Notícias

Garis salvam vida de cãozinho “jogado fora” junto com lixo em Curitiba (PR)

Divulgação
Divulgação

Em meio a uma coleta de lixo que deveria ser normal, algo diferente aconteceu para garis da Cavo, no bairro Cajuru, em Curitiba, no fim da semana passada. Garis correndo, sacos e sacolas carregados, jogados no caminhão de lixo e, de repente, latidos desesperados. Inacreditavelmente, um cãozinho estava amarrado dentro de uma sacola junto com os entulhos a serem recolhidos, pedindo por socorro.

“Foi por muito pouco, mas a nossa equipe de garis resgatou o animalzinho a tempo, são e salvo. Uma história que começou de forma tão triste, teve um final feliz. Uma proprietária de um pet shop, sensibilizada pelo acontecimento, aceitou o assustado animalzinho (para adoção ou doação)”, disse a assessoria de imprensa do Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio e Conservação de Curitiba (Siemaco).

Com muita gratidão, o cãozinho abanou o rabo para os garis em forma de agradecimento. “Parabéns garis! Em um mundo aonde algumas pessoas demonstram tamanho descaso com uma vida, vocês, ao contrário, nos mostram o lado mais bonito de seres realmente humanos”, afirmou a assessoria do Siemaco.

Fonte: Banda B

​Read More
Home [Destaque N2], Notícias

Garis encontram filhotes de cachorro dentro de saco de lixo

Filhotes foram salvos do compactador de lixo do caminhão (Foto: Samae/Divulgação)
Filhotes foram salvos do compactador de lixo do caminhão (Foto: Samae/Divulgação)

Abandonados dentro de um saco, dois filhotes de cachorro foram encontrados por garis de Blumenau, no Vale do Itajaí, na madrugada desta terça-feira (4). Os animais chegaram a ser colocados dentro do caminhão, que tinha compactador, mas os trabalhadores ouviram os gemidos dos cães e conseguiram salvá-los.

Os filhotes estavam dentro de um saco, junto com o lixo deixado na calçada, de acordo com o gerente de Resíduos Sólidos do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto de Blumenau (Samae), João Carlos Franceschi. Os funcionários recolheram a sacola com os cachorros e colocaram no caminhão. Por sorte, os trabalhadores ouviram os gemidos dos animais antes que o saco chegasse ao compactador do veículo.

Rapidamente, os funcionários pegaram a sacola e retiraram os dois cães. Eles foram colocados dentro de uma caixa de papelão e transportados na cabine do caminhão até o Samae. De acordo com Franceschi, os animais são dois machos e têm de 50 a 60 dias de idade. Depois de serem tirados do caminhão, os filhotes foram alimentados.

cachorrosencontradosnolixoblumenaucaixa2Na manhã desta terça, foi encontrada uma pessoa para adotar os cachorros. Franceschi contou que o funcionário de uma empresa terceirizada foi a Central de Resíduos Sólidos do Samae por causa do trabalho e viu os filhotes. Ele, então, decidiu adotá-los. “Ele tem dois filhos pequenos, vai presenteá-los”, detalhou. O funcionário afirmou que irá buscar os cães na tarde desta terça.

Abandono recorrente

Animais abandonados em sacos de lixo não são novidade para o Samae. Segundo João Carlos Franceschi, nove deles foram resgatados pelos funcionários da empresa no ano passado e colocados para adoção. Eles são colocados em sacolas para serem levados pela coleta de lixo ou abandonados na estação do Samae localizada no bairro Salto do Norte.

Devido a essa recorrência, os servidores já conhecem pessoas que gostam de animais e ajudam nesses casos. Os funcionários já se juntaram para pagar castração e atendimento veterinário, contou Franceschi. Em seguida, os animais recolhidos são encaminhados para adoção.

Fonte: G1

 

​Read More
Notícias

Comlurb totaliza 86,8 toneladas de peixes mortos na Lagoa

Subiu para 86,8 toneladas a quantidade de peixes mortos recolhidos da Lagoa Rodrigo de Freitas. O número foi divulgado pela Comlurb (Companhia Municipal de Limpeza Urbana) no final da tarde desta segunda-feira, na conclusão dos trabalhos de emergência.

Para evitar que os peixes mortos chegassem às praias, a companhia instalou duas telas, uma na entrada do Jardim de Alah e outra na ponte do Clube Caiçaras. Os garis realizam agora e retirada de pequenas quantidades de peixes mortos que restaram em alguns pontos da orla e do manguezal.

 Fonte: O Globo

​Read More