Destaques, Notícias

Pai e filho salvam cadela presa em poça tóxica de alcatrão

Pai e filho resgatando Quitran da poça de alcatrão | Foto: Reprodução

Um dia que seria de tranquilidade e descanso para um pai e seu filho, tornaram-se momentos de grande angustia para salvar a vida de um cãozinho.

Pai e filho dirigiam pelo deserto quando encontraram em uma poça com dejetos de alcatrão (uma mistura de substâncias betuminosas, espessa, escura e de forte odor, que se obtém da destilação de certas matérias orgânicas, principalmente de carvão, ossos e de algumas madeiras resinosas em sua maioria toxica), uma criatura se movendo, no momento que aproximaram perceberam que se tratava de uma cadelinha, se afogando em meio a lama sufocante.

A cadela estava exausta depois de se esforçar para não afundar na poça. Horrorizados com a situação, pai e filho apressaram-se para salvar o cão. Eles pegaram um pneu para proteger o perímetro ao redor da cachorrinha e facilitar o resgate. Mesmo assim, em uma das tentativas o pobre animal quase afundou, mas finalmente a cadela foi resgatada.

Quitran coberta por alcatrão | Foto: Reprodução

Apesar do resgate, a cadela estava delirando devido à toxicidade da gosma negra que cobria todo seu corpo. Então, logo eles levaram-na para o veterinário. No local eles a deram o nome de Quitran (palavra local para “alcatrão”).

Após horas de limpeza para que o alcatrão fosse removido da pele de Quitran é que foi conseguido limpa-lo por completo. Porém a pobre cachorrinha estava com a pele dolorida e ainda infectada pelo produto. Os veterinários também analisaram o estado de saúde dele, e concluíram que seus rins e fígados estavam muito comprometidos.

Quitran antes e depois de retirar o alcatrão que cobria seu corpo | Foto: Reprodução

Ela precisou tomar antibióticos fortes para conseguir se recuperar, e ficou sob os cuidados da clínica veterinária. Após Quitran lutar pela vida, ela foi adotada pelo pai e filho que a resgataram, e vive uma vida saudável apesar de toda a luta para sobreviver.

Os moradores da região comentam que frequentemente encontram cães mortos e esqueletos nesta poça de alcatrão. O que indica descuido e descaso das autoridades mediante ao risco toxico tanto para seres humanos, quanto animais.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More