tratar de um animal raro em risco: “Nos dedicamos para cuidar de todos os animais que resgatamos, esse ainda mais, por estar na lista de extinção. Vamos dar toda atenção e cuidado necessário para devolver o gato à natureza”.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Notícias

Filhote de gato-do-mato é resgatado em estrada vicinal em Goiás

Um filhote de gato-do-mato foi resgatado em Porangatu, em Goiás. O animal silvestre estava perdido em uma estrada vicinal e foi encontrado por um homem, que acionou o Corpo de Bombeiros. O caso aconteceu na segunda-feira (12).

Após ser resgatado, o animal foi levado para uma clínica veterinária. Ele é macho e não estava ferido. As informações são do portal G1.

Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

O veterinário Sebastião José de Carvalho Júnior examinou o filhote e concluiu que ele deve ter aproximadamente 45 dias. A suspeita do profissional é que o gato tenha se perdido da mãe ou sido abandonado por ela – o que geralmente acontece quando nasce mais de um filhote.

Num primeiro momento, os bombeiros acreditaram que se tratava de um filhote de jaguatirica. Mas após contato com um profissional do Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), em Goiânia, chegou a confirmação de que o filhote é um gato-do-mato.

“O filhote está bem. Já tem os dentinhos bem grandes. Acredito que ele já tenha uns 45 dias e está se alimentando direitinho. Ele está comendo sachê de comida para gato”, contou Sebastião.

O veterinário contou que nunca tinha visto de perto um animal dessa espécie. “Uma vez os bombeiros trouxeram uma jaguatirica que tinha sido atropelada, mas ela não resistiu. O gato deve ficar mais um dia aqui na clínica e depois o secretário de meio ambiente de Porangatu vai encaminhar o animal para o Cetas, em Goiânia”, afirmou.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Ameaçado de extinção, gato do mato é encontrado morto em rodovia de Serra Negra

Espécie está na lista nacional de extinção, segundo analista ambiental do ICMBIO.

Gato do mato é encontrado morto na Rodovia SP 105 | Foto: Charles Lindbergh Leda

Gato do mato é encontrado morto na Rodovia SP 105 | Foto: Charles Lindbergh Leda

Um ciclista encontrou um gato do mato morto na beira da Rodovia SP-105, em Serra Negra (SP). De acordo com a analista ambiental do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO), Márcia Gonçalves Rodrigues, o animal está na lista nacional de espécies em extinção.

Segundo o ciclista, ele estava com um grupo de amigos quando encontrou o gato do mato já morto. Eles retiraram o corpo do animal da via. A Polícia Rodoviária e a Polícia Ambiental não foram acionadas.

De acordo com Márcia, que também é coordenadora do Corredor das Onças, a ocorrência de mortes por atropelamento é muito comum, já que a espécie se agrupa em canaviais próximos às rodovias.

A profissional ainda acrescentou que a concessionária da via é a responsável por retirar o animal, e o recomendável é encaminhar o corpo para centros de pesquisa acadêmica.

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Globo é multada em R$ 1,65 milhão por perder animal em gravação de minissérie

A Globo foi condenada a pagar R$ 1,65 milhão por ter perdido um gato-do-mato, espécie em extinção, que havia sido retirado temporariamente da ONG Mata Ciliar, de Jundiaí (SP), para a gravação da minissérie “A Muralha”, em janeiro de 2000.

(Foto: Divulgação / Imagem Ilustrativa)

Na época, dois animais a espécie foram levados para a emissora a pedido do Ibama, que viu relevância histórica na produção. Apenas um foi devolvido. A Globo fez buscas mas não encontrou o outro.

A ação foi movida pelo Ministério Público de São Paulo. A emissora tentou dois recursos, um no Tribunal de Justiça de SP, outro no Superior Tribunal de Justiça, sem sucesso. O valor já foi pago.

Procurada, a Globo afirma que não comenta processos.

Fonte: Folha de S. Paulo

​Read More
Notícias

Gato-do-mato e muitas aves encontram abrigo em Ilha Grande, no Rio

Pesquisadores comprovaram a existência de algumas espécies dificeis de avistar. (Foto: Toni Mendes/TG)

No litoral sul Rio de Janeiro, a Ilha Grande é símbolo de conservação e abriga grande diversidade de espécies. Este território onde a Mata Atlântica predomina, sofreu agressões no período imperial com a expansão da cana-de-açúcar e do café. Aos poucos, porém, a área degradada se recuperou.

Para que a preservação fosse garantida, a ilha tornou-se reserva e cada vez mais surpreende os pesquisadores com a multiplicação da vida e pelas espécies que nela habitam.

Na praia de Dois Rios, há um campus da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e o Centro de Estudos Ambientais e Desenvolvimento Sustentável (CEADS). A sede reúne estudantes em pesquisas de várias áreas, mas é na floresta e no mar que os biólogos encontram ambientes ideais para estudos.

Com o auxílio de câmeras automáticas, pesquisadores comprovaram a existência de alguns moradores da floresta que não são fáceis de avistar. Desde pequenos roedores, a mamíferos maiores como a cotia, paca e esquilo foram registrados pelo equipamento. Quem chamou a atenção dos pesquisadores, porém, foi o gato-do-mato, felino que está no topo da cadeia alimentar.

Em trechos curtos de rio é possível notar a presença peixes marinhos e também de siris.

Durante a madrugada, a equipe do Terra da Gente acompanhou o trabalho de biólogos no anilhamento de aves silvestres. Entre as espécies encontradas está o chupa-dente-de-máscara-negra, espécie endêmica da Mata Atlântica. À noite, a busca é pelos morcegos. Cerca de 40 espécies diferentes foram catalogadas na ilha.

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Vídeo viraliza ao mostrar caçador exibindo gato-do-mato após matá-lo

Um vídeo viralizou nas redes sociais ao mostrar um homem, que até o momento não foi identificado, exibindo o corpo de um gato-do-mato que ele havia acabado de matar. As imagens já foram vistas por mais de um milhão de pessoas.

O caso aconteceu em Santa Cruz do Capibaribe, cidade do agreste pernambucano que tem cerca de 100 mil habitantes.

Os internautas criticaram a atitude do caçador. “Pode esperar que sua punição está próxima”, disse um deles. “Ignorante! Ainda acha bonito matar”, afirmou outro. Nos comentários, os usuários do Facebook lembraram ainda que o homem cometeu crime ambiental, conforme o Artigo 29 da Lei 9.605/1998. A penalidade da infração é de detenção de seis meses a um ano e multa.

Confira o vídeo abaixo:

​Read More
Notícias

Gato-do-mato ferido é resgatado em Salesópolis (SP)

Gato se feriu com arame de galinheiro e será solto perto do local onde foi encontrado em Salesópolis (Foto: Reprodução/TV Diário)

A Polícia Ambiental resgatou um Gato-do-mato Maracajá, em Salesópolis, município de São Paulo.

Os policiais foram chamados pelo dono de um sítio. O animal estava ferido pois havia ficado preso dentro de um galinheiro.

O gato-do-mato foi levado para um médico veterinário e depois será encaminhado para o Centro de Recuperação de Animais Silvestres. Ele será solto perto do local onde foi encontrado.

​Read More
Notícias

Gato-do-mato é resgatado em Caraguatatuba (SP)

Gato-do-mato é encontrado dentro de casa em Caraguatatuba (Foto: Divulgação/Polícia Ambiental)

Um gato-do-mato foi resgatado pelos bombeiros depois de aparecer em uma casa na cidade de Caraguatatuba (SP). O felino adulto é de espécie similar à jaguatirica, mas de menor porte.

O animal foi visto pelos moradores do bairro, que chamaram o Corpo de Bombeiros e a Polícia Ambiental. O gato estava saudável e foi solto no Parque Estadual da Serra do Mar.

(Foto: Divulgação/Polícia Ambiental)

​Read More
Gato-do-mato atropelado
Notícias

Gato-do-mato é atropelado e morto em Várzea Paulista (SP)

Gato-do-mato atropelado
Foto: Reprodução/Jundiaí Agora

Várzea conta com uma grande reserva ambiental, a Serra do Mursa. Na administração passada, o Executivo conseguiu aprovar lei liberando loteamentos na área. Ativistas afirmam que o número de animais mortos na cidade aumentou bastante após a aprovação da lei.

A reportagem está checando informação de que a Prefeitura de Várzea Paulista não teria convênio com a Associação Mata Ciliar que cuida de animais feridos e capturados em toda região.

Fonte: Jundiaí Agora

​Read More
Notícias

Gato-do-mato e macaco bugio passam por tratamento em Cubatão (SP)

Animais passam por tratamento
Gato-do-mato tem cerca de 45 dias (Foto:Divulgação)

O gato-do-mato tem pouco mais de 40 dias e foi encontrado em Itanhaém em um terreno de uma escola.

Na unidade, ele ainda está mamando, mas como alguns dentes estão nascendo, ele já está recebendo os primeiros alimentos sólidos.O animal será vacinado nos próximos dias.

O Ceptas buscará um local que faça sua reabilitação à natureza.

Animais passam por tratamento
Macaco bugio vivia em cativeiro e não se adaptará novamente à natureza (Foto: Divulgação)

Já o bugio foi encontrado durante uma vistoria. O animal era mantido ilegalmente em cativeiro, em uma casa em Santos. Ele é macho e tem cerca de 4 anos.

Por ter ficado preso, não se adaptará novamente à natureza.

O Ceptas orienta que ao encontrar um animal selvagem, o procedimento correto é entrar em contato com a Polícia Ambiental pelo telefone 3358-4669. É crime ambiental manejar ou manter um animal selvagem sem autorização.

Fonte: A Tribuna

​Read More
Notícias

Gato-do-mato é resgatado na área urbana de Ponta Grossa (PR)

Polícia Ambiental captura gato-do-mato em casa no Núcleo Rio Verde, em Ponta Grossa, PR
Polícia Ambiental resgata gato-do-mato em casa no Núcleo Rio Verde, em Ponta Grossa | Foto: Reprodução G1

No interior de uma casa em Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais do Paraná, um gato-do-mato adulto foi encontrado pela Polícia Ambiental.

De acordo com a proprietária da casa, a aposentada Gilda Silva de Oliveira, o animal silvestre estava escondido em uma parte da casa que está em obras. O caso ocorreu no Núcleo Rio Verde.

A cunhada da mulher cutucou o animal com uma vassoura ao achar que se tratava de um gato doméstico, como conta a aposentada. “Quando passei, achei que era um gato. A minha cunhada cutucou com uma vassoura e ele rosnou. Aí, eu falei que não era gato, porque gato ia sair. E ele ficou ali, rosnando, querendo pular na gente”. Depois de resgatado, o animal foi levado para o Reserva Biológica das Araucárias e solto.

Da espécie Felis tigrina, o gato-do-mato é conhecido como o menor gato selvagem da América do Sul e sua estrutura corporal se assemelha bastante à do gato doméstico. O peso pode variar entre 2 e 3 kg, com o comprimento total encontrando-se entre 60 e 85 cm. O padrão de coloração da pelagem é similar ao da jaguatirica e ao do gato-maracajá, com presença de estrias transversais escuras na cauda e rosetas com manchas escuras circulares na porção lateral do corpo.

A caça tem sido uma das principais causas da redução das populações de gato-do-mato, especialmente em áreas onde espécies de maior porte já foram extinguidas. O processo de desmatamento de florestas na região da Floresta Atlântica contribuiu para o quase total desaparecimento da espécie neste bioma. No Brasil, além da floresta amazônica está presente na maioria dos ecossistemas, desde a Floresta Atlântica na região nordeste até os pampas gaúchos.

 

​Read More
Notícias

Gato-do-mato é resgatado de árvore em cemitério em Mato Grosso

Gato-do-mato foi resgatado de cemitério em Alta
Floresta. (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)

Um gato-do-mato foi resgatado por bombeiros quando estava numa árvore num cemitério em Alta Floresta, a 800 km de Cuiabá. Um funcionário do local chamou o resgate porque pensou que se tratava de uma onça. O animal passa bem e deverá ser devolvido à natureza.

Os bombeiros chegaram ao cemitério por volta das 9h20, informou o sargento Ailton de Moraes. “Fomos informados inicialmente de que se tratava de uma onça. Uma equipe foi para lá e constatou que não era”, disse.

Para o resgate, os bombeiros usaram uma escada e um instrumento chamado cambão, próprio para captura de animais.

O bombeiro que subiu na árvore, ao perceber que o gato-do-mato estava numa altura de aproximadamente dois metros, balançou o galho e derrubou o animal, que caiu em cima de uma roupa de proteção específica para amortecer a queda.

O gato-do-mato foi então resgatado e colocado em uma jaula e levado à sede dos bombeiros no município. Funcionários do Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente) estiveram no local e constataram que ele está bem. Segundo eles, trata-se de um animal praticamente adulto.

Segundo o sargento Moraes, o animal deverá ser solto na natureza em breve.

Fonte: G1

​Read More