Notícias

Cordeiro morto é jogado de helicóptero e cai em piscina de casa

O dono da casa onde está a piscina na qual o animal caiu foi apontado como responsável pelo ato. Pelas redes sociais, ele negou qualquer participação


Um cordeiro morto foi jogado de um helicóptero e caiu dentro da piscina de uma casa no Uruguai. O ato desrespeitoso e antiético foi registrado em um vídeo que viralizou nas redes sociais.

Reprodução/YouTube/Portal Metrópoles

Internautas afirmaram que o vídeo teria sido uma armação do proprietário da casa e que foi gravado dentro da residência. As informações são do portal Metrópoles.

O empresário argentino Federico Álvarez Castillo, dono da casa, negou ter qualquer relação com o episódio. De acordo com o jornal La Nación, a propriedade fica na zona de José Ignacio.

“Em virtude do vídeo que circula nas redes sociais, quero repudiar esse ato de vandalismo do qual minha família e eu fomos vítimas e esclarecer que, no momento do incidente, estávamos dentro de casa quando ouvimos um barulho alto no jardim”, disse o empresário em uma publicação em rede social.

“Ao sair, percebemos o ato horroroso que nos levou a uma grande perplexidade por uma piada de muito mau gosto. Por esse motivo, repudiamos esse tipo de ação e estamos trabalhando para esclarecer essa situação imediatamente”, completou.

Nota da Redação: o ato realizado no Uruguai é de extremo desrespeito ao animal, que não foi tratado dignamente nem mesmo após a morte. Animais são seres sencientes que devem ser respeitados, não objetos que podem ser usados de acordo com os interesses humanos.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Poloneses são suspeitos de criar cães para vender a banha

Um casal foi preso na Polônia sob suspeita de crueldade com animais por supostamente criar cães para comercializar sua banha, segundo o jornal britânico Daily Telegraph. A polícia deteve o casal após denúncia feita por uma entidade de defesa de animais.

Na fazenda, localizada em uma vila próxima à cidade de Czestochowa, no sul da Polônia, os policiais encontraram restos de carne canina apodrecida e mais de 20 cães, a maioria deles da raça São Bernardo, mantidos em jaulas. Alguns deles estavam tão obesos que não conseguiam se levantar.

No quarto ao lado, os policiais encontraram um machado, panos ensanguentados, máquinas e o que eles descreveram como “uma geladeira sórdida”, contendo dezenas de garrafas de banha. Testes devem confirmar se a banha encontrada era mesmo canina.

Ativistas de defesa dos animais dizem que algumas pessoas na Polônia ainda acreditam na antiga crença de que banha de cães traria benefícios para a saúde.

“Sabemos de locais na Polônia onde os cães são mortos como parte de uma tradição que vem de várias gerações” disse Renata Mizera, chefe da ONG americana Foundation For Animals, ao Telegraph. “Gordura de cachorro é considerada boa para doenças pulmonares, entre outras. Também é um bom negócio, uma garrafa de meio litro custa cerca de 30 libras (o equivalente a cerca de R$ 130)”, afirmou.

Fonte: BBC Brasil

​Read More