Notícias

Asa Branca recebe ameaças após denunciar maus-tratos a animais em rodeios

As ameaças, no entanto, não fizeram Asa Branca voltar atrás na decisão de denunciar a violência sofrida pelos animais no rodeio


Asa Branca, que foi o maior locutor de rodeio da história do Brasil, e sua companheira Sandra Santos, estão recebendo ameaças após o ex-locutor denunciar os maus-tratos aos quais os animais são submetidos no rodeio.

O casal recebeu mais de trinta áudios via redes sociais por meio dos quais homens afirmam que Asa Branca merece o câncer com o qual foi diagnosticado por ser “ingrato” com o mundo do rodeio.

O ex-locutor chegou a ser ameaçado de morte por pessoas que afirmaram que se ele ir à cidade de Barretos (SP) não sairá vivo de lá.

As ameaças, no entanto, não fizeram o casal voltar atrás nas denúncias. “O Asa Branca segue sustentando o que disse: ele mesmo maltratou animais e apoiou uma indústria onde viu bois tomarem choques e serem cortados com ferramentas como esporas, sempre com o objetivo de fazer os animais pularem”, disse Sandra, em entrevista à revista Veja.

O casal sairá de Guarulhos (SP), onde mora atualmente, para viver no sítio de um amigo no interior do estado. “Como os médicos não podem fazer cirurgia ou quimioterapia, e o quadro de saúde dele é irreversível, vou levá-lo para o mato. Ver verde e lagoa, além de escutar passarinhos piarem, tem sido um desejo dele. O Asa se sente enjaulado dentro de um apartamento”, relatou Sandra.

Com um câncer em fase terminal, Asa Branca considera que a doença é uma punição que sofre pela violência que impôs aos animais.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

‘No rodeio, o público se diverte às custas da dor de animais’, diz ex-locutor de rodeio Asa Branca

Asa Branca, que foi o maior locutor de rodeios do Brasil, concedeu entrevista por meio da qual assumiu os maus-tratos aos quais submeteu animais explorados por rodeios e disse estar arrependido.

FOTO- LAILSON SANTOS

“No rodeio, o público se diverte às custas da dor de animais”, disse o ex-locutor à revista Veja.

Aos 57 anos de idade e com a saúde bastante debilitada, Asa Branca acredita que está sofrendo com um câncer terminal na garganta para pagar pelo sofrimento que impôs aos animais.

“Eu peço perdão a Deus, porque eu cheguei a machucar animal, cheguei a cortar animal”, disse Asa Branca. “Eu não queria ser um bezerro laçado e puxado pelo pescoço, eu acho que é maus-tratos”, afirmou.

O ex-locutor contou que feriu animais com esporas, que jogou pneus com arame farpado em cavalos para ensina-los a pular e que, ao se tornar locutor, incentivou práticas cruéis, como choques dados na pele dos animais.

Sem esperança de cura, Asa Branca está recebendo cuidados paliativos.

Confira, abaixo, a entrevista de Asa Branca, na companhia da ativista Luísa Mell.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More