Notícias

ONG que cuida de 150 cães pede ajuda para não fechar as portas em Rondônia

Uma ONG que mantém 150 cachorros em Porto Velho, no estado de Rondônia, está enfrentando dificuldades e busca ajuda financeira para não encerrar as atividades. A entidade funciona na rua Tancredo Neves, 3996, no bairro Caladinho e precisa de doações para quitar dívidas e comprar ração.

Foto: Iule Vargas/Rede Amazônica

Devido ao custo alto gerado pela manutenção do abrigo, a entidade, que foi fundada em 2015, acumula dívidas de aluguel e em clínicas veterinárias. As informações são do G1.

“As pessoas que têm cachorros sabem o custo que é para manter um animal, imagina 150”, comenta Sidnei Barbosa, um dos voluntários.

Atualmente, a ONG precisa de doação de ração, medicamentos, e dinheiro para pagar atendimentos veterinários, aluguel, água e energia do abrigo.

Interessados em ajudar podem fazer doações através do site Voluntário Animal.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

ONG que corre risco de fechar as portas pede ajuda para quitar dívida

A Pata Voluntária, entidade de proteção animal de Maceió, Alagoas, corre o risco de encerrar as atividades devido a uma dívida judicial de R$ 9.800 junto de uma clínica veterinária. O valor precisa ser quitado até o próximo domingo (12). Além disso, a ONG está sem recursos para arcar com os gastos da ração dos 247 animais – entre cães, gatos e cavalos – que abriga e tem dívidas em outras clínicas veterinárias que, somadas, alcançam mais de R$ 30 mil.

Gato resgatado pela ONG que perdeu o olho e fraturou a mandíbula após ser agredido (Foto: Reprodução / Pata Voluntária)

“Não sabemos qual será o destino desses animais que estão aqui; o mais triste é que não podemos mandá-los para o Zoonoses, porque sabemos qual será o destino deles”, lamenta Pali Mandal, coordenadora do abrigo.

A entidade, que faz constantemente pedidos de ajuda nas redes sociais, está em estado de emergência.  “Nem ração a gente tem. Ganhamos três sacos de ração, mas eles só alimentarão os animais até sexta-feira (10)” conta Pali.

Em dois anos de atuação no município alagoano, a associação já resgatou, tratou e doou mais de mil animais. A ONG enfrenta dificuldades financeiras desde a criação, segundo Pali. Ela afirma que foi o amor que sustentou a Pata Voluntária aberta.

Os períodos de chuva mais intensas, ocorridos neste ano, têm contribuído para agravar a situação da entidade. “Este inverno foi o período que mais passamos por dificuldades, muitos animais ficaram doentes, a sede da ONG ficou alagada, a estrutura foi danificada, perdemos ração, agasalhos e, na mesma época, foram abandonados mais de cinquenta animais doentes em nossa porta”, conta.

Entidade faz pedido de ajuda nas redes sociais (Foto: Reprodução / Facebook)

Além de recursos financeiros, a entidade solicita doação de material de limpeza, medicamentos, utensílios para o bazar, produtos em geral para animais e toalhas. Serviços de voluntariado na sede da ONG também são aceitos.

Doações podem ser feitas também pelo Vakinha, site de financiamento coletivo no qual a ONG fez uma conta com o objetivo de quitar as dívidas.

Na tentativa de reverter a situação crítica, a Pata Voluntária irá realizar diversos eventos neste mês, em Maceió. Hoje (10), tem arrecadação de ração no Fashion Outlet, bazar que acontece no Pierre Chalita, no bairro do Jaraguá. Na próxima terça-feira (14), será realizado o show do Expresso 59, no Pub Daslagoas, na Av. Dr. Antônio Gomes de Barros, 565 – Jatiúca.

No sábado (18), a ONG promove um mega bazar, na Rua Industrial Climério Sarmento, 93, em Frente ao Maikai, na Jatiúca. E no domingo (19), animais estarão à procura um lar em uma feira de adoção que será realizada na loja Biquine Fox, em Mangabeiras, em frente à Igreja Universal.

ONG pede doação de ração para os animais (Foto: Divulgação / Facebook)

Mais informações a respeito do caso podem ser obtidas com a coordenadora da Pata Voluntária, Pali Mandal, através do telefone (82) 9.99839330.

​Read More