Destaques, Notícias

Autoridades planejam eutanasiar cães e gatos vítimas de tsunami no Chile

Por Raquel Soldera (da Redação)

Atingida por um tsunami, Dichato, província de Concepción, no Chile, foi completamente arrasada. Hoje, na zona costeira, o quadro é desolador: as famílias vivem nas ruas, e os cães e gatos em absoluto desamparo. São cerca de 100 animais, muitos deles doentes e desorientados por sua condição de abandono.

Como uma solução para o abandono dos animais, a autoridade sanitária da região de Biobío escolheu a eutanásia. Ou seja, colocar para “dormir” cães e gatos, com a justificativa de “acabar com seu sofrimento”.

Esta decisão foi publicamente denunciada por ativistas na área e rejeitada categoricamente. Felix Gonzalez, ex-presidente do Partido Verde e protetor dos animais muito conhecido em Concepción, disse que a medida deixou novamente exposta a falta de interesse e preocupação do governo com os animais.


Cão dorme em escombros. (Foto: Carola Osiadacz)


“Recebi um telefonema de Sandra Briones, encarregada da parte de zoonoses da Secretaria Regional Ministerial de Saúde. Me avisou que eles eutanasiariam os cães de Dichato e que se nós, protetores dos animais, fôssemos resgatá-los, os animais se salvariam. Eu respondi imediatamente que, se os animais fossem mortos, iriam ganhar um problema a mais, porque os protetores dos animais recorreriam à justiça para denunciar a medida antiética de controle de animais”, contou Felix Gonzales.

Gonzalez disse que os cães e gatos de Dichato já recebem alimentação e cuidados veterinários e que pretende promover uma campanha de adoção nacional, em parceria com a Rede de Socorro Animal Chile (SACH), grupo formado por ONGs de proteção aos animais de todo o Chile, especialmente para resgatar os animais atingidos pelo terremoto e pelo tsunami.

Sandra Briones negou as acusações e disse que se dirigiriam à zona costeira para prestar cuidados veterinários e realizar um diagnóstico geral da situação dos animais. Questionada sobre o plano de eutanasiar todos os cães e gatos abandonados, ela disse que o serviço de eutanásia foi colocado à disposição, de forma gratuita, para os animais que se encontrem doentes, mediante autorização dos tutores.

Descaso com os animais

Recordando o trabalho que grupos de protetores dos animais vêm realizando em todo o país, para tornar a vida de milhares de animais melhor, o ex-líder dos ambientalistas salientou que as ONGs sempre fizeram – e continuam fazendo – o trabalho do governo.

“A superpopulação canina é um problema do governo, que as ONGs tentam controlar com seus próprios recursos. No entanto, incrivelmente, são colocados obstáculos e problemas para nós. Isso porque as autoridades simplesmente não se preocupam com o bem-estar dos animais. Se não fosse assim, a presidente Michelle Bachelet teria incluído um item de resgate de animais para as regiões mais afetadas pelo terremoto e pelo tsunami”, disse Felix Gonzalez.

“Na falta de ação do governo para os animais afetados pelo terremoto e pelo tsunami, o Fundo Internacional para a Proteção dos Animais e dos seus Habitats (em inglês, IFAW), cancelou sua vinda ao país. Porque eles não foram convidados pelo governo chileno para salvar os animais…”, concluiu.

Com informações de PrensAnimalista




​Read More