Notícias

Festival vegano será realizado neste domingo em Belo Horizonte (MG)

A primeira edição do festival Paraíso Veg será realizada neste domingo (9), das 11 às 18h, no bairro Paraíso, em Belo Horizonte (MG). O evento deve reunir expositores das áreas de gastronomia, artesanato, moda, cosméticos e plantas.

(foto: Galpão Paraíso/Facebook/Divulgação)

A entrada é gratuita e a presença de animais domésticos é bem-vinda. “O mercado para o público vegano tem conquistado franca ascensão nos últimos anos. Por isso, as feiras de economia criativa precisam, também, estar atentas a esta demanda”, pontua a microempresária Regina Hamagutti, sócia da Litta Massas Veganas, que participará do festival. As informações são do portal Uai.

Como o veganismo é uma filosofia de vida que vai além da alimentação, as barracas do festival irão comercializar, além de alimentos, peças de vestuário, itens de higiene e limpeza, entre outros.

O evento contará ainda com show do músico Dom Preto, além de uma roda de conversa com a nutricionista Graziela Paiva. ONGs de proteção animal também participarão do festival, inclusive a entidade O Lobo Alfa, que resgata animais e os disponibiliza para adoção.

Os organizadores do evento esperam que mais de mil pessoas passe pelo festival ao longo do dia.

Serviço

Paraíso Veg
Data: 9 de junho, domingo
Horário: de 11h às 18h
Local: Galpão Paraíso (Rua Cachoeira Dourada, 44, bairro Paraíso)
Entrada gratuita

​Read More
Jornalismo cultural, Notícias

Festival vegano vai oferecer opções a partir de R$ 7 em Belo Horizonte (MG)

No dia 9, das 11h às 18h, o Galpão Paraíso, na região leste de Belo Horizonte (MG) recebe o Festival Paraíso Veg, que vai oferecer opções de alimentos veganos a partir de R$ 7. A entrada é gratuita.

Evento pet friendly vai contar com a participação de 34 expositores (Fotos: Galpão Paraíso/Veggie Roots/Divulgação)

Além da gastronomia, outros atrativos oferecidos por 34 expositores incluem cervejas artesanais (da Cervejaria Protótipo), artesanato, moda, cosméticos, produtos de higiene pessoal e plantas ornamentais. Haverá ainda stand de tatuagem, participação de ONGs de proteção animal e roda de conversa com nutricionista vegana.

Segundo os realizadores do evento, Rodrigo Oliveira e Miguel Rocha, entre as opções gastronômicas estão hambúrgueres, pizzas, cachorros-quentes, feijão tropeiro, moqueca, salgados, pães artesanais, molhos, geleias, antepastos, cogumelos, bolos, bombons, sorvetes, bebidas probióticas e alimentos congelados.

A empresa Veggie Roots vai participar oferecendo veggie burgers livres de conservantes, aromatizantes e corantes artificiais. “Teremos burgers com tempero indiano, mexicano, árabe, tailandês e baiano”, informa Oliveira.

Já a Litta Massas Veganas confirmou a oferta de seis sabores de pizzas veganas no Paraíso Veg: de massa de beterraba com milho, cebola, pimentão e brócolis; de massa de abóbora com shitake e tomate; de massa de espinafre com palmito e pesto; e três versões com queijo vegano. A bandeja com seis minipizzas será vendida por R$ 20.

Saiba Mais

O Galpão Paraíso fica na Rua Cachoeira Dourada, no bairro Paraíso.

Fonte: Vegazeta


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. Doe agora.


 

​Read More
Notícias

Inglaterra vai sediar festival vegano para crianças em agosto

Por David Arioch

Vegan Kids Festival tem a missão de celebrar o veganismo das crianças e estimular novas amizades (Foto: Getty)

Entre os dias 9 e 11 de agosto, Gloucestershire, na Inglaterra, vai sediar o Vegan Kids Festival, evento vegano para crianças que oferece comida vegana, jogos, brincadeiras, apresentações musicais, aulas de culinária e oficinas de criatividade.

Segundo a idealizadora Dana Burton, o evento é uma forma de estimular as crianças a continuarem fazendo escolhas mais compassivas. “Meu objetivo é criar um mundo mini-vegano por dois dias, onde todos que comparecerem possam estar cercados por pessoas que pensam da mesma maneira”, informa Dana.

Ela acrescenta que acontece das crianças se sentirem sozinhas ou isoladas em diversas circunstâncias na escola, por exemplo, por serem veganas. E um evento como o Vegan Kids Festival serve para mostrar que elas não estão sozinhas, embora ainda não sejam maioria.

“Meus filhos escolheram ser veganos junto com o resto da família. Sinto-me orgulhosa quando vejo a compaixão deles pelos animais, mas também fico triste quando são deixados de fora em alguma atividade na escola”, destaca Dana Burton.

Apesar disso, o Vegan Kids Festival tem a missão de celebrar o veganismo das crianças e estimular novas amizades. “Esse evento é sobre as crianças; nossos agentes de mudança do futuro”, enfatiza.

​Read More
Notícias

Festival vegano oferece workshops e debates sobre o assunto hoje em Jundiaí

A 2ª edição do VegJu, festival vegano em Jundiaí (SP), será realizado neste domingo (8), a partir das 10h, no Clube São João. O evento é gratuito e contará com diversas atividades.

O festival é destinado a veganos, vegetarianos e pessoas interessadas em saber mais sobre o veganismo.

O primeiro evento, realizado em 2017, teve por objetivo reunir debates sobre o veganismo e a divulgação de produtores da região. Cerca de 700 pessoas participaram da 1ª edição.

(Foto: Reprodução / Veganos Pobres / Paty Souza)

Desta vez, mais de 40 produtores de diferentes segmentos veganos, entre alimentação, higiene pessoal e vestuários são esperados no festival. Objetivo é reunir debates sobre o veganismo e divulgar de produtores da região.

Confira a programação

  • 10h15 – Cine Debate do filme “Chega de Fiu Fiu” com a convidada Thais Goldkorn;
  • 10h15 – Palestra “Venha conhecer a Antiginástica” com o convidado Alexandre Moretti;
  • 11h – Workshop Kombucha com a convidada Mara Endo (Tribos Kombucha);
  • 11h – Workshop Chantilly Vegano com a convidada Analice (Sabor com saúde);
  • 12h – Rodas de Conversa sobre veganismo, esportes e maternidade vegana;
  • 13h45 – Palestra de nutrição e veganismo com os convidados Mateus Ferraroni e Aline Ruffi;
  • 15h30 – Cine Debate dos filmes Dominion/Cowpiracy, com discussão sobre os aspectos filosóficos, políticos e ambientais do veganismo;
  • Tarde de autógrafos do livro “Como os animais salvaram minha vida” com Luisa Mell.

O VegJu será no Clube São João, localizado na Rua Oswaldo Cruz, número 231, no bairro São João – Jundiaí.

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Terceira cidade mais populosa da Índia sediará seu primeiro festival vegano

Bangalore, terceira cidade mais populosa da Índia – atrás apenas de Mumbai e de Delhi – já está pronta para sediar o seu primeiro festival vegano. Nos dias 26 e 27 de maio, o shopping center VR Bengaluru servirá de palco para o WilderFest, e pretende reunir e integrar a comunidade vegana da região.

O festival tem entre seus apoiadores a Federação das Organizações de Proteção Animal da Índia (FIAPO) e o The Pollination Project, e cinco pessoas estão por trás de sua organização: Namita Satheesh, Shweta Thakur, Anushree Kamath, Teena Bethann, e Rheaa Mukkherjee.

Além de reunir os principais empreendimentos veganos da região e fazer com que as pessoas já veganas se conheçam, o festival tem como intuito também desmistificar a ideia de que o veganismo é pouco acessível.

Por meio de palestras e rodas de conversa, eles darão dicas e informações. Ensinarão a preparar alguns pratos, deixarão stands com marcas de roupas veganas, darão espaço para performances musicais e também exibirão os filmes Infinity & Black e Cowspiracy.  Tudo isso na esperança de servir como porta de entrada a pessoas que ainda não são adeptas do estilo de vida.

Na página do evento, diversas atrações já foram confirmadas! (Captura de tela | WilderFest India)

“Estou muito empolgado para alguns dos workshops que vamos oferecer ao público,” Teena Bethann contou em entrevista ao portal Vegan First. “VR Bengaluru é um dos shoppings mais populares da cidade e sentimos que fazer um festival vegano lá é uma ótima oportunidade para atingir um grupo maior de pessoas em um lugar em que elas se sintam mais tranquilas,” complementa Shweta Thakur.

O WilderFest segue uma onda de consumo consciente que tem crescido cada vez mais na Índia. O veganismo, que não é apenas uma dieta e, sim, um estilo de vida, tem se tornado cada vez mais popular no país exatamente por se mostrar preocupado com a procedência dos ingredientes e também com o processo de produção do que é oferecido ao público.

​Read More
Você é o Repórter

Festival Vegano movimenta a Avenida Paulista durante 3 meses

Reprodução | Facebook

Organizado pela ONG Move Institute, a segunda edição do Festival Vegano – MOVE IT acontece até 23 de dezembro, de quinta a domingo das 11h às 20h. Localizado no encontro da Avenida Paulista com a Alameda Rio Claro na estação Trianon o Festival tem entrada gratuita, conta com diversos expositores e 5% da renda será doada para ONGs de proteção animal.

Reprodução | Facebook

O evento tem como intuito divulgar produções livres de ingredientes de origem animal, apoiar pequenos produtores e gerar impacto sustentável apresentando alternativas éticas às pessoas. Durante seus 43 dias uma das regiões mais movimentadas de São Paulo será palco de uma gastronomia saborosa e sem nenhum insumo animal.

Reprodução | Facebook

Alguns dos participantes são Uni Delícias Veganas (cifres de unicórnio recheados com choco creme e frutas), Haya Falafel, Namaste, Bagaço da Fruta (sucos naturais e açaí), Animal Chef (O melhor burguer vegano que você já viu), Wasabi (comida japonesa), VegAnnas ( pão de “queijo” inacreditavelmente saboroso) e outros. Além dos sabores, o evento traz empresas de outros segmentos como UneVie (produtos de higiene pessoal), marcas slow fashion, Grama (saboaria artesanal), Loja MOVE com roupas, acessórios, artigos decorativos entre outras opções.

Reprodução | Facebook

A Move Institute é uma organização não governamental que desde 2009 atua na disseminação do veganismo como alternativa ética e sustentável para o mundo. Através da arte, moda, gastronomia e diversidade cultural, a ONG promove ações e executa projetos para levar informação e incentivar a mudança de hábitos, assim como engajamento e reflexão sobre os padrões de consumo estabelecidos há anos.

​Read More
Você é o Repórter

São Paulo recebe Festival Folclórico Vegano

São Paulo recebe mais um Encontro Vegano
Evento tem entrada gratuita

No próximo domingo São Paulo recebe mais um Encontro Vegano JMA temático, desta vez homenageando o Dia do Folclore Nacional – Em Defesa da Fauna e da Flora Brasileira.

Os expositores levarão variedades regionais em versões veganas como baião de dois, feijoada, tapioca, sorvetes, acarajé, bolinho de feijoada, moqueca e coxinha de jaca dentre outras opções; haverá grade com oficinas de culinária e elaboração de produtos ecoveganos para limpeza doméstica, terapias corporais, narração de história para crianças com pintura em tintas ecoveganas indígenas (para jovens, adultos e aplicação em roupas, móveis e residências também), yoga, meditação, e palestras como a da ativista vegana convidada para expor o novo projeto que levará o Veganismo à periferia, demonstrando a importância da horizontalização do movimento nas ruas.

Além da culinária e grade cultural, o bazar terá artesanatos, decoração, roupas, acessórios, cosméticos, itens de higiene, utensílios para o lar, feirinha de hortifrúti orgânicos e adoção consciente de animais através da participação de ONGs e protetores independentes – o espaço receberá doações de ração, medicamentos, fraldas, tapetes higiênicos, cobertores e outros itens para ajudá-los no resgate de animais.

Todas as atividades são gratuitas com entrada franca para toda a família, e todos os produtos no evento são feitos sem ingrediente de origem animal e 100% livres de crueldade, pois também não testam nos bichos ao longo da cadeia produtiva.

Promovido pela JMA J’adore mes amis, o Encontro Vegano ocorre há 3 anos no Estado de São Paulo com mais de 30 edições, sendo referência no movimento vegano e acessível para todos, onde o público conhece empresas de bens e serviços, demonstrando ser possível um estilo de vida sem nenhuma forma de exploração ou crueldade, baseando-se na ética e respeito aos animais.

Serviço

Festival Folclórico Vegano JMA
Rua Joaquim Távora, 605 – Vila Mariana – São Paulo/SP (perto do metrô Ana Rosa)
Dia 20 de agosto – domingo
12h às 20h – yoga e meditação das 10h às 12h
Entrada franca, atividades gratuitas

10h às 11h Yoga – Hatha Yóga e a Saúde da Mulher, com Cláudio Duarte
Vegano, adora Yoga, flores e natureza. Ministra cursos para formação de professores de Yoga e aulas em diversos locais na capital e demais estados brasileiros. Desenvolve projetos educacionais e sociais para crianças, adolescentes e mulheres junto a ONGs na Índia e no Brasil.

11h10 – 12h10 Meditação – Somos Paz e Somos Todos Iguais, com Ricardo Henrique
Vegano, instrutor de Hatha Yoga e Yogaterapia, graduando em Licenciatura em Artes Cênicas pela UNESP e pesquisador da Cultura de Paz na Educação. Atende com Yogaterapia, personal Yoga, e realiza vivências ligadas à conexão e descoberta da missão e do propósito de vida de cada Ser.

12h30 às 14h Oficina de Culinária – Feijão Tropeiro Vegano e Paçoca Caseira, com Gustavo de Brito e Alê Oshiro, da AWA Culinária
Awá (auá) do Tupi significa “eu” e “nós”, o senso de unidade, as receitas da Awá não utilizam produtos de origem animal. O trabalho desta “tribo” é zelar pelo frescor dos ingredientes e o preparo artesanal, assegurando uma alimentação equilibrada e rica em nutrientes. Todas as refeições, assim como os queijos, leites, molhos, massas e carnes vegetais, são elaborados pelas próprias mãos deles, assim evitando o consumo de industrializados. A trajetória iniciou-se com um menu de pães, leites e chocolates, e logo o cardápio se multiplicou e hoje possui mais de 60 itens. Os treinamentos elaborados pela equipe são direcionados para aqueles que desejam se aprimorar no preparo de opções veganas, seja para seu empreendimento ou seu dia-a-dia.

14h10 às 15h10 – Oficina de Pintura com tintas ecoveganas indígenas para crianças, jovens e adultos, com Márcio Tuiná

O objetivo da oficina é mostrar ao público vegano e interessados em geral que existe a possibilidade de colorir seu mundo – casas, móveis e roupas – com materiais naturais, livres de ingredientes de origem animal e tóxicas derivadas de petróleo. A oficina traz pinturas usadas pelos índios brasileiros e da América, informações de procedência dos materiais, usos, impactos das tintas convencionais etc. O trabalho é lúdico e aberto a crianças acompanhadas dos pais e aborda também a estreita relação entre a cozinha (culinária) e a química das tintas, já que diversos insumos utilizados são comuns às duas áreas, tais como óleos, mandioca, vinagre, gomas, urucum, pectinas, açafrão, cebolas etc.

Márcio Tuiná é vegano, consultor/coaching ambiental e microempreendedor, trabalhou por mais de 15 anos com casas ecológicas, produtos sustentáveis e temas afins, ministrando cursos, palestras e oficinas, dentre outras atividades. Há 07 anos vive entre a roça de Minas Gerais e o mar, pesquisando a cultura popular/rural e indígena, a fauna e a flora brasileira para a elaboração de produtos ecológicos e veganos para o lar, massagem, meditação, visando a autossuficiência, autocuidados, saúde, bem-estar e o despertar da consciência. Proprietário da Tuinaturais, cujo lema é “Compaixão é Harmonia”.

15h30 às 16h30 Palestra – Ativismo: Tradição SIM! Crueldade NÃO! com Magali Navarro
Vegana, ativista independente de rua, apesar de já ter participado de alguns grupos em ações diretas. Está iniciando um novo projeto que pretende levar o Veganismo à periferia; mostrando a importância da horizontalização do ativismo de rua.

16h50 às 18h30 Oficina – Elaboração de produtos ecoveganos para limpeza doméstica, com Marcio Tuiná
Esta oficina ensina a preparar produtos de limpeza ecoveganos para todos os usos e necessidades domésticas, bem como aromatizadores de ambientes. São usados insumos de uso cotidiano para: limpeza de pias e pisos; limpeza de louças sanitárias; para lavar e amaciar roupas; desinfecção de frutas e verduras. O destaque são os produtos feitos a partir de cinzas de forno a lenha, também conhecidos como sabão de cinzas. Programa geral:

Atoxicidade e eficácia dos materiais naturais para limpeza
Como preparar multiusos com materiais cotidianos
Como fazer sabão de cinzas
Como aromatizar seu sabão com plantas e óleos essenciais
Detergente lava-louças de cinzas (lixívia)
Limpador para pisos, pias e louças sanitárias feito com líquido extraído das cinzas
Como elaborar extratos para aromatização de ambientes e repelentes naturais

​Read More
Notícias

Ator Michael Dorn de Jornada das Estrelas participa de festival vegano

Por Sophia Portes / Redação ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais)

Foto: VegNews

O ator vegano Michael Dorn, conhecido como o Klingon do filme Jornada nas Estrelas: a Nova Geração, ganhou destaque na 18º edição do Festival Vegano anual de Michigan, nos Estados Unidos. O evento aconteceu neste domingo. Os organizadores estimam que 5 mil pessoas compareceram.

Assim como o ator, o evento contou com a aparição de diversas atores veganos, como Wayne Pacelle, CEO da Humane Society of the United States, os médicos Michael Greger e Joel Kahn e a nutricionista Kerrie Saunders.

O ator anunciou publicamente pelo Twitter em 2015 que havia se tornado vegano. “Diferente do meu papel mais famoso, eu sou vegano na vida real”, declarou Dorn.

 

 

​Read More
Você é o Repórter

Segunda edição do festival "Itacoatiara Vegan" será realizada em Niterói (RJ)

Gisele Alves
gisele@comentarioearte.com.br

Foto: Reprodução / Faceboook / Itacoatiara vegan

A praia mais linda de Niterói vai receber a segunda edição do “Itacoatiara Vegan”, o primeiro festival vegano da região. O Clube Itaquá Soccer, um cenário cheio de beleza natural irá se transformar no palco do bem, repleto de comidas veganas deliciosas. Yoga, palestra sobre mitos e verdades da alimentação vegetariana com a médica nutróloga, Fernanda de Luca, oficina de bambolê e massagem tailandesa são algumas das atrações.

O evento surgiu da necessidade da bioconstrução do abrigo de animais abandonados, Lar Dog Lar (apesar do nome, abrigará todos os animais necessitados) em Itaipuaçú, Niterói. Cinquenta por cento da renda obtida será revertida para a construção e a entrada é franca. Este tipo de construção acontece de maneira ecológica, utilizando materiais que não agridam o ambiente de entorno, aproveitando resíduos e minimizando o uso de matéria-prima do ambiente. Uma campanha de adoção também vai acontecer com cães e gatos em busca de um lar para dar e receber amor.

Serviço: 

2° Edição do Itacoatiara Vegan
Domingo, 12 de fevereiro
Local: Rua Antonio Nascimento Cottas, 122 – Itacoatiara, Niterói – RJ
Horário: A partir das 10h.

​Read More
Notícias

Comunidade vegana cresce no Recife (PE) e ganha festival

Vegetariano há 11 anos, o designer Gilmar Rodrigues se tornou vegano há dois meses e já sente benefícios. Foto: Malu Cavalcanti/Esp DP
Vegetariano há 11 anos, o designer Gilmar Rodrigues se tornou vegano há dois meses e já sente benefícios. Foto: Malu Cavalcanti/Esp DP

Ser vegano ou vegetariano (a diferença você confere logo mais) é uma escolha de vida que está crescendo em todo o Brasil. E Pernambuco é um dos estados mais fortes nessa tendência. Segundo pesquisa do Ibope em 2012, o Recife é a terceira cidade do País com mais vegetarianos – não há dados disponíveis sobre o veganismo. Isso significa que cerca de 10% da população recifense busca excluir da rotina a exploração animal na alimentação e, no caso dos veganos, também no vestuário, sem roupas ou acessórios feitos de couro animal ou seda.

O designer Gilmar Rodrigues se tornou vegano há dois meses e já percebe a diferença. “Me sinto mais leve, mais disposto e menos ‘inchado’ depois de comer”, conta. O designer não precisou passar por nenhuma mudança radical de hábitos para aderir ao estilo de vida. “Eu era vegetariano há 11 anos, então já tinha contato com essa prática. A maior diferença foi a saída do ovo da minha dieta. Não é tão difícil quanto parece se tornar vegano, já que os alimentos como arroz integral, vegetais, castanhas e tantos outros são muito fáceis de se encontrar”, explica ele, que conta com o acompanhamento de um nutricionista. Para Gilmar, se tornar vegano é colocar a ética acima do paladar. “É preciso colocar a ética acima do paladar. É gratificante saber que estamos contribuindo para um mundo melhor”.

A comunidade vegana tem crescido tanto que cada vez mais eventos são organizados para esse público. Neste final de semana, a Faculdade Santa Helena, na Avenida Caxangá, bairro da Madalena, recebe o 1º Festival Vegano no Recife. O evento acontece nos dias 2 e 3 de julho, a partir das 10h e 17h, respectivamente. A programação conta com mostra de filmes, palestras, demonstrações culinárias e feira de produtos naturais. Também será possível conhecer detalhes de uma graduação em nutrição vegetariana. O lançamento será no dia 3, às 14h30, com participação da nutricionista Paula Gandin. Esse é o primeiro festival do tipo no Recife, que já recebeu outros eventos nacionais

Diferenças entre veganismo e vegetarianismo

O vegetariano é aquele que realiza apenas uma mudança na alimentação, podendo consumir alimentos como ovos, leite e derivados. Há três tipos principais de vegetarianos: os ovolactovegetarianos (não comem nenhum tipo de carne, mas ingerem laticínios e ovos); os lactovegetarianos (não consomem carne e excluem também os ovos da dieta) e os vegetarianos estritos (não consomem nada de origem animal).

Já o vegano é um estilo de comportamento que não se restringe apenas à dieta. O organizador do festival Rogério Alves afirma que o veganismo é uma filosofia de vida. “O vegano abraça outras causas além da comida, como não comprar roupas feitas de couro ou seda, por exemplo. Quem quiser se informar melhor sobre o assunto, há diversas informações disponíveis gratuitamente na internet”, orienta.

Na dieta, Rogério ensina que ser vegano é buscar uma alimentação que seja o mais balanceada possível e sem comidas de origem animal. “O ideal para quem deseja se tornar vegano não é substituir e sim acrescentar alimentos, enriquecer o prato com todos os nutrientes necessários para se ter uma boa saúde”. Para ele, está se tornado cada vez mais fácil encontrar opções veganas no Recife. “O mercado recifense está descobrindo que existe um público vegano e que vem aumentando, e isso não é uma moda, existe uma tendência por uma alimentação mais saudável e isso leva ao veganismo, mas o aumento tem sido gradativo e constante”, analisa.

Abaixo você confere uma receita de feijoada vegana preparada pela culinarista do Vegan’n Roll Carla Falcão:

Ingredientes

1kg de feijão preto

2 folhas de louro

1 tomate picado e sem semente

1 cebola picada

1 pimentão picado e sem sementes

2 dentes de alho picado

1 punhado de coentro picado

Extrato de tomate a gosto

Óleo para refogar

Sal, pimenta do reino e cominho a gosto

2 linguiças vegetais

200g de seitan (glúten) defumado

200g de tofu defumado

Modo de Preparo

Selecione os grãos do feijão e deixe de molho por 12 horas. Acrescente água, sal, as folhas de louro e cozinhe por 20 minutos em na pressão. Reserve. Em uma panela, aqueça o óleo e refogue o alho, a cebola, o tomate e o pimentão. Acrescente o extrato. Deixe refogar um pouco, desligue e reserve. Ligue o fogo do feijão, acrescente o tempero refogado, o coentro, a pimenta e o cominho e coloque o sal. Deixe levantar fervura, acrescente as carnes vegetais e a linguiça. Desligue e está pronto para ser servido.

Serviço
1º Festival Vegano
Onde: Faculdade Santa Helena – Avenida Caxangá, 990, Madalena
Quando: sábado (2), às 10h, e domingo (3), às 17h

Fonte: Diário de Pernambuco

​Read More
Notícias

Terceira cidade do Brasil com maior população vegetariana, Recife (PE) sedia o VegFest

 Igo Bione/Acervo JC Imagem
Igo Bione/Acervo JC Imagem

Entre os dias 23 e 26 de setembro, o Recife sedia a 5ª edição brasileira e nona edição latino-americana do VegFest, o maior congresso vegetariano da América Latina que realizado pela Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB). O objetivo do encontro é levar ao público em geral informações sobre o universo da prática alimentar e, muitas vezes, da filosofia de vida, baseada no consumo de alimentos de origem vegetal: o vegetarianismo.

De acordo com os promotores do evento, Pernambuco é um dos estados mais fortes do Brasil nesse segmento. O Recife é a terceira cidade do País com mais vegetarianos, 10% da população, ao lado do Rio de Janeiro e de Brasília, segundo pesquisa do Ibope. Em Fortaleza, no Ceará, 14% da população afirmam ser vegetariana, maior percentual entres as capitais e regiões metropolitanas pesquisadas. O segundo lugar é de Curitiba, no Paraná, com 11% de seus moradores adeptos ao vegetarianismo.

O congresso, que será realizado no Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), na Cidade Universitária, Zona Oeste do Recife, contará com mais de 100 palestrantes nacionais e internacionais, oficinas de demonstração culinária, cursos e feiras de produtos veganos.

“Esta é a primeira vez que o Nordeste recebe um congresso vegetariano desse porte”, explica a professora de Administração da UFPE Bárbara Bastos, coordenadora do Grupo Recife da SVB e coordenadora desta edição do evento. “O principal motivo de levar o evento para a UFPE é facilitar o acesso aos estudantes e professores da casa, principalmente de hotelaria e nutrição”, explica.

Entre os palestrantes, está o neurocientista computacional Philip Low, inventor de inúmeras inovações na área da neurologia, biomedicina e computação. Ele foi responsável, inclusive, pelo desenvolvimento do iBrain, uma plataforma de monitoramento e análise neural para pessoas com Alzheimer, epilepsia e Parkinson. É dele também a autoria da revolucionária Declaração de Cambridge sobre a Consciência, que reconheceu extraordinárias similaridades neurobiológicas entre os humanos e os animais.

Também estarão no evento: a nutricionista Alessandra Luglio, que se dedica à promoção de atitudes saudáveis, sustentáveis e funcionais; Lisa Kemmerer, filósofa, professora e ativista dos direitos animais, meio ambiente e populações menos favorecidas; e o americano Gene Baur, ativista e presidente da Farm Sanctuary, uma organização de resgate de animais.

Fazem parte da programação temas como maratonas de nutrição, ativismo, experimentação animal, movimentos sociais, meio ambiente, proteção animal e empreendedorismo vegetariano. Ainda haverá oficinas de demonstração culinária. “Vamos ter dezenas de receitas deliciosas, pois queremos mostrar que o vegetarianismo não convence apenas pelos argumentos, como também seduz pelo paladar. Queremos muito que alunos de gastronomia e hotelaria participem”, diz Bárbara Bastos.

Ainda na área alimentar, o congresso traz cursos de capacitação em nutrição vegetariana e feira vegana. Para incentivar a participação de pessoas de outros Estados, o VegFest organiza um grupo de hospedagem solidária no Facebook para que pessoas possam trocar informações e ajuda no quesito hospedagem.

As inscrições para o evento já estão abertas e podem ser feitas através do site. Ao todo, serão 90 horas de programação com mais de 750 participantes oriundos de mais de 120 cidades brasileiras. Mais informações: contato@vegfest.com.br e 11 3104-5282.

Fonte: UOL

​Read More