Notícias

Autoridades resgatam 69 animais vítimas de maus-tratos em residência

Cerca de 69 animais foram resgatados em uma residência do bairro de Alhos Vedros em Montijo, Portugal. O resgate foi feito pelo Núcleo de Proteção Ambiental da Guarda Nacional Republicana (GNR).

Foram encontrados 68 animais, entre eles 43 cães, 25 gatos e 1 pássaro da espécie gaio-comum, que foi entregue para o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) da Reserva Natural do Estuário do Tejo (RNET), em Alcochete.

Um cachorro acorrentado muito assustado em um local insalubre
Um pássaro gaio comum (espécie protegida) foi encontrado no local

Os cães e gatos foram encaminhados para o Centro de Recolha Oficial do Barreiro e Moita para acolhimento e assistência médico-veterinária. Depois de tratados, os animais permanecerão no local até uma decisão judicial decidir se serão levados para adoção.

De acordo com o comunicado da GNR, a residência em causa já tinha sido alvo de algumas denúncias e fiscalizada por várias entidades. Mesmo depois das ocorrências, verificou-se um “agravamento das condições de bem-estar animal, salubridade pública e eventualmente maus-tratos”.

Além do Núcleo de Protecção Ambiental da GNR do Montijo, a busca domiciliária teve a participação de elementos da Autoridade Veterinária Municipal do Montijo, apoiados por médicos veterinários do Barreiro e da Moita, uma técnica de saúde e uma psicóloga, ambas da Câmara Municipal da Moita.

Janaína Fernandes | Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

​Read More