Notícias

Atleta recordista mundial dá dicas de como se tornar vegano

Foto: Pinterest
Foto: Pinterest

A atleta bateu quatro recordes mundiais do Guinness (Livro de Recordes) por corridas e ultramaratonas e quase sozinha cuidou de 500 animais no santuário de Tower Hill Stables, isso tudo apesar de ter apenas uma rótula no joelho e ser avisada quando adolescente, que nunca voltaria a andar.

Aqui as principais dicas da campeã e recordista para aqueles que vão participar do Veganuary 2020, e que estão explorando o veganismo como uma opção de estilo de vida saudável que beneficia pessoas, o planeta e os animais.

Lembre-se por que você quer experimentar o veganismo

Eu acho que o mais importante é sempre lembrar por que você está se tornando vegano. O que despertou seu interesse pelo veganismo e por que você está dando esse passo adiante em sua vida?

Talvez seja interessante escrever o motivo em um pedaço de papel ou em algum lugar de destaque em sua casa, para que, no improvável evento de renúncia de seu compromisso, a mensagem esteja sempre à mão. E com isso, a resposta para as perguntas que você fez, que o levaram a comprometer-se a tentar o veganismo em primeiro lugar.

Mas, em vez de sempre procurar recriar o gosto que você teve, sugiro que você adapte esse desejo e tente algo completamente diferente. Afinal, quem quer ser a pessoa que vai para viajar para o exterior e come batatas o dia todo?.

Foto: Facebook
Foto: Facebook

Pense no veganismo como uma aventura em um mundo desconhecido, com benefícios incalculáveis e novas experiências emocionantes. Existem milhares de receitas veganas disponíveis on-line (inscrever-se no Veganuary.com é um bom ponto de partida) para ajudá-lo a explorar novos alimentos ou ideias de refeições que você nunca pensou em experimentar antes de se tornar vegano.

Mantenha o foco em sua jornada

Crie e alimente um diário ou um caderno de notas sobre o que você come e o que funciona para você em termos de gosto e níveis de energia.

Seu corpo e seu paladar levarão tempo para se adaptar, portanto vale a pena documentar seu progresso com o passar das semanas, para que você tenha algo para comparar e criar referências. Isso também ajudará você a recriar seus pratos veganos favoritos.

Pesquise os benefícios do veganismo

Use o tempo para fazer pesquisas, assista aos muitos documentários que traçam os aspectos positivos do veganismo de muitas perspectivas – saúde, crise climática, bem-estar animal e justiça social.

Foto: Pinterest
Foto: Pinterest

Algumas opções incluem What the Health, Cowspiracy e Earthlings, Game Changers que estão disponíveis on-line ou por meio de serviços populares de streaming. Você pode começar se tornando vegano com o Veganuary por vários motivos, mas quando a campanha chegar ao final você terá um novo e mais amplo espectro de informações e perspectivas a considerar.

Procure outros veganos

Torne-se interativo com outras pessoas que estão seguindo essa mesma jornada, juntando-se aos muitos grupos de mídia social e fóruns cheios de pessoas como você passando pelos mesmos altos e baixos, desejos e sentimentos.

Foto: Pinterest
Foto: Pinterest

O apoio de outras pessoas é sempre um grande motivador e inspiração, e não se sentir sozinho pode ser muito fortalecedor quando você se sentir fraco ou sem direção e compromisso.

Divirta-se

Aproveite todo o processo de se tornar vegano – não olhe para o que você “não pode” comer, pense nessas coisas como o que você realmente não quer mais em sua vida.

Você “poderia” comer os produtos que está cortando, mas não os escolhe por opção própria para fazer parte de sua vida. Veja isso como uma experiência libertadora, não apenas com benefícios para si mesmo, mas também para o planeta e aqueles que residem nele como um todo.

Se as pessoas tentarem desacreditar ou questionar sua escolha de fazer parte dessa experiência, use-a como uma oportunidade para educá-las sobre o motivo de sua participação – você pode até pedir que elas se juntem a você!

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Você é o Repórter

Fiona, boxer idosa, procura nova família em São Paulo (SP)

Ana Ramos
merinramos7@gmail.com

A linda cachorrinha da imagem se chama Fiona. Ela foi resgatada após ter sido abandonada por um carro em São Paulo, mas estava com a saúde bem prejudicada. Fiona tinha tumores em suas mamas, estava anêmica , desnutrida e com problema nos olhos.

Sua recuperação foi lenta, pois é uma cadela idosa e foi submetida a duas cirurgias, castração e retiração das cadeias mamárias. Ela foi vacinada e vermifugada. Apesar de ter cerca de 10 anos, Fiona é uma boxer bastante ativa e hoje só usa colírios para o seu pequeno problema nos olhos: ela tem baixa produção de lágrimas.

A cachorrinha é extremamente dócil com pessoas, só não se dá muito bem com outros cães e gatos. Agora ela está à procura de um novo lar que a acolha como merece. Quem puder adotá-la, entre em contato com a Fulvia ou a Abigail por telefone.

Divulgação
Divulgação

Contato:
Fulvia: (11) 93147-3557
Abigail: (11) 93148-2222

​Read More
Notícias

Gata sobrevive depois de ficar presa em telhado

Por Natalia Cesana (da Redação)

Créditos Foto: Cindy Goodman

A gatinha Fiona ainda possui seis das sete vidas que tem, pois conseguiu sobreviver depois de ficar mais de um mês presa dentro do telhado de uma escola secundária em North Vancouver, no Canadá, segundo informou o jornal North Shore News.

A felina, de sete anos de idade, foi resgatada por construtores na semana passada depois que a equipe que trabalhava na nova ala de acesso da escola ouviu um miado vindo de uma estrutura adjacente. Eles encontraram a gata presa dentro de uma área para drenagem, impossibilitada de sair sozinha. A gata estava magra e suja, mas viva.

O Departamento de Controle Animal da cidade de North Vancouver levou o animal a um hospital veterinário. “Ela estava faminta e completamente coberta de sujeira, mas estava ronronando”, disse a veterinária Janice Crook.

A gata, batizada de Fiona pelos funcionários da clínica, estava com deficiências no fígado, uma condição que acomete os felinos depois que eles ficam cinco ou mais dias sem comer. “Parece que ela teve acesso a uma fonte de água, apesar do tempo seco. Sem isso, ela não teria sobrevivido tanto tempo”, disse Janice.

Inicialmente, Fiona tinha 50%, 55% de chance de sobreviver. Ao longo da semana, uma funcionária do hospital levou a gatinha para casa, a alimentou de meia em meia hora e a observou atentamente. Em poucos dias, ela reanimou o animal.

“A gata não conseguia levantar a cabeça e meus técnicos acharam que ela não iria sobreviver. Agora ela come sozinha e vem conversar com a gente”, contou a veterinária. A situação do fígado começou até a ser revertida.

Não está claro quanto tempo o gato ficou preso, mas Janice acha que a provação toda durou um mês. Agora a veterinária espera que Fiona volte para seus tutores.

A gata tem uma marca em uma orelha, o que sugere que ela já teve uma casa antes de ficar presa na escola. O número está parcialmente legível, porém a clínica não está conseguindo determinar quem é o animal registrado. “Tenho certeza que há uma família por aí se perguntando o que aconteceu com esta gata”, disse a veterinária.

​Read More
Você é o Repórter

Gata filhote muito carinhosa aguarda um novo lar em SP

Maria Paula Teixeira de Godoi
godoi.mpaula@gmail.com

Resgatei essa gatinha de 5 meses, ela foi adotada e devolvida. Ela está agora na Veterinária onde trato meus cães.

O nome dela é Fiona, já está castrada, vermifugada e vacinada. É muito mansa, quando a gente passa pela gaiola ela estica a patinha para pedir carinho.

Ela precisa de adoção, porque ela pede colo, carinho, tudo o que ela precisa é um lar e está vivendo presa em uma gaiola.

Contato: Paula – godoi.mpaula@gmail.com.

​Read More
Você é o Repórter

Cadela cocker de 2 anos aguarda adoção na zona sul de SP

Igor Soler
igor_soler@hotmail.com

Fiona é uma linda cocker que foi resgatada das ruas no Jabaquara (zona sul de SP), e agora aguarda um ótimo adotante.

Muito dócil, carinhosa e calma. Tem em torno de 2 anos no máximo, está castrada e vermifugada.

Caso alguém se interessar por essa linda menina, favor entrar em contato comigo. Estamos no Jabaquara, zona sul de São Paulo.

Contato:

Igor Soler
(11) 7619-0513
(11) 5565-4594

​Read More