Notícias

Estúdio fotográfico montado na mata atlântica registra onça-pintada

Três fotógrafos da natureza montaram um estúdio fotográfico na mata atlântica, no Espírito Santo. Ao contrário do convencional, que é o uso de câmeras de armadilha, o estúdio conta com um aparato de melhor qualidade, com flashes e câmeras digitais de alta resolução. O objetivo, que já foi alcançado, é flagrar a onça-pintada, maior felino do continente americano.

(Foto: Santo Expedicionários – Fotografia e Natureza / Reprodução / Folha de S. Paulo)

Fabricio Costa, Paulo Silva e Vitor Barbosa decidiram iniciar o projeto com o intuito de incentivar a preservação da biodiversidade. De acordo com os fotógrafos, “são imagens que sensibilizam e mostram que o que buscamos preservar não é somente mato, como muitos pensam, mas uma cadeia riquíssima de biodiversidade.” As informações são da Folha de S. Paulo.

Os profissionais planejam reunir as fotografias feitas pelo estúdio colocado na mata atlântica para criar o livro “Biodiversidade Capixaba – Uma Expedição ao Espírito Santo Selvagem”, com previsão de publicação para 2019.

O registro da onça-pintada, feito na Reserva Natural Vale, mantida pela mineradora que leva o mesmo nome, é um forte concorrente à capa do livro.

A espécie é listada pelo ICMBio como ameaçada de extinção. Em toda a mata atlântica brasileira existem, segundo estimativas, cerca de 300 onças.

​Read More