Notícias

Vencedor do torneio de Wimbledon atribui sua vitória à alimentação baseada em vegetais

Foto: Head Tennis
Foto: Head Tennis

O astro do tênis Novak Djokovic garantiu sua quinta vitória no torneio de Wimbledon, depois de uma dura partida contra Roger Federer, com duração de quase cinco horas.

O atleta sérvio venceu a final masculina em uma disputa acirrada, no que muitos descreveram como um dos jogos mais emocionantes da história. O jornal The Guardian relata que o jogo durou um total de cinco sets, onde era impossível prever o vencedor.

“Na maior parte do jogo eu estava com o pé de trás, na verdade”, disse Djokovic, de 32 anos, a repórteres após a partida. “Eu estava na defesa e Federer estava ditando as regras. Eu apenas tentei lutar e encontrar uma maneira de tomar a frente quando isso fosse essencial”.

Novak Djokovic garantiu um lugar na final de Wimbledon no ano passado, depois de uma vitória contra o antigo rival Rafael Nadal.

No que foi descrito como um “jogo sensacional e de alta qualidade”, Djokovic passou por Nadal depois de uma intensa partida de cinco horas e 14 minutos que durou dois dias devido ao toque de recolher de Wimbledon. Ambos os atletas impressionaram as autoridades e o público com a qualidade da partida.

Djokovic foi tomado pela emoção após sua vitória: “É difícil escolher as palavras para descrever esse momento. Estou relembrado meus esforços, tendo flashbacks dos últimos 15 meses, tudo o que passei para chegar até aqui, depois para chegar às finais e vencer o melhor jogador do mundo em uma das partidas mais longas que já joguei .

O campeão do Grand Slam já por 16 vezes venceu o sul-africano Kevin Anderson com uma pontuação de 6-2, 6-2, 7-6.

A alimentação de Djokovic

Djokovic revelou em uma entrevista recente que ele não quer assumir rótulos, mas vem gostando de comida vegana há vários anos: “Eu não gosto de rótulos, para ser honesto, mas eu como alimentos à base de vegetais, já há alguns anos. Mas por causa das interpretações errôneas dos rótulos que atribuem às pessoas e uso indevido de classificações, eu simplesmente não gosto desse tipo de nome. Eu me alimento de forma vegana sim. Acho que essa é uma das razões pelas quais eu me recupero bem. Eu não tenho mais as alergias que costumava ter”.

Ele também é produtor executivo do próximo documentário do cineasta James Cameron, “The Game Changers”, que mergulha profundamente em atletas de elite que abandonam os produtos animais. Os cineastas compartilharam o apoio de Djokovic em um post no Instagram.

Muitos atletas, como as competidoras da categoria feminina de Wimbledon, Venus e Serena Williams, deram crédito à alimentação vegana pela melhora da saúde, aumento dos níveis de energia e aceleração do tempo de recuperação.

Djokovic também revelou no Instagram ano passado que estava confiando totalmente em alimentos saudáveis, sem glúten e à base de vegetais, como o suco verde para dar a ele a energia necessária em Wimbledon.

Embora Djokovic não seja vegano, ele tem uma paixão por comida saudável. Em 2016, ele abriu o restaurante “Eqvita” em Monte Carlo. O restaurante à base de vegetais serve comida mediterrânea e atende a moradores e turistas.

Em entrevista à Forbes, Djokovic admitiu que sua alimentação inclui peixes ocasionalmente, mas atribuiu à sua alimentação à base de plantas a responsabilidade por ele ser um atleta de ponta.

“Comer de forma vegana me faz mais consciente do meu corpo na quadra, mais alerta. Eu removi as toxinas do meu corpo, e com elas foi toda a inflamação e outras coisas que estavam mexendo com meus níveis de energia. Como atleta, o mais importante é manter seus níveis de energia consistentes, especialmente como um jogador de tênis, onde você está sozinho na quadra para a melhor de cinco partidas. Ao jogar por 3, 4, 5 horas seguidas, você precisa do combustível certo e para mim, o combustível certo é aquele baseado em vegetais”.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More