Notícias

Filhote de cachorro morre após ser estuprado: ‘seu corpinho não resistiu mais’

Foto: @angie.l.chang/Newsflash

Um filhote de cachorro morreu após ser abusado sexualmente em Azapa, no Chile. Com apenas seis meses de idade, Weichafe foi resgatado com ferimentos graves e, apesar dos esforços para salvá-lo, não sobreviveu. O crime é investigado pelas autoridades chilenas.

“Weichafe, o bebê guerreiro, faleceu. Seu corpinho não resistiu mais. Só podemos agradecer a toda comunidade por suas orações, colaboração e às energias positivas para que Weichafe continuasse vivo. Sentimos muita tristeza. Só peço justiça a Deus”, afirmou Angie Lemo, presidente do grupo de proteção animal ACSA.

O caso revoltou a população de Azapa, que se uniu em prol do cachorro. Diante da esperança de que o pequeno Weichafe sobrevivesse, a notícia de sua morte foi recebida com grande pesar.

O filhote foi encontrado por moradores da cidade no final de agosto. Levado ao Hospital Veterinário Limari, ele foi examinado e o estupro foi constatado. No local, o cachorro foi medicado com anti-inflamatórios, antibióticos e analgésicos.

Foto: @angie.l.chang/Newsflash

Segundo a médica veterinária Claudia Concha, o cão estava gravemente ferido. “Este pequeno animal tinha várias lacerações retais com feridas também na base da cauda. Foram feitas radiografias que mostram um aumento da parte retal, o que corrobora que houve uma violação”, afirmou.

Abalados pela morte do filhote, os moradores do local no qual ele foi encontrado novamente se uniram, mas desta vez para homenageá-lo. Em meio a muitas lágrimas, a população segurou balões brancos para se despedir do cachorro. Uma missa também foi celebrada por um padre nas ruas do bairro em que Weichafe foi abandonado após o estupro.

“Mais um inocente morre por causa de uma pessoa cruel“, disse um dos moradores.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cadela é diagnosticada com lesão genital após ser estuprada por idoso

Foto: Divulgação/ Polícia Civil

Uma cadela foi vítima de abuso sexual por pelo menos duas vezes na cidade de Elias Fausto, no interior de São Paulo. Estuprador confesso, um idoso de 83 anos responderá pelo crime.

O homem foi detido pela Polícia Civil após o tutor da cadela registrar imagens do abuso sexual. De acordo com a polícia, o tutor desconfiou da atitude do idoso, que passou a levar a cadela para uma região de mata, e decidiu segui-lo. Ele então flagrou o estupro e fez um vídeo para ter uma prova do crime.

As imagens foram enviadas à 2ª Delegacia de Investigações de Entorpecentes, da Divisão Especializada em Investigações Criminais (Deic) de Piracicaba (SP), que enviou uma equipe à casa do idoso. As informações são do G1.

Ao ser questionado pelos policiais, o estuprador confessou o crime e disse que abusou da cadela pelo menos duas vezes. Por se tratar de um delito de menor potencial ofensivo, ele foi liberado para responder pelos maus-tratos em liberdade.

A cadela foi examinada por membros de uma ONG de proteção animal, que constataram uma leve lesão genital e ofereceram assistência veterinária.

Estupro de vulnerável

Além de ter praticado zoofilia, o idoso é acusado de abusar sexualmente de crianças. Na delegacia, dois boletins de ocorrência por estupro de vulnerável foram registrados contra ele.

No primeiro documento, de 2012, consta que o homem estuprou seu próprio neto, que tinha 6 anos na época. A criança teria contado a familiares que o avô a acariciou e molestou.

Neste ano, o idoso foi novamente denunciado. Desta vez, por abusar de uma menina de 4 anos. Ele teria acariciado o corpo da menina e direcionado a ela palavras de cunho sexual.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cadela morre após ser encontrada com ferimentos e sinais de abuso sexual

A cadela tinha oito perfurações de faca pelo corpo. O caso não foi denunciado à polícia pela falta de indícios que levem ao agressor do animal


Uma cadela foi resgatada com ferimentos de faca e sinais de abuso sexual em Rio Branco, no Acre. O animal foi encontrado na garagem de um hotel e, apesar de ter sido socorrida, morreu horas após o resgate.

Ao saber do caso, a empresária Mariana Marini, da ONG Resgata Animal, foi ao local e fez o resgate.

Reprodução/Pixel2013/Imagem Ilustrativa

“Verificamos que a situação dela era bem crítica, levamos para a clínica, mas ela não resistiu. Foi maus tratos, levou facadas e, possivelmente, foi abusada sexualmente. Uma pessoa que conhece meu marido estava no local, viu o animal nessa situação, e, sabendo que sou da ONG, entrou em contato”, disse ao G1.

A cadela tinha oito perfurações de faca, sendo uma no pescoço, que fez com que ela perdesse muito sangue. Ela também foi diagnosticada com câncer.

“A situação era bem triste, estamos acostumados a pegar animais doentes na rua, atropelados, mas em um caso desse tão forte acaba abalando mesmo. Deveria ser mais velha, estava com câncer, mas o estado do animal não era tão ruim, embora estive com câncer. O que fez ela morrer foram os ferimentos”, lamentou.

A suspeita é que a cadela tenha sido maltratada na madrugada de sábado. Mariana afirmou que, apesar da violência, não acionou a polícia por não ter informações sobre quem maltratou a cadela.

“É crime, e, por diversas vezes, entramos em contato com a polícia, mas não resolvem. Essa é a realidade que sempre acontece, só que ninguém presta atenção. Em Rio Branco tem três ONGs e temos casos assim quase que constantemente, fazemos denúncia anônima, boletim de ocorrência, mas não resolvem nada. Precisamos de um olhar da população em geral para isso, mas não existe”, disse.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cachorro estuprado é resgatado por policial em São Paulo

O animal foi levado para uma clínica veterinária e teve que ser submetido a uma cirurgia


Um cachorro que sofreu abuso sexual foi resgatado por um policial após aparecer em frente à 2° Cia do 38° Batalhao de Polícia Militar Metropolitana, no Jardim Santa Bárbara, em São Paulo.

Reprodução

Depois de observar a situação do animal, o capitão André da Silva Rosa decidiu levá-lo ao veterinário, acreditando que ele estava com alguma doença.

Ao ser tocado, o animal reagiu e tentou morder o policial, demonstrando estar bastante assustado e traumatizado. Com bastante dificuldade, o resgate foi realizado e o caso foi assumido pelo grupo Tomba Lata, que resgata animais abandonados e maltratados.

Após ser examinado, o cachorro foi diagnosticado com prolapso retal, causado por estupro. O veterinário encontrou sêmen dentro do animal e parte de seu intestino estava apodrecido. Diante do caso, o cão teve que ser operado.

O caso revoltou o capitão, que decidiu conscientizar os demais policiais do Batalhão para que passem a ter um olhar mais atento e fraterno aos animais. André também abriu espaço para que protetores, advogados animalistas e veterinários façam palestras para orientar os agentes.

Em homenagem ao capitão, o cachorro foi batizado com o nome de “Rota”. Apesar do abuso sofrido, ele se recuperou e passa bem.

Reprodução

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Casos de estupro de cães preocupam ONGs em Manaus (AM)

Os estupros de cachorros têm se tornado recorrentes na cidade de Manaus, no Amazonas


Entidades e protetores de animais estão preocupados com os casos de estupros de cães em Manaus, no Amazonas. O mais recente, registrado no dia 2 de janeiro, aconteceu no bairro Lírio do Vale. Lucivaldo Almeida, de 39 anos, foi flagrado estuprando uma cadela. Indignados, moradores do local o agrediram.

Pixabay/Timur85

De acordo com o presidente da ONG Anjos de Rua, Kennedy Marques, casos de estupro de cães costumam ser cometidos por usuários de drogas. Os relatos chegam à entidade com frequência. As informações são do portal Em Tempo.

“Muitas vezes nos relatam que cães teriam sido estuprados, mas quem não tem conhecimento na área pode confundir o abuso sexual com uma doença chamada de Tumor Venéreo Transmissível (TVT). Uma doença que atinge a parte da genitália externa de cães e deixa o local com vermelhidão, característica compatível com o estupro”, explicou Marques.

A protetora Rosa Aguiar resgatou uma cadela vítima de zoofilia em 2019. “No ano passado, após receber o acionamento, eu fui até o bairro Santo Antônio, na Zona Oeste de Manaus, resgatar a cadela. Quando a levei ao veterinário foi constatado que ela havia sido estuprada. O animal mostrava sinais de que havia sofrido bastante. Não sabemos afirmar se foi por um homem ou se ela teve apenas objetos introduzidos na genitália”, contou Rose.

Há três meses, Meire Brandão, que também atua na causa animal, foi até o bairro Armando Mendes para resgatar três cadelas que teriam sido estupradas por usuários de drogas. Após colocar uma das cadelas em seu carro, ela foi ameaçada por um dos homens, que não permitiram que ela fizesse o resgate.

“Todos os vizinhos sabiam o que acontecia com as cadelas. Eu queria resgatar e colocá-las para a adoção. Mas fui contida pelos próprios moradores que falaram para que eu não criasse caso com eles e que a atitude seria uma ‘corda no pescoço’. Tive que viajar e não sei o atual estado das cadelas. O que fiquei sabendo é que uma delas sumiu”, disse a protetora de animais.

A protetora pediu que casos de estupro contra animais sejam denunciados à Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente e Urbanismo (DEMA).


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Voluntários denunciam caso de cachorro comunitário estuprado em Bom Jesus (RS)

O animal conhecido como “Cristão”, porque frequentava até a igreja da cidade, foi examinado por um veterinário e a lesão anal foi confirmada


Voluntários do grupo Bicho de Rua protestaram contra a crueldade animal na terça-feira (28) em frente à delegacia de Bom Jesus (RS) e denunciaram o estupro de um cachorro.

Pixabay/Timur85

De acordo com Naiara Bortolloto, Cristão, como é chamado o cachorro, é conhecido na cidade e vive na área central de Bom Jesus. As informações são do GaúchaZH.

“O Cristão é o primeiro a entrar na igreja assim que o padre abre as portas. Ele fica nas missas e é muito dócil e querido. Achamos que ele foi estuprado em função dos ferimentos encontrados. É revoltante porque pelo menos uma vez por mês temos suspeitas de casos parecidos. Não vamos nos calar. Queremos providências das autoridades porque sabemos quem cometeu esses crimes, mas o processo sempre esbarra na falta de provas. Por isso precisamos da ajuda da polícia. Algo precisa ser feito. Isso não pode ficar assim!”, disse.

Gelson Barbosa dos Santos, dono de uma padaria, contou que encontrou o cão momentos antes do estupro. “Ele está sempre aqui me esperando. Eu dei comida e água para ele como todos os dias e ele saiu em direção à praça. Uns 20 minutos depois ele voltou chorando e com muito sangue escorrendo pelas patinhas. Levamos ele no veterinário, estava com a respiração ofegante. Amamos os animais e cuidamos dos que ficam aqui pelo Centro. É inaceitável o que fizeram com ele”, relatou.

O padre Lindomar Santos também busca justiça para o caso. “Cristão foi carinhosamente `batizado` e adotado pela comunidade católica da Paroquia do Senhor Bom Jesus. Há mais de dois anos ele frequenta regularmente as missas na Igreja Matriz. É um cão em situação de rua que é conhecido e amado por todos”, disse.

“As agressões sofridas por ele deixaram a comunidade perplexa e indignada. Há um sentimento de revolta e, ao mesmo tempo, de tristeza. O Cristão não é agressivo, ele busca e aceita o carinho de todos, não percebe a maldade que há no coração de alguns humanos”, completou.

De acordo com o veterinário Nicolas Boschi Vianna, que atendeu Cristão, o animal sofreu lesão anal que pode ter sido causada por zoofilia.

“Não há prova clínica de que a lesão tenha sido provocada pela penetração de um pênis. Teria que ser feito um exame para comprovar se havia esperma. O ferimento pode ter sido provocado por um pedaço de madeira ou outro objeto, por exemplo, o que não minimiza a violência contra o cão”, disse.

“O cão teve lesão anal e sentia dor na região do ânus. Ele foi medicado e está em um local seguro para se recuperar. Para o animal, um ato assim é sempre uma agressão e uma violência”, acrescentou.

O caso será investigado pela polícia. “Sobre esse caso mais recente, já determinei que fosse efetuado o registro, antes mesmo que o boletim fosse feito pelos voluntários, já que há elementos para serem verificados a respeito dessa violência contra o animal”, explicou o delegado Vítor Fernando Boff.

“Vamos buscar testemunhas e colher declarações dessas pessoas apontadas como suspeitos para encaminhar o processo à Justiça”, concluiu.

Estupro de animais é crime previsto na Lei de Crimes Ambientais e tem como punição detenção de até um ano, além de multa. A penalidade pode aumentar se o animal morrer.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Homem é agredido após ser flagrado estuprando cadela em Manaus (AM)

O abuso sexual foi praticado em uma área de mata ao lado da igreja onde a cadela morava. O homem agredido teve seus pés e mãos amarradas por moradores da região


Um homem foi agredido na quinta-feira (2) após ser flagrado estuprando uma cadela em Manaus, no Amazonas. Lucivaldo Almeida, de 38 anos, vai responder por abuso e maus-tratos a animais.

Foto: Jair Araújo

O tenente Antônio Medeiros, supervisor de área da 19ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), disse que o tutor da cadela, um pastor de uma igreja do bairro Lírio do Vale 2, ouviu os gritos do animal durante a madrugada. Pela manhã, ele alimentou os animais que vivem em seu sítio e não encontrou a cadela. Por volta das 9h de quinta-feira, a cadela voltou a chorar. O pastor, então, foi verificar o que estava acontecendo e flagrou o estupro.

O crime aconteceu em uma área de mata localizada ao lado da igreja, no Conjunto Augusto Monte Negro, na Zona Oeste da cidade. As informações são do portal A Crítica.

Após ser flagrado estuprando o animal, Lucivaldo saiu correndo, mas foi parado por moradores da região que, ao tomarem conhecimento do estupro, amarraram os pés e as mãos do homem e o agrediram.

Morador do Conjunto Augusto Montenegro e vizinho da igreja onde a cadela mora, Lucivaldo foi levado ao Serviço de Pronto Atendimento Joventina Dias, no bairro Compensa, para receber atendimento médico, já que sofreu ferimentos nas costas e na cabeça.

Ao sair do hospital, Lucivaldo foi encaminhado ao 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP).


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Polícia investiga denúncia de estupro de cães em São José dos Pinhais (PR)

Laudos confirmaram que os cachorros estavam desnutridos e doentes. Os estupros, no entanto, ainda não foram comprovados


Um caso de estupro de cachorros, descoberto após denúncias, está sendo investigado pela Polícia Civil em São José dos Pinhais, no Paraná.

FOTO: REPRODUÇÃO/RIC RECORD TV

Protetores de animais fizeram denúncias sobre o caso após visitarem a residência onde os cachorros eram mantidos. Todos os animais foram resgatados.

A polícia esteve no local para verificar a situação. “Nós fomos até o local no início da semana, várias pessoas serão ouvidas, inclusive, contando com apoio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de São José dos Pinhais”, disse o delegado Matheus Layola, da Delegacia do Meio Ambiente. As informações são do portal RIC Mais.

Vizinhos apontam que o homem acusado de estuprar os cães sofre de transtornos psiquiátricos. Ele também irá prestar depoimento à polícia.

“Não é só um caso de eventual maus-tratos, mas também com relação ao transtorno do suspeito. Então, a gente está investigando e logo, logo, a gente tem uma conclusão sobre essa investigação”, explicou Layola.

O delegado informou que laudos confirmaram que os cachorros estavam desnutridos e doentes. Os estupros, no entanto, ainda não foram comprovados.

“Os laudos que nos foram encaminhados atestam a negligência por parte do tutor, porém não confirmam o abuso sexual. Então a gente já sabe que tem maus-tratos, agora a gente vai investigar”, finalizou.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cadela é submetida a exame para investigar se foi vítima de estupro

Uma cadela foi submetida a uma perícia em Santarém, no Pará, para investigar se foi vítima de estupro. O exame, que tem um prazo de 30 dias para ter seu resultado liberado, foi realizado no Centro de Perícias Científicas (CPC) Renato Chaves.

Foto: Reprodução/Redes Sociais

O animal foi resgatado no dia 29 de outubro após uma denúncia ser feita no dia 23. O Núcleo Integrado de Operações (Niop) recebeu a denúncia de que a cadela estava sendo estuprada por seu tutor e repassou o caso à Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma). O animal foi resgatado seis dias depois e levado para um lar temporário. As informações são do G1.

Um boletim de ocorrência foi registrado e o delegado solicitou a perícia. Testemunhas prestaram depoimento na delegacia e outros exames foram feitos para verificar o estado de saúde da cadela.

Relatos indicam que a cadela não é o primeiro animal a ser estuprado pelo homem. No entanto, esta foi a primeira vez que uma denúncia foi formalizada.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Homem é detido após ser acusado de estuprar e envenenar animais

Um homem de 82 anos foi acusado de estuprar e envenenar animais em Vila Velha, no Espírito Santo. Os crimes teriam acontecido no bairro Alvorada. O idoso foi detido pela polícia na quinta-feira (6).

Foto: Reprodução / Gazeta Online

Participaram da ação a deputada estadual Janete de Sá, que é presidente da CPI Contra Maus-Tratos aos Animais da Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales), o delegado Eduardo Passamani, responsável pela Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente, o Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV) e protetores de animais.

Janete conta que a equipe chegou à casa do homem às 11 horas, com um mandado de busca e apreensão contra ele. O idoso, no entanto, não estava no local, mas chegou momentos depois. As informações são da Gazeta Online.

“Há cerca de 15 dias recebemos uma denúncia onde uma moradora da região de Alvorada, contando que o idoso estava abusando dos dois cachorros dele, um macho e uma fêmea. Orientamos que ela fosse até a delegacia e fizesse um boletim de ocorrência. Foi aí que conseguimos o mandado”, disse.

Foto: Reprodução / Gazeta Online

A moradora que fez a denúncia tinha imagens no celular que provavam que a ação criminosa do homem. “Ele negou as acusações, mas quando viu as imagens não teve como desmentir. Contou que era ele mesmo”, destacou.

Buscas por produtos que seriam usados para envenenar animais foram feitas na casa do idoso, que foi levado para a Delegacia de Meio Ambiente e prestou depoimento. Em seguida, o homem foi liberado para responder pelo crime em liberdade.

Os cachorros foram resgatados e levados para o CRMV. Eles passaram por exames e, em seguida, foram encaminhados para um abrigo em Manguinhos, na Serra, onde irão aguardar por adoção.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. Doe agora.


​Read More
Notícias

Norte-americanos são condenados a mais de 30 anos de prisão por zoofilia

Os norte-americanos Matthew Brubaker, de 31 anos, Terry Wallace, de 41, e Marc Measnikoff, de 34, foram condenados a penas de prisão que vão de 30 a 41 anos por zoofilia. Eles estupraram mais de onze animais durante anos. As vítimas são nove éguas, uma vaca, uma cabra e um número indefinido de cadelas. O caso aconteceu na Pensilvânia, nos Estados Unidos.

Foto: Reprodução / The Independent

Um adolescente de 16 anos foi o responsável por denunciar os estupradores. Ele acionou as autoridades do condado de Clearfield, em agosto de 2018, e contou que era obrigado a amarrar os animais para que eles fossem abusados sexualmente. No mesmo dia, os três homens foram detidos pela polícia. As informações são do portal SOL.

Uma grande quantidade de vídeos de zoofilia caseiros e equipamentos de gravação foram encontrados na propriedade. Segundo o jornal The Independent, os estupros aconteciam “num curral específico para esse fim”.

Brubaker, Wallace e Measnikoff foram acusados de mais de 1,4 mil crimes relacionados à zoofilia, à crueldade animal, ao risco que eles representavam para crianças que moravam com eles e à corrupção de menores de 18 anos.

O procurador William Shaw afirmou, em entrevista ao The Independent, que “este é um dos casos mais extremos de abuso animal” dentre os quais ele já se deparou em sua vida profissional. Shaw relevou que os menores que viviam com os estupradores estão sob a custódia do estado da Pensilvânia.

Todos os animais vítimas de abuso foram resgatados. Eles estão sob a responsabilidade da Sociedade de Prevenção da Crueldade Animal, uma ONG que trabalhará em conjunto com as autoridades para disponibilizá-los para adoção.

​Read More
Notícias

Homem é preso após ser flagrado estuprando cadela em Ubajara (CE)

Um homem de 29 anos foi flagrado estuprando uma cadela na madrugada de segunda-feira (6) em Ubajara, no Ceará. A tutora do animal presenciou o abuso sexual e acionou a Polícia Militar, que prendeu o agressor para realização dos procedimentos legais.

A cadela chorou de dor, chamando a atenção da tutora, que quando foi procurá-la encontrou o homem, bêbado e drogado, cometendo o abuso. As informações são do portal G1.

(Foto: Pixabay / Imagem Ilustrativa)

“A tutora entrou em contato com a Polícia Militar nos informando sobre o ocorrido e logo em seguida chegamos no local, onde encontramos o suspeito deitado na rua com a cadela sangrando do lado”, disse o delegado do Destacamento de Ubajara.

“Eu ouvi a minha cachorra gemendo e já tinha visto esse homem bebendo na minha calçada. Quando ela começou a latir e chorar eu corri, pois pensei que ele estava matando ela. Quando cheguei na rua, encontrei ele abusando da minha cadela”, disse a tutora, que preferiu não ser identificada.

De acordo com a Lei de Crimes Ambientais, quem cometer maus-tratos a animais, dentre eles a prática de abuso sexual, poderá ser condenado a detenção de três meses a um ano, além de multa. Caso o animal morra, a pena pode sofrer um aumento de um sexto a um terço.

Aprovada em 2018 pela Câmara dos Deputados, uma proposta pretende aumentar a pena para maus-tratos a animais, passando para quatro anos de detenção. A medida propõe ainda que a zoofilia se torne um agravante, podendo aumentar a pena em um terço. O projeto aguarda votação no Senado.

​Read More