Notícias

Casal de falsos veterinários é acusado de crueldade animal após morte de cão

Sophia e José são acusados de crueldade animal Foto: Departamento de Polícia de Hialeah / Reprodução

Um casal de falsos veterinários foi acusado de crueldade animal pelo Departamento de Polícia de Hialeah, na Flórida. José Alvarez-Marrero, de 58 anos, e a namorada, Sophia Altagracia Gonzalez, começaram a ser procurados após o tutor de um buldogue americano chamado Royalty fazer uma queixa contra os dois: o cachorro morreu depois de passar por um procedimento realizado na clínica clandestina deles. As informações são do “Miami Herald”.

Sophia foi presa em 23 de maio — além de crueldade contra animais, ela também responde por prática ilegal de medicina veterinária. Já José se apresentou à polícia nesta sexta-feira, depois de a polícia fazer uma mobilização para encontrá-lo durante nove dias. Ele enfrenta rês acusações de prática de medicina veterinária e crueldade contra animais, com a intenção de ferir ou matar.

O casal de falsários entrou na mira na polícia de Hialeah após Omarnestor Delrio procurar o departamento e contar que havia levado Royalty ao apartamento de José e Sophia para que ele fosse castrado, em 23 de abril. Delrio disse que já havia levado outros cães seus ao local anteriormente

Royalty passou por vários procedimentos nas mãos dos falsários. O estado de saúde do cão foi ficando cada vez pior, e o tutor decidiu levá-lo a uma clínica em Miami. Lá, um veterinário disse Delrio que a cirurgia de esterilização pela qual o buldogue passou estava “além da má prática médica”. Foi, segundo o relatório da polícia, “pura crueldade animal”. O cão morreu no dia 30 de abril.

No apartamento de José e Sophia a polícia encontrou vários filhotes. Os animais foram encaminhados para abrigos.

Fonte: Extra

​Read More