Destaques

Jogo de fliperama com garra de metal para pegar objetos usa cães reais como prêmios

Foto: Metro UK
Foto: Metro UK

O vídeo que mostra os cães vivos dentro de uma máquina com uma garra de metal sobre eles causou revolta nos usuários das redes sociais e avalanches de pedidos às autoridades chinesas para que agissem com urgência.

As imagens são de qualidade ruim, porém impactantes e apesar de durarem apenas alguns segundos, são o suficiente para que os expectadores tomem consciência da cena e compreendam o que se passa.

O jogo de fliperama tradicional (sem animais) com as garras de metal é popular no mundo todo, mediante uma ficha os jogadores ganham a oportunidade de “tentar” a sorte, mas em sua forma original os produtos apresentados são ursinhos de pelúcia, celulares ou outros produtos que possam despertar o desejo dos jogadores. Jamais vidas.

Ativistas que atuam em defesa dos direitos animais também expressaram sua indignação com as imagens.

As condições em que são mantidos os animais permanecem um mistério, sem água ou comida aparentes, ventilação adequada ou mesmo por quanto tempo os cães ficam dentro do fliperama permanecem um mistério.

Não está claro onde o vídeo foi filmado, mas as imagens foram compartilhado online pelo respeitado biólogo Daniel Schneider.

Ele disse ao jornal Mirror Online que as imagens foram enviadas para ele, mas ele já viu “jogos semelhantes” outras vezes.

No vídeo, um homem pode ser visto se curvando e pegando um cachorro vivo – embora não esteja claro se foi a ação ocorreu como resultado de um “prêmio” oferecido pela máquina.

Depois de ver o clipe, que supostamente foi filmado na China, Elisa Allen, diretora da ONG que atua em defesa dos animais, PETA, descreveu-o como uma “questão de vida ou morte”.

Ela disse: “Os animais não são brinquedos descartáveis, e a PETA pede às autoridades chinesas que examinem este vídeo com urgência – se os cães são reais, não é um jogo de fliperama arcade inofensivo, mas uma questão de vida ou morte.

“Animais vivos – incluindo lagostas, tartarugas e caranguejos – são comumente vendidos em máquinas de garra em toda a China.

“Eles podem ser facilmente feridos por serem descartados repetidamente, e alguns foram deixados para suportar uma dolorosa morte por desidratação ou fome”.

Em 2017, a TV chinesa Chung Tien TV alegou que gatos vivos estavam sendo usados como prêmios em máquinas similares.

Literalmente os criadores desse cenário criminoso estão brincando com a vida desses animais. Exibidos como produtos eles correm o risco de ficar por horas presos, sabe-se lá em que condições, expostos a condições cruéis, sem comida ou água e fazendo suas necessidades dentro do brinquedo.

Precificados com valor de uma ficha e explorados por dinheiro, os cães que parecem jovens e confusos, sem poder se mexer ou sair das instalações onde se encontram.

É realmente triste e desalentador que algum ser humano considere esse ato covarde de violência uma forma de diversão.

​Read More